Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

quarta-feira, 26 de abril de 2017

BEM E O MAL, ETERNA DISPUTA.

Eu sempre acompanho os vários programas e documentários sobre episódios policiais do mundo inteiro, e tenho percebido, algo muito extremo de algumas autoridades policiais contra diversos tipos de crimes e criminosos, e notadamente sobre a repressão e o consumo de drogas, especificamente falando dos E.U.A, onde um suspeito é abordado, revistado, e flagrado com qualquer tipo de droga,  não tem nada  de favorecimento ao estar portando pouca quantidade, que sejam apenas migalhas de drogas ele é imediatamente encaminhado a detenção.
O suspeito esboçou reação e foi 
prontamente imobilizado pelos
 policiais americanos em uma 
simples abordagem de rotina.
Ficando la em regime de observação, ate que se saiba realmente suas intenções, e estando la ele tem todos os seu direitos preservados como cidadão de bem, mas se comprovada sua culpa ele vai ser processado pela justiça e preso, é interessante essa ideia porque diferente daqui do Brasil onde agora alguns juristas encaminharam ao Congresso Nacional, uma proposta de lei, para descriminalizar o porte de drogas, isso é um elemento que for flagrado portando pequenas quantidade de drogas, e que não seja flagrado vendendo-a, não comete crime algum.
Liberar a posse de drogas é assinar
 um atestado de incompetência,
 e dar salvo conduto para os 
criminosos agirem a vontade!
Essa lei é um retrocesso jurídico, e deixam as autoridades de mão atadas, mais do que ja estão, e também esta na cara que essa lei visa exclusivamente proteger os diversos "filhinhos de papai", que existem por ai drogados a vida inteira, e nisso muitos marginais pegam carona nela, agora as autoridades americanas, entendem que o principal elo de ligação do crime organizado, é o pequeno consumidor, pois é ele quem financia o traficante em suas varias etapas, e por isso existe um acentuado trabalho em cima do consumidor.
O governo gasta milhões em
 campanhas anti-cigarros, e
 seria uma tremenda hipocrisia, 
a liberação da maconha!
Aquela conversa de que favorecendo o consumo, iria se acabar com o comercio das drogas é uma grande conversa fiada, pois isso é controlado por um gigantesco cartel criminoso, que arrecada milhões e mais milhões diariamente com isso, e possuem diversas ramificações criminosas, e bandido não da nada de graça para ninguém principalmente traficante, alias o traficante ate que da sim uma primeira dose, para viciar o usuário, e depois disso ele começa a comercializa-la.  
O governo deveria fechar o cerco em cima
 dos traficantes de drogas e puni-los 
rigorosamente, para tira-los por 
longos tempos das ruas.
E também tem outros fatos : 01- sabendo dessa lei do porte, os traficantes ficarão apenas com pequenas quantidades de drogas, visando burlar a lei, se forem abordados serão liberados, 02- muitos usuários crônicos, estão devendo ate as cuecas aos traficantes, e serão utilizados como "mulas", para transportarem as drogas em diversas viagens, contando com suas imunidades, e se forem presos os verdadeiros traficantes ficarão bem soltos, continuando com seus crimes. Um paragrafo dessa lei, cita da proibição do uso de drogas em locais públicos,  agora o que seria bem essa tese de "publico".
Outro detalhe, dando salvo conduto 
ao usuário, é o mesmo que
 incita-lo ao suicídio.
Cita a lei da proibição do uso de drogas em locais públicos,  frente as escolas, comércios, etc, que os abordados podem ser processados, (isso mesmo eu disse podem ser processados é o que a lei prevê), mas e agora aquela rodinha de moleques, que ficam nas esquinas fumando maconha descaradamente com pequenas porções? Ou se eles estiverem na casa de um deles, nessa rodinha, logicamente não poderão nem serem abordados, (dentro da residencia), e mesmo que estejam afrontando as pessoas e as autoridades policiais, estarão inertes a lei, e nesse caso serão pegos apenas em caso de mandados judiciais, e agora qual juiz ira assinar um mandado judicial para se averiguar uma rodinha de usuários de drogas dentro de uma residencia? Pois mesmo estando com poucas quantidades de drogas, estará havendo  um ilícito, que é a formação de quadrilha ou bando, mas sem flagrante, serão liberados, pois vadiagem não é crime.
O Estado de Direito não consegue 
reprimir o crime organizado a altura, 
mas não da o braço a torcer.
Parece que existe bem pouco interesse em se acabar com a criminalidade no pais, pois ao invés de-se criarem mecanismos jurídicos para se combater o crime organizado, se tornando ainda mais rígidos com esses,  fazem o contrario, e facilitam ainda mais a vida dos criminosos, agora uma grande utopia, foi a tentativa de-se tentar acabar com a cracolândia de São Paulo, porque o governo muito bem intencionado, entrou em choque consigo mesmo, e novamente tudo voltou a estaca zero, pois os elementos migraram para outros lugares, e criaram varias outras cracolândias pela cidade.
Porque sera que toda vez que o governo
 estadual tenta combater a vergonhosa
 cracolândia  aparece um monte
 de gente criticando, e tentando impedir?
O exemplo da cracolândia é bem explicito sobre essa questão da impunidade, quem frequenta esse local? São traficantes, usuários, viciados crônicos (dependentes que precisariam ser recolhidos pelo estado e terem um tratamento obrigatório), marginais variados,  menores de idade, e elementos conhecidos tecnicamente como desocupados, ou seja vagabundos que não querem nada com nada, a não ser ficarem o dia inteiro enchendo a cara de bebidas e drogas, para quem é bom observador, é fácil perceber que todos esses elementos são inimputáveis perante as leis, e deitam e rolam a vontade.
Isso é vadiagem cronica, que deveria
 ser combatida legalmente pelo governo.
Os menores de idade são inimputáveis, os desocupados também são inimputáveis, e agora também os usuários de drogas se tornaram inimputáveis, onde pode-se tudo, e ninguém mais vai preso, e os outros marginais pegaram carona nessa gozolandia social,  e todos juntos em prol de uma só desgraça formaram juntos a cracolândia, afrontando todo mundo e o estado de direito com suas  sem-vergonhices, uma outra coisa também, o elemento desocupado deveria ser citado, e vadiagem deveria ser criminalizado como antigamente, pois muitos elementos se aproveitam dessa brecha enorme para entrar no ciclo criminoso.
Menores de idade não podem ser criminalizadas
 por diversos  crimes , mas podem ficar usando 
drogas a vontade, e colocarem crianças
 inocentes no mundo para sofrerem, isso é correto?
Eu digo do desocupado crônico ou vagabundo,  aquele que não quer nada com nada, aquele que frequenta a cracolândia,  é bem diferente de  um elemento desempregado que esta a procura de um serviço,  existe muita diferença nisso, pois um elemento que esta desempregado, nunca ira encontrar emprego nesses lugares putrefactos, então é muito fácil identifica-lo, e quem frequenta a cracolândia não é desocupado, é vagabundo mesmo, que precisaria procurar um rumo na vida, ou trabalha ou vai para a cadeia! O que da a entender as vezes é que o estado parece ter absorvido aquele proverbio popular que diz: Se não podemos com eles, então unamo-nos a eles.
Fonte BBC.
Postar um comentário