Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

domingo, 9 de abril de 2017

O CERCO SE FECHA CONTRA LULA.

A Policia tranquilizou a corte de Portugal dizendo que não existe nenhuma possibilidade o ex-presidente LULA deixar o país, ou se ausentar de onde quer se seja sem conhecimento da Policia Brasileira. Uma vez, estando sob judicie, a Policia faz plantão 24 horas em todos os lugares em que o ex-presidente possa estar. (Lula não anda um quarteirão sem conhecimento da Policia). Por isso não existe motivos para retirar ou apreender seu passaporte. A Justiça brasileira também disse que acompanha as investigações de possíveis envolvimentos do ex-presidente com a Portugal Telecom. Há possibilidade da Justiça portuguesa decretar prisão preventiva do Luiz Inácio Lula da Silva antes mesmo da Justiça brasileira. Luiz Eduardo de Oliveira e Silva foi solto por não apresentar indício de participação efetiva no esquema do Lava Jato, segundo imprensa.
Portugal ja tem indícios suficientes
 para pedir a prisão preventiva de Lula.
Os rastros e as denunciações premiadas
 estão cada vez ficando mais estreitas 
e nomes "poderosos" aparecerão logo.
 O Ministério Público português, acha o contrário, pois o Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, irmão do José Dirceu, teve reunido com o nada menos do que o poderoso presidente do Banco Espírito Santos, antes de intervenção do Banco Central. Luiz Eduardo finge ser uma pessoa humilde de pouca articulação, mas as aparências enganam. Em Portugal, conforme notícia do jornal Público o Luiz Eduardo Oliveira e Silva juntamente com o irmão José Dirceu e Lula da Silva estão sendo objeto de investigações. Para quem não se lembra, o mesmo jornal Público, publicou reportagem sobre doações ilegais do Portugal Telecom com a campanha do Lula e Silva, na reeleição, com recursos da Portugal Telecom em cerca de $ 200 milhões de euros ou equivalente a cerca de R$ 700 milhões.  O destino desta doação ilegal, está sendo investigado pelo Ministério Público português. 
Lula desponta entre os varios 
investigados em doações ilegais 
envolvendo a empresa Brasil Telecom.
Seu fiel amigo e "parceiro de negocios" 
Jose Socrates, ja conseguiu uma 
cela de cadeia para refrescar a memoria.
A tratativa da doação da Portugal Telecom ocorreu, segundo o jornal com interferência direta do primeiro ministro português, José Sócrates e do presidente Lula da Silva. O primeiro ministro português encontra-se em prisão domiciliar por este e outros episódios de ladroagem. A investigação pelo Ministério Público português corre em segredo de justiça. Há possibilidade da Justiça portuguesa decretar prisão preventiva do Luiz Inácio Lula da Silva antes mesmo da Justiça brasileira. O ex primeiro ministro José Sócrates já está em prisão domiciliar. A Justiça portuguesa não é tão seletivo e tolerante como a Justiça brasileira. Pela notícia do jornal português, Luiz Eduardo é elemento de ligação do Lula da Silva com o crime praticado em Lisboa. O texto abaixo faz parte da reportagem do jornal português Público, edição de 13 de agosto de 2015.
Lula tem se mostrado um genio dos
 negocios ilicitos, tudo o que ele coloca
 a sua mão suja se transforma em doação legal.
Operação Lava Jato no Brasil tem 
se mostrado muito competente e 
desmontando os vários esquemas 
de corrupção existentes e 
conhecidos no pais.
Em Novembro de 2011, o consultor Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, irmão de José Dirceu Oliveira Silva, sócios daJD Assessoria e Consultoria, esteve em Lisboa a fazer contatos, um deles foi com Ricardo Salgado. A empresa foi agora apanhada na operação Pixuleco, uma derivação do Lava Jato, por suspeita de ser usada como “biombo” para circulação e repasse de fundos ilícitos em grandes transações. Há quatro anos, quando Luiz Eduardo Oliveira Silva esteve em Lisboa, entre 3 e 15 de Novembro de 2011, as relações de negócio luso-brasileiras estavam ao rubro. No mercado estavam em curso duas operações mediáticas: a venda, pela PT, de 50% da Vivo à Telefonica e o cruzamento de participações entre a PT e a Oi; e o governo de Passos Coelho já tinha aberto o dossier da venda da TAP que na altura envolveu German Efromovitch.
A sede ao pote impossibilitou o crime 
perfeito e os imensos rastros, somados 
as delações premiadas estão aos 
poucos trazendo a tona a verdade. 
Lula esta com seus dias de liberdade 
contados, pois o cerco esta se fechando 
contra ele com bombardeio de provas
 vindas de todos os lados e sua prisão
 é mera questão de tempo.
Um dos contatos estabelecidos por Luiz Eduardo de Oliveira e Silva ocorreu na sede do BES, em Lisboa, e teve como interlocutor o ex-presidente do BES Ricardo Salgado. Não se sabe sobre que tema falaram, apenas que o encontro foi articulado pelo escritório de advocacia português Lima, Serra, Fernandes & Associados (LSF), ligado a João Abrantes Serra, parceiro das sociedades dos irmãos Oliveira Silva. Todas “prestadoras de serviços” dos dois lados do Atlântico e com boas ligações ao mundo da política e aos grandes negócios, em particular, os que envolvem decisões estatais. “O inquérito encontra-se em segredo de justiça.” Esta foi a resposta da Procuradoria-Geral da República quando questionada pelo PÚBLICO sobre se tinha conhecimento do encontro ocorrido em 2011 entre o ex-presidente do BES Ricardo Salgado e o consultor Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, sócio da JD Assessoria e Consultoria, bem como das matérias abordadas na reunião. O Ministério Público acrescentou não ter “neste momento, nada a adiantar” ao que já tem sido referido.
Fonte Pensa Brasil.
Postar um comentário