Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

sexta-feira, 30 de junho de 2017

RADICAL AOS EXTREMOS.


Depois de cinco dias esperando por socorro, um alpinista americano usou um canivete para amputar seu próprio braço, que havia ficado preso sob uma rocha. O caso aconteceu esta semana no parque nacional Canyonlands, em Utah, Estado do meio-oeste dos EUA. Depois de resgatado, ele foi internado em estado grave.

Aron Ralston, 27, estava escalando no sábado (03/05/2003) quando uma pedra de cerca de 450 kg caiu e esmagou seu braço. Na terça, ele ficou sem água. Dois dias depois, sem esperanças de ser localizado, Ralston concluiu que sua sobrevivência dependia de uma medida drástica.
 Ele viaja dando palestras, mas se 
não fosse o seu gesto drástico hoje ele
 não estaria vivo para contar historia.
James Franco interpretou essa historia no cinema.
Com um canivete, o alpinista cortou seu braço direito pouco abaixo do cotovelo e em seguida fez um torniquete e os primeiros curativos no corte. Depois disso, o alpinista fixou ganchos, preparou uma corda e fez um rapel de 18 metros até atingir o fundo do cânion.Ralston foi localizado horas mais tarde por um helicóptero de resgate. Pouco depois, dois outros alpinistas chegaram até o ponto onde ele estava. Ele contou o que fez e em seguida pediu água. Apesar de estar em estado grave, ele entrou andando no hospital.
Uma situação sem saida onde o instinto
 supera a razão, e a vontade de viver.


Uma historia dramática que traz a 
tona o instinto de sobrevivência.




Dois membros da equipe de resgate voltaram ao local do acidente, mas não conseguiram resgatar o braço devido ao peso da rocha.Sem saída e de acordo com o xerife Mitch Vetere, que conhece bem a região, a amputação era a única alternativa para Ralston, conhecido na região por suas escaladas ousadas e pela ótima condição física."Se ele não tivesse se libertado da rocha, não teria sido localizado pelo helicóptero", afirmou."Eu nunca tinha visto alguém com tanta vontade de viver durante 25 anos de serviço", disse o guarda florestal Steve Swanke, que acompanhou Ralston até o pronto-socorro. "Ele é um guerreiro, ponto final."
Aron Ralston, provou com esse 
gesto ser um grande sobrevivente.
Fazendo isso o alpinista Aron Ralston, provou ser um sobrevivente, e fez aquilo que a primeira vista seria um ato terrivel, mas que lhe salvou avida, agora quem em sã consciência faria o mesmo? Ora tudo é questão de querer viver ou se entregar a uma morte certa. Em sua situação não havia praticamente mais nada o que fazer, pois preso como estava ele morreria ali.  Sem duvida essa ´s uma situação bastante extrema e feita com muita coragem,  por um reconhecido sobrevivente.
Uma ardua batalha entre a vida e
a morte, e a razão fica distante.
Analisando-se esse gesto profundamente podemos ter uma observação bastante critica sobre esse gesto que superou a emoção, a razão e foi um gesto de puro instinto de sobrevivência, animalesco quem sabe, mas que lhe deu a condição de continuar vivendo,  sem um dos membros mas vivo, sem duvida nenhum de nos sequer imagina passar por situação parecida com essa, mas se caso isso ocorrer, teremos tambem que ser-mos bastante frios e realizar-mos a coisa certa, pois isso definira entre a vida e a morte.

Fonte BBC.
Postar um comentário