Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

terça-feira, 13 de junho de 2017

"ETERNAMENTE ESCRAVOS".

A Lei n.º 3.270, também conhecida como Lei dos Sexagenários ou Lei Saraiva-Cotejipe (pela grafia arcaica, Lei Saraiva-Cotegipe) foi promulgada a 28 de Setembro de 1885, que garantia liberdade aos escravos com mais de 65 anos de idade. Os cativos tinham a obrigação de trabalhar por mais três anos a título de indenização ao proprietário, já o escravo de mais de sessenta e cinco anos estava dispensado de tais obrigações. Mesmo tendo pouco efeito prático, pois libertava somente escravos que, por sua idade, eram menos valorizados, houve grande resistência por parte dos senhores de escravos e de seus representantes na Assembleia Nacional. Por outro lado, os senhores registravam seus escravos falsamente como sendo mais novos do que eram de fato é, quando libertados, muitos não tinham para onde ir,  ou tinham os seus mantidos na mesma situação de escravidão. A pressão sobre o Parlamento se intensificou a partir de sua proposta, em 1884. Ao projeto, vindo do ministro e Senador liberal Manuel Pinto de Souza Dantas, os escravocratas reagiram com tanto rigor, que a lei só foi aprovada em 1885, após aumentar o limite de idade do cativo de sessenta para sessenta e cinco anos. 
A lei sexagenária retornou com
 força total comandada por um 
governo pra la de suspeito!
A mais de 50 anos temos esse modelo
 de previdência e agora esse governo
 quer mudar tudo e esmagar o trabalhador!
A maioria dos sexagenários estavam localizados nas províncias cafeeiras, o que explica a resistência na Camara e no Senado. Essa Lei ficou conhecida como lei Saraiva-Cotegipe em referência aos dois chefes de gabinete ministerial do império, o liberal conselheiro Saraiva e o conservador Barão de Cotegipe, que deram apoio à medida. O brasil sempre foi um pais escravista, e isso vem desde a epoca de seu descobrimento, com a vinda em massa de escravos africanos, para trabalharem nas lavouras. Relembrando que o Brasil foi o ultimo pais do mundo a acabar com a escravidão humana, e so o fez devido aos varios ultimatos dos paises europeus encabeçado pela Inglaterra, que prometiam sanções econômicas ao pais se caso não fosse criada uma lei que libertasse os escravos. E se não fossem esses ultimatos, provavelmente ainda teria-mos escravos negros ate os dias de hoje. E onde eu quero chegar com tudo isso, é bem simples, seria essa tal reforma previdenciária promovida pelo governo atual (Michel Temer) que aumentaria por um tempo razoável o tempo limite para a aposentadoria do trabalhador. 
A algum tempo atras o ex-presidente Fernando 
Henrique foi bastante grosseiro e injusto 
ao chamar os aposentados
 de vagabundos!
A própria Bíblia Sagrada apregoa em Eclesiastes capitulo 3,  que existe tempo para tudo, e 
agora esses governantes ateus através de suas ganancias particulares 
querem mudar tudo isso.
Ou seja 65 anos de idade minima para homens e mulheres e para se conseguir o beneficio integral uma contribuição de 49 anos. Relembrando que no caso dos escravos negros do passado haviam dois fatores agravantes para essa medida "beneficiente" a eles. Como voce pode aceitar uma liberdade plena aos 65 anos de idade se naquela epoca a idade media de vida do ser humano normal era de 55 anos? Agora os escravos negros devido ao sofrimento constante e trabalho pesado, viviam bem menos. O outro fator era de longevidade ao qual desvalorizava o escravo negro que ficava mais velho, ou seja os homens mais valiosos eram os jovens que podiam produzir muito mais, enquanto os mais velhos quase não produziam e por isso não tinham mais valor no mercado de escravos, então olhando grossamente essa medida não teve nada de bondade, foi mais uma manobra politica para fazer uma media com a sociedade e continuar lucrando com o trabalho escravo. E aquele escravo que tinha a sorte de chegar vivo ate os 65 anos de idade o fazia com as mãos no bolso sem ter nada. E o mais jovem gastava toda a sua energia trabalhando de graça para os "poderosos" e quando envelhecia era jogado como um lixo. 
No passado o escravo negro era
 libertado quando completava 65 anos
 de idade ou seja quando ja não dava
 nem um lucro aos poderosos.
O jovem escravo gastava toda a
 sua energia para enriquecer os 
"patrões" e não tinha nada em troca.
Agora nos dias de hoje praticamente voltamos a essa lei sexagenária, onde os poderosos ditam as regras criando para si próprios montanhas de beneficies, e para a maioria da população produtiva, criam regras atraves de leis, para aumentarem suas contribuições e o tempo para suas aposentadorias, tornando-os escravos modernos. Se naquela epoca a idade media de vida de uma pessoa era de 55 anos, hoje com toda essa turbulência e desgastes emocionais diários e contínuos, essa mesma idade deve cair pelo menos uns 5 anos, ou seja, provavelmente a idade media de um trabalhador nos dias de hoje seria de 50 anos, agora como um trabalhador vai ter que contribuir por 49 anos se a sua media de vida é de 50 anos? E tem outro detalhe, existem varias profissões em nosso pais e cada uma delas possui um nivel de exposição continuo a riscos, perigos, e demais fatores que deixam o corpo humano vulnerável, e devido a isso faz-se necessário (previsto em leis especificas trabalhistas insalubridades e periculosidades) um abono de tempo de serviço para se tentar igualar essas condições físicas e emocionais desse mesmo trabalhador, e dando a ele um período de descanso pos trabalho para poder recuperar parte de suas energias.
Voltamos aos tempos antigos onde 
existiam os nobres e poderosos em
 contrapartida dos miseráveis e ignorantes.
Um governo que não valoriza e respeita o seu 
trabalhador não merece nenhum respeito!
Antigamente uma pessoa começava a trabalhar bem cedo, e com isso ia juntando o tempo de trabalho na carteira e se aposentava muito jovem, mas hoje em dia isso é quase impossível, pois é  proibido uma criança ou adolescente trabalhar registrado, não se entende essa politica desastrosa do governo que não sabe ou não quer ver o bem do trabalhador, e cria regras para torna-lo um trabalhador pelo resto de sua vida util, um escravo como no passado que so tem valor enquanto esta na ativa e na tenra idade, e depois que envelhece é jogado as traças como um lixo qualquer! Eles querem mexer nas aposentadorias da maioria da população, mas não se ve nada sobre a reforma em suas gordas aposentadorias e benefícios! So no Congresso Nacional gasta-se 150 milhões por mes em salario e benefícios dos parlamentares, se juntar-mos esses, mais o judiciário, funcionários públicos de alto escalão de todas as estancias municipais, estaduais e federais, teremos uma queda substancial na receita, e se ajudaria em muito na recuperação da previdência social, agora reduzir os direitos daquele que ganha um salario minimo e manter aquele que ganha 300 salários mínimos, não é ser nem um pouco razoável e justo. Alem do fato que existem milhares de mega empresario,  banqueiros e políticos que devem fortunas a previdência. Porque o governo não cobra desses suas dividas bilionárias? Que poderiam serem convertidas em obras sociais, A verdade é que esses governantes brasileiros so querem saber de encherem suas barrigas com iguarias, enquanto grande parte da população,  passa fome!
Fonte Wikipedia.
Postar um comentário