Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

segunda-feira, 6 de julho de 2015

UM ATO DE AMOR.

Um ato de verdadeiro amor ao
 proximo, de encher os olhos 
e o coração das pessoas de bem.
Ele foi o responsável por organizar uma operação de resgate que salvou 669 crianças de campos de concentrações nazistas. Elas foram levadas em segurança até a Inglaterra entre os anos de 1938 e 1939. Depois da 2ª Guerra Mundial o feito de Nicholas permaneceu desconhecido. Foi só em 1988 que sua esposa Grete descobriu um velho livro de 1939 com os nomes e as fotos de todas essas crianças.
A reportagem abaixo conta a história de Sir Nicholas. Destaque para o tempo de 6 minutos e 31 segundos do vídeo, quando ele recebe uma homenagem emocionante em um programa de TV inglês. 
Ele resgatou centenas de crianças
 que certamente seriam executadas
 pelos carrascos nazistas.
Um gesto que ele guardava para si mesmo,
 e nunca se considerou um heroi.
Pouco antes do Natal de 1938, Winton estava prestes a viajar para a Suíça para umas férias de esqui, quando decidiu, viajar a Praga para ajudar o amigo Martin Blake, que estava envolvido no refugio dos judeus. Lá ele, sozinho, estabeleceu uma organização para ajudar as crianças de famílias judias em risco dos nazistas. Ele montou um escritório no seu hotel em Wenceslas Square. Em novembro de 1938, pouco depois da Kristallnacht, a Câmara dos Comuns aprovou uma medida que permitiria a entrada de refugiados com menos de 17 anos de idade na Grã-Bretanha. 
muito emocionante sua participação
 em um programa de tv, onde ele
 estava ao lado das crianças que salvou.
Ele estava cercado de todas aquelas 
crianças que ele havia ajudado no 
passado, e que hoje adultos 
muito agradecidos a ele.
Sir Nicholas Winton (nascido Nicholas Wertheim; Hampstead,19 de maio de 1909) é um britânico que organizou o resgate de 669 crianças em sua maioria judias na antiga Checoslováquia (também Tchecoslováquia no Brasil), antes das suas deportações campos de concentração nazistas, salvando-as da morte certa em 1939, antes do início da Segunda Guerra Mundial.  Muitas vezes chamado de Schindler britânico. Nicholas Winton foi agraciado com a Ordem de Tomáš Garrigue Masaryk, Quarta Classe, pelo Presidente Checo em 1998. No aniversário da Rainha, em 1983, foi nomeado membro da Ordem do Império Britânico (MBE) por seu trabalho na instalação de asilos da sociedade Abbeyfield na Grã-Bretanha e, em 2002, elevado a cavaleiro pela rainha Elizabeth II em reconhecimento ao seu trabalho no salvamento das crianças.
Centenas de crianças escaparam
 do triste destino dos campos de 
concentrações nazistas do passado.
Ele foi um verdadeiro exemplo de 
amor ao próximo e como Oskar 
Shindler, salvou varias pessoas 
condenadas pelos carrascos nazistas.
Nicolas Winton, foi condecorado pela 
rainha da Inglaterra com a Ordem do 
Império Britânico, passando a ser um
 cavaleiro e Sir Nicolas, e tambem 
condecorado com a Ordem do 
Leão Branco do presidente da 
Republica Checa.
Ele encontrou-se com a Rainha novamente durante sua visita de Estado à Eslováquia, em outubro de 2008. O asteróide 19384 Winton foi nomeado em sua honra pelo casal de astrônomos checos Jana Tichá e Miloš Tichý.Em 2008, Nicholas Winton foi homenageado pelo governo checo de várias formas: uma escola de ensino elementar em Kunžak recebeu seu nome e foi agraciado com a Cruz do Mérito do Ministério da Defesa, Grau I. Também foi indicado pelo governo checo para o Prêmio Nobel da Paz de 2008.Por ter antepassados judeus, Winton não foi agraciado no quadro de Justos entre as Nações. Winton está vivo e são, e não vê sua atitude como extraordinária.
Fonte BBC.
Postar um comentário