Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

sexta-feira, 31 de março de 2017

ETERNOS MONSTROS.



Ao interpretar em 1931 a lendária criatura de Frankenstein, Boris Karloff consagrou-se como um imortal mito do cinema de horror, juntamente com Lon Chaney Jr e Bela Lugosi dois grandes  ícones do horror marcaram seus nomes na história por suas marcantes interpretações nas décadas de 1920, 30 e 40, e somados a Vincent Price, Peter Cushing, John Carradine e Cristopher Lee (único ainda vivo), estes a partir dos anos 50, construíram as bases do gênero as quais permanecerão para sempre.
Boris Karloff, transmitiu fielmente 
a historia de Mary Shelley para 
as telas dos cinemas.


Apesar de um pouco menos de um terço de seus 156 filmes (entre mudos e sonoros) serem de horror, Boris Karloff é considerado um personagem eterno do gênero. Nasceu em 23 de novembro de 1887, no subúrbio londrino de Camberwell. Vindo de uma família de classe média, seu nome de batismo foi William Henry Pratt. Sua família era composta ainda por mais sete irmãos e uma irmã e seus pais morreram ainda na sua infância. Em maio de 1909 ele foi para o Canadá tentar a carreira de ator. Nessa época criou seu nome artístico e tão conhecido pelo público. Segundo ele, o nome Karloff veio dos ancestrais russos pelo lado de sua mãe e Boris foi escolhido ao acaso.


Bela Lugosi, interpretou tão bem o 

seu personagem, que passou a ser 

chamado de Drácula nas ruas.

Trabalhou em teatro e rádio até que finalmente em 1919 fez seu primeiro filme, então com 32 anos de idade, "His amajesty, The American"(United Artists), um filme mudo dirigido por Joseph Henabery, onde Karloff aparece apenas como um figurante numa história de aventura, Detalhe aquela época com á invenção dos aparelhos projetores, abria-se um grande campo para os atores de teatro que teriam á possibilidade de ter o seu trabalho levado ao público através dos recem inaugurados cinemas.
Lon Chaney, o famoso homem  das mil faces.
Mas surgiu um pequeno impecilio, com á ascenção do desconhecido ator teatral italiano radicado nos E.U.A. Rodolfo Valentino, e também dos chamados melodramas, dava-se um valor imenso ao ator galã, que seria o mocinho dos filmes, e também seria o eterno herói amado pelas mocinhas apaixonadas, e o perfil de Boris Karloff, não se encaixava nem um pouco com essa exigência por um motivo bem simples, ele não tinha o perfil tipico do galã, todo desajeitado.
Vincent  Price um ator  talentoso, 
dono de uma voz muito tenebrosa.
Voz de trovão, e apesar de ser um ótimo ator, ele não tinha as características adequadas para esses tipos de filmes, quem sabe ele também não possuía essa performance em assimilar o personagem, e existiam também mais atores com esse mesmo problema, então surgiram os filmes de terror, que foram uma verdadeira mão na roda para muita gente talentosa.
Peter Cushing, o eterno Dr Van 
Helsing, destruidor de vampiros.
Cristopher Lee, assumiu o papel 
de Conde Drácula depois da saída 
de cena de Lugosi.
John Carradine, participou de varios 
filmes inclusive filmes de horror, ele 
é pai do ator David Carradine, que 
interpretou o kung-fu nas telas.
Christopher Lee e Peter Cushing, 
fizeram muitos filmes juntos.
 algo  perversamente  escrito sobre a tragetoria do monstro que fez viver em uma pilha velha empoeirada e dormir em um caixão  milenar, novamente. Talvez seja a autoridade que ele traz para o papel de maior vilão da literatura vitoriana, talvez seja o fato de que seu rival, Peter Cushing, (Van Helsing seu eterno perseguidor) é bastante aterrorizante em seu próprio direito. De qualquer maneira, apesar de só entregar 13 linhas de diálogo, Leefaz com que o cruzador caped seu. Ele iria para reprisar o papel em mais seis filmes de Horror da produtora cinematográfica Hammer.
Drácula ou Nosferatu, qual deles é o mais tenebroso?
O cinema de horror deve muito aos 
grandes diretores e atores que 
incorporaram fielmente o personagem
 como uma segunda pele.
Nosferatu o vampiro da noite, uma 
caricatura do Conde Dracula.
Nosferatu é um filme clássico do expressionismo alemão, produzido em 1922, suas imagens de horror ainda conseguem surpreender grande parte do publico, foi baseado em Drácula de Bram Stoker (1897), o diretor F.W. Murnau, não conseguindo os direitos autorais com a viúva de Stoker, acabou produzindo uma versão independente, cuja narrativa preserva o enredo original de Stoker (uma das versões de Nosferatu apresenta o nome de cada personagem com seu equivalente no romance de Stoker)

O ator Marc Screrssc interpretou a 
primeira versão de Nosferatu em 1922.
O interessante nessa historia, foi que á viuva do escritor Bram Stoker, não concordando com os valores dos direitos autorais do filme, processou o diretor, que em um verdadeiro malabarismo, em cima da hora, numa saída pra la de estratégica, na pre-estreia do filme, mudou o nome do mesmo de Dracula, para Nosferatu, e assim conseguiu á liberação deste, agora escolher entre Drácula e Nosferatu, os dois tem praticamente a mesma historia, mas contam personagens bem diferentes.
Christopher Lee interpreta Drácula 
o príncipe das trevas em 1966.
Dracula é um cidadão elegante, educado e cortes, um Conde muito bem situado, (apesar de passar o descanso em seu fúnebre caixão), acima de qualquer suspeita, e consegue suas vitimas através de um assedio inteligente e suntuoso, um "nobre serial killer", enquanto que o vampiro Nosferatu, ataca como uma besta humana descontrolada, aterroriza a todos com sua aparência monstruosa.
Klauns Kinski, interpretou a segunda 
versão de Nosferatu em 1979.
E não disfarça nem um pouco suas verdadeiras intenções diabólicas, não é nem um pouco inteligente, usa a violência como trunfo, os dois são tenebrosos e passam isso em momentos diferentes no filme, eu diria que suas performances são diferentes mas o conteúdo é o mesmo, na minha sincera opinião, eu acho Nosferatu mais aterrorizante do que o Conde Drácula, agora cada um tem seu ponto de vista e sua própria opinião sobre esse assunto.
Lon Chaney interpretou o 
personagem quasímodo em 1923.

O corcunda de Notre Damme de Paris, é um livro de autoria de Victor Hugo, publicado em 1831, e narra a historia de um homem coxo e deformado, que foi adotado pelo arquidiácono Claude Frollo, sua condição de quasímodo, lhe traz muita raiva e decepção, e também por conta de um amor não correspondido pela belíssima cigana Esmeralda, que significa para ele uma beleza suprema e celestial, mas inatingível. 
A belíssima atriz Patsi Ruth Miller, 
interpretou a cigana Esmeralda.
São duas formas de amar diferentes, o corcunda supre uma paixão verdadeira e intensa pela jovem moça, por onde a mesma apenas sente por ele muito carinho, (quem sabe pela sua condição física), no entanto ela não sente absolutamente nada por ele, mas com sua imensa atenção em cuidar dele, ele se sente amado e confunde os sentimentos em sua cabeça, Frollo também sente algo por ela, mas ela  se sente atraída pelo soldado Phoebus, ao qual é noivo e não sente nada por ela, nesse vai e vem de emoções, com certeza não tera um bom final.
O corcunda, nutria uma paixão 
descomunal pela moça, não correspondida.
Drácula, Nosferatu, Van Helsing, o monstro Frankestein, mas o que tem a ver esses ícones do terror com o Corcunda de Notre Damme?, É bem simples, lembra-se daqueles filmes melo-dramáticos do inicio, que deixaram muita gente desempregada!  O  filme o corcunda de Notre Damme, uma fantástica historia de Victor Hugo, incorpora isso tudo, uma historia de terror, mas com um teor melo-dramático, de uma paixão avassaladora  impossível, entre um ser quasímodo, e uma bela cigana, que não é correspondida pela moça e que faz o monstro se transformar em uma besta assassina.
Humilhado ao extremo, ele se vinga de todos.


São duas formas de amar diferentes, um amor descontrolado de um ser problemático, que tem uma visão muito reduzida sobre uma relação humana verdadeira, mas que mesmo assim insiste nela com todas as suas forças, e por um outro lado uma mulher uma moça na flor da idade, de uma beleza ofuscante, mas que tem no corcunda apenas um ser ao qual ela nutre uma amizade e um carinho muito grande devido ate pela sua situação física comovente,  e ao trata-lo sempre bem, ela acaba por alimentar nele uma ilusão de correspondência amorosa da moça, essa historia lembra muito a historia de Gabrielle-Suzanne Barbot, o conto A  bela e a Fera.
Fonte Hammer Corporation Cinematografic.

quinta-feira, 30 de março de 2017

CADE O TREM BALA?

O trem japonês de levitação magnética "Maglev", ainda em fase de testes e operado pela empresa ferroviária Central Japan Railway, bateu nesta terça-feira seu próprio recorde mundial de velocidade ao atingir 603 km/h, menos de uma semana de quebrar a marca anterior. A velocidade foi alcançada na via de testes de 42 quilômetros de extensão instalada na Prefeitura de Yamanashi, a 35 quilômetros ao Oeste de Tóquio. Com a atividade desta terça-feira, a Central Japan Railway concluiu os testes para atingir as altas velocidades com o "Maglev" sem o registro de nenhum problema. O mesmo trem bateu o recorde mundial ao alcançar 590 km/h no último dia 16 de abril.
Um veiculo que chega a incrivel 
velocidade de 600 quilometros por hora.
Sua aerodinâmica permite que ele tenha
 pouco atrito com o ar e  nunca toca os trilhos.
"Maglev" funciona por meio de um sistema de levitação magnética que usa motores lineares instalados perto dos trilhos. O campo magnético gerado faz com que o trem seja elevado até 10 centímetros acima da ferrovia e também o impulsiona, eliminando o contato e fazendo com que a única forma de atrito seja o ar.
A Central Japan Railway tem intenção de colocar o "Maglev" em funcionamento em 2027 entre a estação de Shinagawa, ao Sul de Tóquio, e a cidade de Nagóia, no Centro do Japão. O trajeto, de 286 quilômetros e feito pelo trem-bala em 88 minutos, seria reduzido para 40 minutos com o "Maglev".A expectativa é que o trem circule a uma velocidade máxima de 500 km/h quando começar a operar. A Central Japan Railway pretende estender o serviço de Nagóia a Osaka, no Oeste do país, em 2045.
O trem bala do governo PT, se
 transformou no trem conversa fiada.
O dinheiro roubado pelos corruptos seria
 mais do que suficiente para se implantar essa tecnologia do trem bala em nosso pais, mas...
A unica coisa que restou foi esse
 trem bala para a população se "divertir". 
Mas como é bom vermos uma noticia dessas, onde um governo verdadeiramente se interessa pelo bem estar do cidadão, com investimentos maciços nos locais corretos e trazendo toda a tecnologia existente, e adaptando-a para ser utilizada nos meios de transporte coletivos com um conforto acima do normal para o cidadão, que tera a possibilidade de usufruir de um transporte de ultima geração, confortavel, e  com um tempo relativamente curto em longas distancias. O povo japones esta de parabens em possuir governantes com toda essa evolução administrativa e grande interesse em melhorar a vida de seus cidadãos.
Agora imagine um veiculo nessa velocidade
 com esse monte de bebados que existem
 por ai, o cara ia pensar de atravessar 
a linha e seria morte na certa.
A copa do mundo ja acabou faz tempo
 e o tal trem bala não chegou... quem
 sabe na proxima geração ele chegue.
Muito diferente de um pais chamado Brasil onde os governantes não cumprem nada do que prometem antes das eleições, e como aconteceu nessa ultima eleição que reelegeu o governo Dilma Rousself, onde a mesma candidata prometeu uma montanha de coisas, e um pouco depois das eleições não fez nada e ainda por cima fez tudo ao contrario daquilo que havia prometido antes das eleições, e tem outro detalhe em se falando em trem bala, ela Dilma Rousself, havia prometido a construção de um vasto circuito do trem bala, que seria utilizado na copa do mundo do Brasil, e ira fazer um ano do fim da mesma copa e ate agora nem sinal do tal trem bala da dona Dilma. Um governo que brinca com o povo, e trata a população com extrema ma vontade, e se preocupa apenas em cobrar impostos de tudo quanto é coisa, e não transforma esses mesmo impostos em benefícios para a nossa sociedade, não merce nenhum respeito e nenhuma consideração.
Fonte O Dia.

POLICIA VERSUS JUSTIÇA.

Responsáveis pelo maior número de prisões de suspeitos de tráfico em Barra Mansa nos últimos anos, desde que assumiram o comando da Polícia Civil na cidade, há menos de um ano, os delegados Ronaldo Brito e Michel Floroschk  respectivamente titular e adjunto  expuseram na semana passada sua surpresa com a pena aplicada a uma jovem presa em fevereiro. Flagrada com cinco quilos de drogas – cocaína e crack  dentro de casa, Patrícia Silva de Oliveira, de 19 anos, foi condenada a dois anos de prisão, em regime aberto pelo juiz substituto da 1ª Vara Criminal do município, Thiago Gondim. Brito considerou a decisão um desestímulo ao trabalho da polícia, fazendo a crítica ao Judiciário justamente na apresentação de um homem apontado como o maior distribuidor de drogas da região Sul Fluminense.
Verdadeiras guerras são travadas
 entre a policia e os criminosos,
 mas que não ficam presos.
A policia realiza uma investigação
 perfeita e um trabalho rapido, mas
 a justiça poe tudo a perder 
beneficiando o criminoso.
"É uma decisão contrária a todos os princípios e todas as lutas da sociedade contra o uso e o tráfico de drogas. É inaceitável que uma pessoa com cinco quilos de drogas seja tratada como uma traficante de pequeno potencial ofensivo, que não merecer sequer ser presa", desabafou o delegado.- É uma demonstração para os outros traficantes: podem traficar que a Justiça vai ser muito branda com vocês. Esta é a mensagem que o Judiciário de Barra Mansa deu para este caso específico  acrescentou. O delegado disse estar certo de que não houve, na operação e no inquérito policial, nenhum procedimento que tenha levado o magistrado a tomar a decisão que ele considerou benéfica para a suspeita: E creio que não. Uma pessoa foi surpreendida em casa com cinco quilos de drogas, quantidade suficiente para produzir mais de 40 mil pedras daquelas drogas.
Na verdade em plena era cibernética,
 a justiça brasileira ainda trabalha 
com arquivos manuais.
Ha muito tempo os policiais estão 
merecendo melhores condições 
de trabalho e um salario digno.
 Não houve falha nossa nenhuma. O que houve foi um descompasso entre a realidade jurídica e a realidade fática. O mundo jurídico nem sempre condiz com a realidade da sociedade. Brito declarou que a sentença é desestimulante porque os policiais "perdem horas de sono" com investigações para levar à prisão dos suspeitos. Depois de dizer que não é esta a postura na capital, ele afirmou que "um pequeno traficante não fica com cinco quilos de drogas escondidos dentro de casa".
- É preciso colocar isso em discussão. Decisões inaceitáveis como esta vão minando o trabalho da polícia – prosseguiu o delegado, cobrando da imprensa e da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) uma posição:
Se não houver uma integração entre
 as forças publicas e a justiça
 sera praticamente impossível de-se
 enfrentar o crime organizado!
Os policiais arriscam suas vidas para 
prenderem criminosos de altíssima
 periculosidade, que raramente ficam 
presos por um bom tempo, essa 
situação é bastante desmotivante 
aos homens da lei.
 "Não pode haver covardia". Segundo Brito e Floroschk, após ouvir a sentença a suspeita teria deixado o Fórum debochando dos policiais.Patrícia foi presa no final de fevereiro na Rua Pedro Barbosa Gama, bairro Nova Esperança. A mochila com as drogas estava no quintal da casa. Ela alegou que um conhecido lhe pedira para guardar a mochila três meses antes e que só a abriu quando retornou de viagem no Carnaval. Disse também que se tratava de droga pensou em informar à polícia, mas sentiu medo, e que ainda teria tentado por três vezes devolver a mochila ao tal conhecido, mas que não o encontrou.
Fonte Foco Regional.

terça-feira, 28 de março de 2017

127 HORAS.

Em 25 de abril de 2003, Aron estava caminhando pelo Blue John Canyon, no Condado de Wayne, no Utah, a sul do Horseshoe Canyon, próximo do Parque Nacional Canyonlands. Enquanto Ralston descia o Blue John Canyon, uma rocha suspensa que ele escalava se soltou, esmagando seu braço direito e prendendo-o contra a parede do cânion. Ralston não avisou ninguém sobre sua viagem, assim ninguém procuraria por ele. Assumindo que morreria, ele passou cinco dias bebendo o restante de sua água, aproximadamente 350ml e seus últimos pedaços de comida, dois burritos, enquanto tentava amputar seu braço. Seus esforços foram inúteis ao tentar remover seu braço debaixo da rocha de 500 quilos, após três dias tentando levantar e quebrar a pedra, o delirado e desidratado 
O exato lugar onde o alpinista Lee
 Raston ficou preso, e quase morreu.
Uma historia de sobrevivência
 fantástica onde a vontade de
 viver falou mais alto.
Aron se preparou para amputar seu braço preso em uma parte em cima de seu cotovelo, para escapar. Ele experimentou seus torniquetes e fez alguns exploráveis cortes em seu braço, nos primeiros dias. No quarto dia, Ralston notou que para se libertar, ele teria que cortar os ossos dentro de seu antebraço, mas as ferramentas que ele tinha não foram suficientes. Quando Ralston ficou sem água e comida no quinto dia, foi forçado a beber sua própria urina. Ele escreveu seu nome, data de nascimento e data de "morte" na parede do cânion, e grava seu último adeus para sua família. Aron não achou que ia sobreviver a essa noite. Após acordar no pôr-do-sol no dia seguinte, ele novamente ganha coragem para quebrar os ossos, ele então, executou a amputação, do qual levou uma hora com seu canivete multi-uso,
Essa historia virou filme brilhantemente
 interpretado pelo ator James Franco.
"Ou corta o braço ou então morre" 
"simples assim", uma situação dramatica.
 do qual incluía uma faca dupla. Após se libertar, ele ainda teve que voltar para seu carro, ele escalou para fora do cânion onde ficou preso, desceu uma altura de 20 metros do chão com uma só mão, e depois caminhou no sol fervente. Ele estava a 8 km de seu veículo, e não tinha celular.Mesmo assim, enquanto caminhava, encontrou uma família dos Paises Baixos em um dia de caminhada, Eric e Monique Meijer e o filho deles, Andy, que lhe deram comida e água e avisaram as autoridades. Ralston teve medo de sangrar até morrer, e perdeu 18 quilos, incluindo 25% de seu sangue. Felizmente, as autoridades alertadas pela família de Ralston que ele estava desaparecido, procuravam por ele de helicóptero. Ralston foi resgatado seis horas depois de amputar seu braço.
Lee Ralston hoje realiza palestras
 pelo mundo inteiro e conta a sua 
fantastica historia de sobrevivencia.
Existem momentos na vida onde
 se deve tomar as decisões difíceis
 e somente você pode fazer isso.
O alpinista Lee Ralston, ao lado 
do ator que interpretou a sua 
historia James Franco.
 Ralston disse que se ele tivesse amputado seu braço antes, ele teria sangrado até a morte e se ele não tivesse feito isso ele teria sido encontrado morto no cânion dias depois. Mais tarde, seu antebraço amputado foi recolhido por autoridades do parque. De acordo com o apresentador de TV Tom Brokaw, treze homens, um guincho e uma furadeira foram necessários para remover o braço de Aron. Seu braço então foi cremado e as cinzas foram-lhe dadas. Aron Lee Ralston (27 de Outubro de 1975é um alpinista, palestrante, e engenheiro norte americano. Ganhou fama em abril de 2003 quando, enquanto escalava um canion em Wayne County, Utah Ralston foi obrigado a amputar o braço direito com um canivete, para conseguir libertar-se depois de o seu braço ter ficado preso por uma pedra. O incidente está documentado na autobiografia Between a Rock and a Hard Place, de 2004, e é o tema do filme chamado 127 HoursFoi também referenciado no episódio 2 da primeira temporada da série Man vs Wild do Discovery Channel, e também apareceu num episódio de Sozinhos na Selva do Discovery Channel.
Fonte Wikipedia.

domingo, 26 de março de 2017

LAVAGEM CEREBRAL.

Eu conheço uma senhora que tinha uma ótima casa em um ótimo bairro de uma cidade (bairro da Estiva em Taubaté) e que em um belo dia cismou em fazer uma coisa inusitada, ela resolveu doar a sua bela casa para a igreja católica, ou seja segundo ela imaginava, doar a casa para Deus (se é que Deus precisa de casa ou de qualquer outro tipo de doação)  e entrou em contato com o padre responsável pelas paroquias da região, que ao saber disso, ao invés de aconselha-la sobre a grandeza desse ato, e da sua ingenuidade em se dispor de um bem que na verdade é um patrimônio familiar, pois com certeza quando da sua falta ela teria algum descendente próximo que teria todos os direitos nessa propriedade e herdaria a mesma, e poderia desfrutar dela, juntamente com sua família.
As igrejas católicas são as instituições
 que mais arrecadam dinheiro em todo o 
mundo, e não pagam um único 
centavo de impostos aqui no Brasil.
Enquanto que a igreja, é multi-bilionária e não precisaria desse bem para anexar a sua imensidão de imoveis que possui no mundo inteiro, e o padre como legitimo homem de Deus (homem de Deus é o que dizem e pensam) e representante dele aqui na terra, deveria te-la orientado sobre essa doação, e tirar isso da cabeça dela, pois a mesma possui um único irmão que é aposentado e tem uma renda minima,  e mora no fundo da casa do filho, e essa casa lhe seria de muitas utilidade.
Agora todos os templos religiosos
 gozam de imunidade tributaria, (Artigo 150 
Alínea VI da Constituição Federal)
 isso é, não pagam um único 
centavo de impostos ao governo.
Mas ao invés disso o "homem de Deus" ao saber dessa historia, ficou bem quietinho, e não lhe disse nem uma palavra de aconselhamento, e em três dias contados, chegou com um advogado, e com toda documentação ja prontinha para ser assinada por ela, aproveitando-se de um momento de fraqueza espiritual de uma pessoa que necessitava naquele momento de uma palavra amiga e de uma palavra de consolo, e não de uma "rasteira" pós lavagem cerebral, e naquele momento difícil  ela então assinou toda a documentação, e através disto passou o seu único bem e todos os direitos dele para a toda poderosa igreja católica, e se sentiu muito bem, com o coração nas nuvens "por ter doado tudo para Deus".
Muitos dos vários imoveis das "variadas"
 igrejas, poderiam ser utilizados
 na reforma agraria no pais, isso é...
se houvesse interesse nisso.
Mas ela só fez aquilo porque estava passando um momento de crise espiritual e emocional, e assim o fez para quem sabe, através disto dando uma casa para Deus, conseguisse encontrar aquela paz interior que tanto estava necessitando naquele momento difícil.  Sim foi apenas um pequeno momento difícil  porque algum tempo depois ela ja havia conseguido vencer essa crise emocional,  conversando com outras pessoas, energicamente fortes e que lhe falaram as palavras que ela tanto necessitava ouvir e que foram omitidas pelo sacerdote católico, e ja estava novamente muito bem espiritualmente, e com o raciocínio em dia.
É muito fácil ganhar a consciência
 de uma pessoa, em um momento 
de fraqueza emocional.
E foi ai então que ela descobriu a grande besteira que havia feito, doando uma ótima casa para a igreja que não precisava, e esquecendo-se do seu único irmão que não tinha uma casa para morar, e refletindo sobre isso ela ainda disse pra si mesma: Eu fiz uma grande besteira em doar a casa para a igreja que não precisa, e esqueci do meu irmão, mas não tem problema algum, pois eu vou novamente até a igreja, converso com o padre a quem eu fiz a doação, explico pra ele que foi um momento de fraqueza, e eles como "legítimos homens de Deus" aqui na terra, com certeza irão entender tudo e me devolverão a casa e pronto, ficara tudo certo.
É mais fácil se identificar com o 
próprio Deus na simplicidade de um 
andarilho do que nos palácios suntuosos,
ricos, e materialistas humanos.
É mas as coisas não são assim tão lindas e maravilhosas como parecem, e ao retornar a paroquia, e perguntando sobre aquele padre que a atendeu, ela foi comunicada que ele ainda estava la, mas não poderia atende-la, e que outra pessoa iria conversar com ela. Mas ela ainda insistiu que queria falar apenas com aquele moço agradável, que tinha me abençoado e tinha me dito que "eu estava fazendo a coisa certa" e por isso eu iria para o céu, fazendo a doação.  Vendo que não adiantaria ela insistir em querer falar com o "padre abençoado", então ela aceitou falar com uma outra pessoa, um outro padre.
Estar dentro de um palácio religioso
 cheio de riquezas e conforto, não 
garante salvação de nada.
E ela nem precisou dizer-lhe muita coisa pois, ele ja estava sabendo de todos os detalhes, e ela foi direto ao assunto, que em um momento de muita fraqueza espiritual, havia doado a sua casa seu único bem, para a igreja, e que havia se arrependido da doação. Pois fora orientada por outras pessoas, de que o seu irmão mais novo necessitaria desta casa mais do que a igreja, que possuía inúmeros  imoveis pelo pais e pelo mundo afora,  o religioso a deixou falar e apenas a escutou, e no final, disse a ela que infelizmente seria impossível de-se voltar atras naquela decisão pois os documentos ja haviam sido todos lavrados em cartório em nome da igreja, e nada mais lhe pertencia, e que a devolução do imóvel estava fora de cogitação. Mas a senhora poderá utiliza-la como uso e frutos ate o fim da vida sem ter que pagar nada de aluguel (quanta bondade).
Alguns seres humanos são carentes
 por natureza, e torna-se muito fácil 
domina-los no momento de suas 
fraquezas emocionais.
E ela então desesperada em ouvir aquilo, teve um momento de explosão: Mas como pode ser isso? Eu doei a minha casa para a igreja, uma obra de Deus, esquecendo-me ate do meu irmão necessitado, e agora eu  quero-a de volta! Para que esta fique com ele quando ele precisar! E o sacerdote secamente lhe disse: Impossível ! Não tem como voltar atras! Não é assim que as coisas funcionam! E com aquela conversa pra la de fiada, lhe disse: Na verdade a senhora esta doando a casa para a obra de Deus, e fazendo isso estará doando para o próprio Deus, e com isso a senhora terá um "lugarzinho todo especial no reino dos céus".
Deus não precisa de presentes, 
precisa da sua presença e te-lo
 dentro do seu coração.
Ela muito frustrada com os conhecidos "homens de Deus", e com a besteira que havia feito, e de uma situação que não tinha mais volta, disse uma ultima palavra: Tudo bem pelo menos então o meu irmão terá uma casa para ele morar até o fim de sua existência, não é verdade? E o sacerdote novamente respondeu secamente: Não senhora! A senhora não entendeu direito, o uso e frutos pertence apenas a senhora, e a mais ninguém!  Quer dizer então que se eu morrer agora aqui, o meu irmão não terá uma casa para morar? Exatamente isso! E ela disse revoltada: Mas isso é um roubo! Não senhora! Não existe nenhum roubo nisso, a senhora fez tudo isso de vontade própria, e  não foi obrigada a nada,  e foi tudo realizado nos tramites legais, mas fique tranquila pois, com essa sua nobre ação a senhora terá um lugarzinho todo especial no reino dos céus, disse novamente.
Você possui o livre-arbítrio para
 resolver tudo, e não ficar como um
 boneco nas mãos de outras pessoas.
Um grande engano, pessoas ingenuas que são facilmente enganadas em suas partes mais fragilizadas, no emocional, e que pensam ao estarem doando um bem as igrejas, estão doando a Deus, e também pensando quanto maior o patrimônio doado, maior sera a sua recompensa perante ele, e também em frequentarem igrejas e templos luxuosos e sofisticados, estarão mais perto da salvação. Isso é uma grande besteira. Primeiro que Deus é o dono de tudo e não precisa de nada, (alias precisa apenas da sua atenção, e do seu amor) muito pelo contrario nós é que precisamos. Segundo, as igrejas são alem de uma maquina de arrecadação, também são obras comuns de tijolos, barro e cimento nada a mais do que isso, e os imensos palacetes construídos pelo homem, não refletem  o verdadeiro voto de pobreza tanto pregado por Jesus Cristo, que nasceu em uma humilde manjedoura, e andava como um simples andarilho, desprezando todas as riquezas mundanas.
Nem todas as coisas no mundo podem
 ser compradas com as riquezas.
Deus é onisciente, onipotente, onipresente, sabe tudo, pode tudo, e pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo, e você nunca vai encontra-lo dentro de uma igreja feito pelo homem, com todo o seu conforto e riquezas, se você não tive-lo dentro do seu coração, pois o homem é de carne e ossos, e como diz no Capitulo 14 e Versículo 38 de Marcos: Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; pois o espirito, na verdade esta pronto, mas a carne é fraca. E o ser humano é  ambicioso, materialista e corrupto por natureza própria. Essa senhora deu um grande presente para quem não necessita, e ao mesmo tempo deixou o seu irmão sem nada, aquele que realmente necessitaria do imóvel, e agora você acha que ela vai ser recompensada por isso? Se você não pode ou não quer ajudar aquele que é sangue do seu sangue, desprezando-o, e o faz para outro que não precisa, você ainda tem esperança de receber alguma recompensa de Deus? Deus não é comerciante e seus ensinamentos são gratuitos, e a salvação não pode ser comprada, fora disso é corrupção humana, que é abominável aos olhos dele: "Maldito aquele que fizer a obra do Senhor fraudulosamente,  e maldito aquele que retem a sua espada do sangue", é o que diz em Jeremias capitulo 48, e Versículo 10, portanto, a palavra diz tudo.
Fonte Historia real.