Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

quinta-feira, 21 de abril de 2016

CIDADES MAIS SEGURAS DO MUNDO (UTOPIA).

Para entendermos como é viver em um lugar assim, conversamos com residentes dessas metrópoles, tidas como as mais seguras e estáveis do mundo segundo um ranking da consultoria Economist Intelligence Unit. A lista leva em consideração fatores como segurança pessoal, estabilidade da infraestrutura, saúde pública e segurança digitalNossos entrevistados também mostram como viver nessas cidades está longe de ser um tédio. Junto com Tóquio (nomeada como a cidade mais segura do mundo), Osaka incorpora a tranquilidade que pode ser sentida em todo o Japão. “De maneira geral, trata-se de um país incrivelmente seguro”, afirma o britânico Daniel Lee, fundador da revista de língua inglesa Kansai Scene e que adotou o Japão há 17 anos.
Tokio no Japão é considerada a cidade
 mais segura do mundo para se viver.
Com um design e uma infra estrutura
 futurística, repassa muito 
conforto aos seus cidadãos.
“É tanta segurança que os moradores locais estão acostumados a deixar seus pertences em uma mesa de café enquanto vão fazer seu pedido. É algo impensável em outros países”, diz. Osaka é conhecida por ser um centro de negócios, onde muitas pessoas trabalham até tarde e voltam para casa no meio da noite. “Mesmo de madrugada, é possível ver executivos nos trens, e os principais terminais estão o tempo todo cheios”, conta Yoshie Yamamoto, que deixou Kyoto há 25 anos e dirige o mais antigo teatro Noh de Osaka. Para se misturar ao habitantes locais, Yamamoto recomenda se instalar em algum bairro central, como Ikuno ou Abeno, onde são comuns as tradicionais casas compridas (ou nagaya). “São lugares relativamente baratos e que são habitados há anos pelas mesmas pessoas. 
Osaka também no Japão possui 
um requinte todo especial, 
e uma modernidade...
...Que contrasta entre a sofisticação
 futurística e a arquitetura milenar.
Se conseguir fazer amizade com os vizinhos, você vai ter a chance de experimentar o verdadeiro espírito de Osaka, cheio de afeto e calor humano”, afirma.Com menos de 1 milhão de habitantes, Amsterdã é relativamente pequena em comparação a outras cidades na lista da Economist Intelligence Unit. A cidade também tem um clima relaxado. “Eu me sinto incrivelmente seguro aqui”, afirma Toni Hinterstoisser, gerente de um grande hotel e que adotou Amsterdã após ter deixado Nova York, há três anos. “As pessoas têm uma mentalidade mais aberta e ninguém se agita por bobagem.”Enquanto todos os bairros são considerados seguros, os que ficam mais ao sul, como De Pijp ou Oud-Zuid estão mais na moda.
Amsterdã na Holanda tambem
 ocupa um lugar privilegiado na lista
 das cidades mais tranquilas do mundo.
Diferente de Veneza na Italia, que
 trocou as românticas gondolas por
 lanchas bem modernas e confortáveis.
 O bairro de Oud-West fica a apenas 2 quilômetros do centro e perto do Vondelpark, o maior parque da cidade. Apesar de ser a maior cidade da Austrália, a cultura de vizinhança de Sydney mantém a sensação de segurança entre seus habitantes.“Nós tomamos conta uns dos outros”, diz Richard Graham, nativo de Sydney e proprietário de uma empresa de turismo local. “Se alguém tem um jeito suspeito, nós avisamos nossos vizinhos e logo depois todos já sabem que precisam tomar cuidado.”A cidade recentemente adotou um plano para investir US$ 15 milhões por ano na melhoria de calçadas e cruzamentos, para incentivar que as pessoas andem mais a pé. Para a argentina Victoria Moxey, que escreve para o guia local Urban Walkabout, a iniciativa está ajudando a melhorar a segurança.
Sidney na Australia é uma cidade
 bem jovem (228 anos), porem muito
 bem administrada e confortável.
Uma cidade bastante confortável
 e com os menores índices de
 violência em todo o mundo.
“As ruas estão sempre cheias de gente nos cafés, passeando com o cachorro ou simplesmente explorando a cidade”, conta Moxey. “Sydney é um lugar onde quanto mais você anda pelas ruas, mais você se sente parte da comunidade.”Muitos estrangeiros escolhem morar em Potts Point, a 3 quilômetros do centro, onde apartamentos no estilo art déco e vários cafés garantem um clima nova-iorquino. Outro bairro preferido é Surry Hills, que tem os melhores restaurantes e bares da cidade, atraindo hipsters e foodies. Já as regiões de Waverly, Bronte e Rose Bay proporcionam uma autêntica vida de praia australiana. Qual seria o segredo do sucesso de confortabilidade e segurança dessas cidades? Ao meu ponto de vista primeiramente estão a administração realizada por governos serios e pessoas honestas que visam especificamente o bem estar de seu cidadão, também inclui-se a disciplina, educação e participação da população.
A segurança humana é bastante
 relativa e independe apenas dos
 meios administrativos sociais.
A ilusão de um mundo perfeito
 contrasta com as infinitas falhas
 naturais que podem mudar todo
 esse histórico de bem estar.
Agora toda a confortabilidade e segurança das pessoas, principalmente nas cidades japonesas, pode ser uma pseudo segurança, pois ao mesmo tempo que suas cidades dão um show de administração publica também existem os fatores climáticos e naturais que de um momento ao outro podem se transformarem em uma tremenda dor de cabeça devido a imensa quantidade de fatores e causas naturais que causam tragedias em espaços relativamente curtos, como furacões, maremotos, vulcões, tremores de terra, e essas variáveis podem trazer números inconstantes de vitimas devido as suas imprevisibilidades. Então percebe-se que a segurança é mesmo um fator ilogico, pois ao mesmo tempo que voce pode estar seguro em uma cidade bem conceituada, ao mesmo tempo os fatores climáticos naturais podem intervirem e mudarem tudo, portanto a segurança em nosso mundo pode ser uma utopia de imaginar-mos estramos seguros e nos sentir-mos bem.
Fonte BBC.
Postar um comentário