Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

terça-feira, 26 de agosto de 2014

TESTE DA MALDADE.

A maioria das pessoas é incapaz de entender como uma personalidade antisocial e criminosa, tal como a de um "serial killer" (assassino serial), é possível, em um ser humano como nós. Não são apenas os assassinos seriais, mas uma grande proporção de criminosos violentos em nossa sociedade (em torno de 25% dos prisioneiros) mostram muitas características do que a psiquiatria chama de "sociopatia", um termo melhor e mais preciso do que psicopatia. 
Uma experiencia muito interessante
 sobre a maldade humana.
A DSM-IV, o importante manual de diagnóstico usado por psicólogos e psiquiatras, define um distúrbio mais geral, denominado mais apropriadamente, "distúrbio da personalidade antisocial" (D.P.A.) e lista suas principais características, que podem ser facilmente reconhecidas em indivíduos afetados. A Organização Mundial de Saúde também definiu sociopatia em sua classificação de doenças C.I.D.-10 usando o termo "distúrbio da personalidade dissocial".
O Dr Jerry Burger e o ator Eli Roth,
 observam os resultados.
Os sociopatas são caracterizados pelo desprezo pelas obrigações sociais e por uma falta de consideração com os sentimentos dos outros. Eles exibem egocentrismo patológico, emoções superficiais, falta de auto-percepção, pobre controle da impulsividade (incluindo baixa tolerância para frustração e limiar baixo para descarga de agressão), irresponsabilidade, falta de empatia com outros seres humanos e ausência de remorso, ansiedade e sentimento de culpa em relação ao seu comportamento anti-social.
Cinquenta anos depois apurou-se que 
o mal é um componente do ser humano.
 Eles são geralmente cínicos, manipuladores, incapazes de manter uma relação e de amar. Eles mentem sem qualquer vergonha, roubam, abusam, trapaceiam, negligenciam suas famílias e parentes, e colocam em risco suas vidas e a de outras pessoas. O pesquisador canadense Robert Hare, um dos maiores especialistas do mundo em sociopatia criminosa, os caracteriza como "predadores intra-espécies" que usam charme, manipulação, intimidação e violência para controlar os outros e para satisfazer suas próprias necessidades. 
A manipulação realizada pelo orientador, 
faz com que as pessoas continuem torturando 
o suposto participante do outro lado.
Em sua falta de consciência e de sentimento pelos outros, eles tomam friamente aquilo que querem, violando as normas sociais sem o menor senso de culpa ou
arrependimentoSe voce pegar um criminoso desse bem crueis que mataram pessoas friamente, aqueles seriais Killers,  frios e calculistas, que não sentem o minimo de piedade de suas vitimas indefesas, e também não sentem o minimo remorso dos seus atos insanos e inexplicáveis, e coloca-los em uma devida maquina, seria uma maquina especifica para medir toda maldade humana.
Homens e mulheres, em se tratando do 
quesito maldade são muito iguais.
E também realizar o mesmo procedimento com pessoas normais, os resultados seriam os mais imprevisíveis de todos, nesses resultados, se apurou que 65% das pessoas tidas normais, teriam predisposições para trabalhar em campos de concentrações nazistas, ou seja a maioria dessas pessoas avaliadas pelo teste, possuem uma maldade interior, que pode ser despertada por algum tipo de motivação, e no caso do teste essa mesma maldade foi despertada pela manipulação.
As pessoas mesmo com as dores 
do outro, continuavam apertando 
os botões da maquina.
Ou seja toda aquela maldade interior, foi despertada pela ordem recebida de alguém, isso demostrou que á maldade existe e esta adormecida, e desperta através de um incentivo, uma provocação, uma brincadeira, uma pequena discussão, ou seja um fator extra que venha causar uma súbita modificação no comportamento psico-humano, mas isso é exclusivo de cada pessoa, cada um tem um "ponto diferente de ebulição" esse experimento foi realizado nos E.U.A. em 1958, envolvendo 1000 pessoas e repetido novamente em 2011, sendo os resultados quase idênticos.
Existe um algo interno desconhecido
 ate por voce mesmo!
E basicamente consiste em colocar em uma sala fechada um ator, (mas as pessoas do teste não  sabem que ele é um ator), e cada um dos estudados senta-se a frente de uma maquina cheia de botões, que ligam uma corrente elétrica que vai de 30 a 450 volts, e do outro esta uma pessoa, que responde uma pergunta, e quando essa pessoa erra a resposta o participante aperta um botão na maquina, e  ao fazer isso o ator da um grito como se estivesse sentindo o choque, mas na verdade ele apenas representa isso.
O neuro cientista, James Fallon, afirmou
 que o cérebro do psicopata é diferente 
do cérebro das pessoas normais.
Mas o participante não sabe e pensa que realmente a pessoa levara um choque dado por ele, o grande divisor de águas esta na voltagem de 155 volts, onde o participante ao acionar o botão, do outro lado o suposto outro participante (ator), além do grito começa a implorar para que o teste seja interrompido, as pessoas com isso ate querem parar mas a intervenção manipulatória do pesquisador impede isso e as pessoas mesmo com a suposta dor do outro continuam apertando os botões e dando-lhe choques, e tiveram pessoas que ate riram dos choques aplicados.
A mente humana realmente é uma caixinha de surpresas.
As regras ate permitem que o teste seja interrompido a qualquer momento, mas com a intervenção manipulatória do pesquisador, não permite, isso demostra também á propensão de alguns para a dor alheia, explica o fato de um acidente fatal com corpos expostos, e a grande quantidade de pessoas que deixam seus afazeres para ficarem ali olhando para aquela cena de horror. E também demostra claramente que o mal existe e esta dentro de cada um, em doses diferenciadas, mas que pode despertar com apenas uma pequena pitada de adrenalina ou algo que possa expô-lo.
Fonte Discovery Channel.
Postar um comentário