Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

terça-feira, 25 de abril de 2017

TERAPIA OU TORTURA?

Se você pisar na ponta de um prego, seu pé vai exercer uma enorme pressão sobre ele. Como resultado, a ponta pode atravessar seu pé. Porém, uma cama de pregos tem muitas pontas juntas, assim existe uma grande superfície para o corpo cobrir. Centenas de pregos suportam o peso de seu corpo ao invés de apenas um único prego. Tipicamente, seu corpo não exerce grande pressão sobre qualquer um dos pregos a ponto de rasgar a pele. Você pode colocar uma segunda cama sobre você e quebrar um bloco de cimento sobre ela. A força resultante é distribuída sobre todos os pregos; logo, você não ficará ferido.
Na cidade de Navsari, na India um professor quebra uma pedra de gelo em cima dos lutadores de Karate, que estão deitados em cima de camas de pregos, na India deitar em camas de pregos é uma atividade bastante normal e sem incidentes graves registrados.
Por mais que á ciência tente explicar todo o 
mecanismo de funcionamento dessas camas de pregos, é necessário ter muita coragem para testar essa teoria.
O truque é deitar e levantar da cama. Se você ficar sentado, apenas alguns pregos vão aguentar seu peso. A mesma coisa acontece se você apoiar seu corpo com as mãos. E se um prego for maior do que os outros, ele receberá mais pressão de seu corpo e perfurará sua pele.
De acordo com á ciência física, esses pregos não são pontiagudos o suficiente para perfurarem á pele, e também á quantidade deles reduz á pressão exercida sobre os mesmos, evitando os furos.
Á primeira impressão que se tem é que á pessoa que deita em uma cama de pregos, faz isso por uma mera e pura questão de filosofia religiosa, se auto flagelando simplesmente para um arrependimento de algo que ele tenha feito de errado (pecados), e que sumariamente com esse sacrifício carnal, ele consegue um alivio astral e também um novo recomeço por ter sido reconhecido o seu esforço em contornar esse erro, e ter por isso um perdão declarado de todos os seus erros passados.
Agora abaixo um Faquir Indiano deitado em cima de laminas afiadas, essa situação demostra que os espaços entre as laminas são muito grandes, então teoricamente haveriam os cortes, que não ocorrem pela distribuição correta do peso do corpo, onde esses faquires são muito leves e seu peso é bem dividido entre as estacas. 
Mas também existem as camas de pregos Hindus e Indianas, que possuem pregos pontiagudos e afiados, onde os Faquires deitam e rolam em cima delas, e tem-se para isso á mesma explicação científica, da pressão por centímetro quadrado do corpo sobre os pregos.
E também teem se á visão de uma pessoa problemática que em sua alta crise de sadomasoquismo, se tortura loucamente em busca de um prazer, e o que em muitos seria uma extrema dor,  ou uma má impressão apenas em olhar á cama de pregos á sua frente quanto mais em se deitar naquelas pontas afiadas, para ele é apenas uma grande satisfação fisica e mental, e isso tem muito a ver com pressão, em centímetro quadrado, e também de uma terapia que utiliza os pontos elétricos do corpo humano.
Uma distribuição homogênea do peso,
 não permite que o mesmo seja
 furado pelas pontas afiadas.
E tem um detalhe fundamental sobre essa historia, geralmente os pregos utilizados nessas camas, não são tão pontiagudos o suficiente para furarem nem uma bola de bexigas, e eles são colocados todos  sempre na mesma altura um do outro, sendo assim á pressão exercida sera sempre igual em todos os pregos da cama.
Parece assustador á imagem de uma cama de pregos para descansar, mas ao mesmo tempo isso demostra á grande capacidade do ser  humano em se adaptar á qualquer tipo de situação por mais incomoda e dolorosa que possa parecer.

Pressão é uma grandeza física natural 
 Considere um adulto que se deite na cama. O peso dele é algo ao redor dos 70kgf. Se ele de apoiar em pelo menos 2 000 pregos, cada prego suportará 70/2 000 kgf = 0,035 kgf, ou seja, 35 gf. A pressão efetiva do sistema, ou o 'peso por prego' será de 35 gf. Com essa pressão o corpo humano não sentirá qualquer desconforto;  mesmo que a pressão dobre (70 gf/prego) ou mesmo triplique! Os pregos não perfurarão sequer a roupa ou a pele. O experimento só apresentará desconforto (e isso não vale a pena experimentar) quando o peso em qualquer prego se aproxima dos 200 gf.
Fonte Wikipedia.
Postar um comentário