Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

ERRANTES POR NATUREZA.

Em  09 de Agosto de 1969, um pequeno grupo de seguidores de Charles Manson invadiu uma casa alugada por Roman Polanski em   Cielo Drive, 10050, assassinando  Sharon Tate que estava grávida e mais quatro amigos do casal (Sharon Tate era esposa do grande cineasta frances,  Roman Polanski). Segundo a polícia de Los Angeles, na cena do crime grandes quantidades de drogas haviam sido encontradas. As vítimas foram baleadas, esfaqueadas e espancadas até a morte, e o sangue delas foi usado para escrever mensagens nas paredes. Em uma delas foi escrito Pigs ("porcos", em ingles"). Na noite seguinte, o mesmo grupo invadiu a casa de, Rosemary e Leno La Bianca, matando o casal. As mensagens escritas na parede da casa com o sangue das vítimas foram "Helter Skelter", "Death to pigse "Rise". 
O casal Roman Polanski e Sharon Tate,
 momentos antes da terrivel tragedia.
Bela e indefesa mulher foi morta por 
um bando de fanáticos e pervertidos!
Os assassinatos de Sharon Tate, seus amigos e do casal La Bianca por membros da "Família Manson" ficaram conhecidos como Caso Tate, La Bianca. Segundo o promotor do caso, Vincent Bugliosi, os assassinatos tinham sido planejados por Charles Manson, apesar de ele não estar presente em nenhum dos dois casos. Bugliosi elaborou uma teoria chamada "Helter Skelter", onde o objetivo dos assassinatos seria começar uma guerra que, segundo ele, seria a maior já travada na Terra, denominada de "Helter Skelter". O nome corresponde ao título de uma música dos Beatles, onde, segundo o promotor, havia uma enorme quantidade de mensagens subliminares que influenciaram as ideias de Manson. Seria uma guerra entre negros e brancos,  em que os brancos seriam exterminados pelos negros. 
Na verdade esse inútil e os seus 
comparsas trucidaram a moça sem 
nem saber na verdade quem ela era,
 e fariam isso com qualquer outra 
que cruzasse seus caminhos!
Olhar de ódio pelo ser humano 
comprovado com o seu crime
 cruel e covarde, que não deixou 
nenhuma duvida sobre sua maldade!
Nessa teoria, o assassinato dos famosos de Hollywood levariam a uma breve acusação de algum negro, fazendo com que os confrontos explodissem logo. Bugliosi afirmou que durante essa guerra, como Manson e sua "Família" eram todos brancos, planejavam esconder-se em um poço, supostamente denominado por Manson como "poço sem fundo", em algum lugar no deserto californiano, assim que a suposta guerra começasse. Após os conflitos, Manson e sua "Família" voltariam do deserto. E esse poço sem fundo não foi suficiente para esconder toda a sua maldade escancarada. Discípulo do demonio na terra, em nenhum momento ele negou seu crime, e gabava-se pelo feito, chegando a rir compulsivamente em seu julgamento. Logicamente que isso so serviu para endurecer ainda mais os jurados que não tiveram nenhuma pena, e o condenaram a prisão pelo resto de sua vida inutil.
longos anos depois de encarcerado, 
mantinha ainda o mesmo olhar 
de demônio, comprovando 
sua maldade cronica!
 Charles Manson se diz arrependido
 e implorou clemencia da justiça 
americana porem...em vão.
  Linda Kasabian, uma das integrantes da comunidade e testemunha ocular de todos os assassinatos, duas semanas depois dos crimes resolveu fugir e denunciar Manson e os outros integrantes à polícia. Ela decidiu depor contra Manson em seu julgamento em troca de imunidade oferecida pelo promotor, Vincent Bugliosi. Ela disse não concordar com os assassinatos, apesar de ter presenciado todos nas duas noites em que os crimes foram cometidos. Após semanas de conversas a portas fechadas, em um acordo com o governo da Califórnia, Kasabian recebeu imunidade no caso, um novo nome para ela e sua filha, e uma pensão do governo por tempo indeterminado. Após a condenação de Charles Manson, Kasabian desapareceu. Ela ressurgiu anos depois, em meados de 1970, presa por tráfico de drogas.
A moça foi barbaramente estuprada
 torturada e depois morta com
 requintes de muita perversidade.
 Na epoca do seu julgamento ele ria
 como se tivesse feito uma grande coisa!
Fatos interessantes dessa historia macabra, demostram o quanto um ser dito de humano pode se tornar cruel, contra pessoas que ele mal conhece, e a partir dessa furia bestial, realizar torturas contra essas pessoas e culminando com um final tragico, assassinando-as por puro instinto de maldade. E realizando isso ate mesmo contra uma mulher gestante, sem o mínimo remorso ou piedade. Mas dai podemos tambem perceber o imenso grau de interesse das autoridades americanas contra esse monstro assassino e seus cúmplices demoníacos. Hoje depois de mais de 43 anos desses crimes, o assassino e sua gang, se encontram encarcerados, e isso sera pelo resto de suas vidas errantes e medíocres, em cumprimento de uma sentença de prisão perpetua para cada crime, pois suas atitudes bestias demostraram da pior maneira possivel, que eles não possuem condições de uma vida em sociedade e tambem não merecem desfrutar desse convivio.
Hoje velho, ele apodrece em uma
 cadeia, so esperando o momento
 de ir para o inferno definitivamente!

 A verdade é uma só apenas, se esse 

demonio cruel e assassino não fosse
 retirado das ruas, quantas e quantas
 mais pessoas inocentes, seriam
 trucidas por sua maldade insana?
Aqui no Brasil necessitamos urgente de autoridades publicas que se interessem e valorizam a vida humana, retirando das ruas verdadeiros monstros crueis, com leis pesadíssimas, para que não vivamos mais nessa condição de banalização da vida humana. Crime de morte deveria ser punido no mínimo com prisão perpetua sem direito a qualquer tipo de beneficio, ( exceto em legitima defesa) pois a vida humana é um dom precioso de Deus, e somente ele tem o direito de abrevia-la. Agora o que ocorre muito em nosso pais, criminosos cruéis, matam pessoas por motivações torpes, são processados, e ficam pouquíssimo tempo presos. Essa situação escabrosa faz com que as famílias das vitimas sofram por duas vezes seguidas, pela perda do ente querido, e por verem o criminoso, solto nas ruas, como se tivesse matado um bicho qualquer. 
Fonte BBC,

ONDE ESTÃO SEUS AMIGOS AGORA?

O nome técnico que se da a um individuo que mantem um relacionamento de afeto, consideração e respeito por uma outra pessoa. O amigo é aquele que possui uma grande afeição por uma ou mais pessoas, que é leal, que faz o possível para ajudar sempre. Para denominar-se uma pessoa de amigo, não necessariamente os indivíduos precisam se conhecer, pois muitas amizades começam repentinamente, do nada, e ganham uma importância muito significativa, como se essas pessoas ja conhecessem ha muito tempo.
O amigo vai onde poucos
 se atrevem o ousam a irem,
 e estará sempre ao seu lado.
Amigo é aquele que sempre confia e esta sempre disposto a ajudar em qualquer momento bom e principalmente em moimentos ruins de nossa vida. Pra se chamar alguem de amigo necessariamente não é preciso que o mesmo seja apenas um amigo, devido a postura de algumas pessoas da família, podemos considera-los como grandes amigos.  E também não se faz necessário se gostar das mesmas coisas para que se tenha uma grande amizade.  
Somente um amigo é capaz de trazer
 o conforto e a confiança de volta.
Existem situações  onde pessoas praticamente são opostos em quase tudo daquilo que gostam, mas mesmo assim possuem uma grandiosa e valiosa amizade. Agora o que faz isso funcionar primeiramente é o grande interesse mutuo entre os indivíduos, sem nenhuma falsidade, interesse escusos ou oportunismo. Voce tem a plena condição de avaliar o comportamento de uma pessoa e a partir dai definir o grau de interesse dessa mesma, e fundamentar isso como uma solida amizade ou apenas um coleguismo  parcial, que ate poderia ser considerado como principio de uma amizade.
Pessoas erradas, nunca deverão
 serem chamadas de amigas!
Mas que nem sempre se tornara uma solida amizade, pois coleguismo é uma coisa e amizade é bem outra, em uma escala de 01 a 10, o coleguismo se encontra no nivel 02 ou 03, pois em certas ocasiões temos que conviver com pessoas que nunca vimos antes, não sabemos nada sobre elas e em certas ocasiões essas uniões se fazem estritamente em ambiente profissional, ou seja sem nenhum laço de afeição ou interesse pessoal, apenas o interesse profissional.
Existira na face da Terra, 
amigo mais fiel do que esse?
Um grande exemplo disso são as redes sociais, onde você tem diversos círculos de amigos, mas que na verdade os seus amigos verdadeiros são bem poucos, onde pode-se conta-los nos dedos de uma mão, para resumir-mos amizade e o seu real valor, a definição de amigo é muito simples e ao mesmo tempo muito complexa, pois dizer a uma outra pessoa que é sua amiga é muito fácil, mas agora comprovar isso através de gestos e compromissos assumidos, somente o amigo de verdade é capaz de realizar isso, o amigo é aquele que aparece naquela hora difícil, e praticamente de impossível solução, e ele com sua notável presença de espirito e de coração, consegue reverter toda aquela negatividade e fazer as coisas acontecerem de verdade.
Pessoas que  levam outros  aos 
vícios de drogas,  álcool, e a perdição, 
nunca poderão ser chamadas de amigos...
...São inimigos declarados e insistentes!
O nosso pior inimigo as vezes 
é aquele que chamamos de amigo!

Se voce ao ser perguntado se tem amigos, muito cuidado com a sua resposta, pois amigo é uma especie em extinção, e quem consegue bater no peito e dizer que tem muitos amigos, pode estar se auto enganando, e poderá se frustrar futuramente, somente o verdadeiro amigo poderá estar onde você estiver, e sua postura determinante e conclusiva, trara conforto e confiança.  Não tem nada haver com dinheiro ou poder aquisitivo, muito longe disso, a verdadeira amizade, não se compra ou se vende, sua disponibilidade é desprovida de interesses materiais ou algo parecido, somente aquele que tem e conhece um verdadeiro amigo tem a possibilidade de nomear essa definição, mas creio ser isso algo muito acima da compreensão humana, inclusive daqueles que desconhecem a palavra amigo.
Fonte Readers Digest

domingo, 29 de janeiro de 2017

SINDROME DE ESTOCOLMO.


Em uma manhã de agosto de 1973, dois assaltantes invadiram um banco, o “Sveriges Kreditbank of Stockholm”, em Estocolmo, Suécia. Após a chegada da polícia, resultando em uma considerável troca de tiros, tal dupla transformou em reféns, por seis dias, quatro pessoas que ali se encontravam. Ao contrário do que se poderia imaginar, quando os policiais iniciaram suas estratégias visando à libertação dos reféns, esses recusaram ajuda, usaram seus próprios corpos como escudos para proteger os criminosos e, ainda, responsabilizaram tais profissionais pelo ocorrido. Um deles foi ainda mais longe: após sua libertação, criou um fundo para os raptores, com o intuito de ajudá-los nas despesas judiciais que estes teriam, em consequência de seus atos.
Devido a tensão e também ao convívio
 prolongado com os criminosos, criou-se 
um laço de amizade entre as vitimas e o mesmo.
Defender o seu algoz, parece brincadeira
 mas clinicamente essa patologia  existe.
Tal estado psicológico particular passou então a ser chamado de “síndrome de Estocolmo”, em homenagem ao referido episódio. Ao contrário do que se imagina, ele não é tão raro quanto pensamos, e não se resume somente a relações entre raptores e reféns. Escravos e seus senhores, sobreviventes de campos de concentração, aqueles submetidos a cárcere privado, pessoas que participam de relacionamentos amorosos destrutivos, e até mesmo algumas relações de trabalho extremas, geralmente permeadas de assédio moral; podem desencadear o quadro. Em todos esses casos, são características marcantes: a existência de relações de poder e coerção, ameaça de morte ou danos físicos e/ou psicológicos e um tempo prolongado de intimidação.
Mas uma grande derivação psíquica 
e eniquimatica da mente humana. 
Uma aversão que nem mesmo o brilhante
 psicoterapeuta e pai da psicanalase
 moderna Sigmund Fleud conseguiu
 explicar com definição e sentido.
Nesse cenário de estresse físico e mental extremos, o que está em jogo inconscientemente é a necessidade de autopreservação por parte do oprimido, aliada à ideia, geralmente errônea, de que, de fato, não há como escapar daquela situação. Assim sendo, ele inicialmente percebe que somente acatando as regras impostas é que conseguirá garantir pelo menos uma pequena parcela de sua integridade. Aos poucos, a vítima busca evitar comportamentos que desagradem seu agressor, pelo mesmo motivo pontuado anteriormente; e também começa a interpretar seus atos gentis, educados, ou mesmo de não violência como indícios de uma suposta simpatia da parte dele a ela. Tal identificação permite a desvinculação emocional da realidade perigosa e violenta a qual está submetida.
Silvio Santos e filha rindo, e muito a vontades,
 mesmo estando eles na mira do
 revolver de sequestradores  em 2001.

Quem sabe seja por causa dessa sindrome 
que pessoas  ficam a maior parte de suas 
vidas errantes defendendo quem não presta!
Por fim, a vítima passa a encarar aquela pessoa com simpatia, e até mesmo amizade  a final de contas, graças à sua “proteção”, ela ainda se encontra viva. No caso de pessoas sequestradas, mais um agravante: tal indivíduo é geralmente a sua única companhia!Para exemplificar, temos o que Natascha Kampusch, a austríaca que viveu em cativeiro por oito anos, escreveu em seu livro (3.096 Dias, Verus Editora):“Eu ainda era apenas uma criança, e precisava do consolo do toque  (humano). Então, após alguns meses presa, eu pedi a meu sequestrador que me abraçasse”. Vale frisar, no entanto, que a referida pessoa, assim como muitas que passam por essa situação e se comportam tal como foi dito.
E tambem algumas mulheres que são
 agredidas por seus maridos e amantes
 e que mesmo assim não os abandonam.
Como eu tenho dito sempre aqui nesse 
Blog, a psíquica humana é imprevisível,
 e o mistério da mente humana muito mais ainda.
 Não se identifica com o quadro descrito neste texto, afirmando que “ninguém é totalmente bom ou mau” e que “aproximar-se do sequestrador não é uma doença; criar um casulo de normalidade no âmbito de um crime não é uma síndrome - é justamente o oposto: é uma estratégia de sobrevivência em uma situação sem saída” Na maioria dos casos, mesmo após sua libertação, a vítima continua a nutrir um sentimento de afeição por tal pessoa. Um exemplo clássico é o de algumas mulheres que sofrem agressões de seus esposos e continuam a defendê-los, amá-los e a justificar suas agressões.
Fonte Readers Digest.

"A BUNDA VOADORA".

No último dia 17 de agosto o céu de Cardington, a uma hora e meia ao norte de Londres, viu sobrevoar uma aeronave de tamanho e formato dos mais incomuns. Trata-se do Airlander, protótipo de um dirigível mais leve que o ar produzido pela empresa HAV (Hybrid Air Vehicles) e que rapidamente ganhou o apelido de flying bum (bunda voadora). A aeronave tem 92 metros de comprimento, quase 21 a mais que um A380, o maior avião de passageiros do mundo. Se for tripulada, sua autonomia chega a cinco dias ininterruptos; se for controlada remotamente, pode chegar a duas semanas. Apesar do tamanho avantajado, o novo Airlander 10 é bem menor que o antigo zeppelin, que tinha 245 metros de comprimento.
Essa aeronave colossal, pode retomar a grande era dos dirigiveis, parada no tempo devido ao terrivel acidente do Hindenburg na Alemanha em 1937
Seu apelido "bunda voadora" devido
 o seu formato ser idêntico a
 de uma nádega humana.
Para flutuar, o dirigível leva em gás hélio o equivalente a um milhão de balões de festa. O casco é feito de três camadas de tecidos, um deles cinco vezes mais resistente que o aço, chamado Vectran, muito usado também em coletes à prova de balas. Por ora, o dirigível está em busca de comprador e tudo indica que terá uso militar, como o resgate de pessoas desaparecidas, monitoramento e pesquisa de mudanças climáticas. A vantagem do dirigível frente a um avião é a facilidade de pouso e decolagem, já que não requer uma pista convencional, basta um terreno plano e amplo. A desvantagem é a velocidade, não ultrapassa os 117 km/h, o que faz dele um potencial candidato a cruzeiro aéreo, já que comporta cabines como seus congêneres dos mares. É esperar pra ver.
Diferente dos dirigíveis do passado
 que se utilizavam de hidrogênio, 
ele se utiliza de gas hélio para
 flutuar com maior segurança.

Sua autonomia de voo é impressionante,
 e coloca todas as aeronaves 
convencionais no chinelo.
Os dirigíveis perderam muita popularidade depois do desastre de Hindenburg em 1937.  Mas uma empresa busca reviver a tecnologia com a maior aeronave da Terra. Com 90 m de comprimento, o Airlander 10 é um dirigível 25% maior que um Boeing 747. O volume dele é de cerca de 38 milhões de metros cúbicos, pode atingir mais de 6.000 metros de altura e voar a 144 km/h. O dirigível é feito pela Hybrid Air Vehicles (HAV), uma companhia britânica que quer construir aeronaves silenciosas que também não poluem. Assim como outros dirigíveis, o Airlander não possui estrutura interna, mantendo o formato inflado com uma carcaça cheia de gás hélio feita de Vectran, uma fibra rígida composta de polímeros de cristal líquido, resistentes a cortes e umidade. 
Ele consegue ser maior ate mesmo do 
que o monstro Antonov de 88 metros.
Ele possui 90 metros de comprimento pode
 atingir a altura de 6000 metros de altitude. 
Ate hoje a explosão do Hindenburg, 
é considerada uma das maiores 
tragedias aereas de todos os tempos.
O fogo consumiu rapidamente a
 aeronave devido o combustível 
hidrogênio ser altamente inflamável.
 Em 06 de maio de 1937 ocorreu a explosão do Hindenburg, em Lakehurst, perto de Nova York. O incêndio do maior zepelim do mundo causou a morte de 35 pessoas. O dirigível Hindenburg tinha 245 metros de comprimento, 41,5 metros de diâmetro, voava a 135 km/h, com autonomia de voo de 14 mil quilômetros, e havia sido construído pela Zeppelin, na Alemanha. Ele era, em sua época, o maior e mais moderno dirigível do mundo. O acidente aconteceu no final de uma tarde chuvosa, 77 horas depois da decolagem em Frankfurt. A bordo estavam 61 tripulantes, 36 passageiros, dois cachorros, além de bagagem, cargas e correspondências. O forte vento em Lakehurst havia obrigado o capitão Max Pruss a sobrevoar o atracador por duas vezes. Ao mesmo tempo, ordenou que fossem soltos gás e mais de uma tonelada de água para aliviar o peso. O zepelim já estava com as escadas baixadas quando, a 60 metros do chão, iniciou-se um incêndio em sua cauda. Meio minuto depois, o corpo do dirigível caía, em chamas, com o solo. Chocado, Herb Morris, repórter da CBS que fazia a cobertura da aterrissagem, apenas balbuciava: "Terrível, ele está caindo. Os passageiros... não posso continuar. A pior catástrofe do mundo".
Fonte Associated Press. 

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

"TENDÃO DE AQUILES".

Alguns  dias após o anúncio do presidente da República, Michel Temer, de colocar as Forças Armadas á disposição dos governos estaduais para operações em presidios o secretário da Segurança Pública do Rio Grande do Sul, Cezar Schirmer, afirmou que considera o auxílio "muito pouco" diante das necessidades geradas em função da crise no sistema carcerário. Nesta quarta-feira (18), em Brasília, ele disse que não descarta aceitar ajuda do governo federal, mas explica que o trabalho já é realizado em cadeias do estado por agentes penitenciários e policiais militares. "Eu acho isso muito pouco, porque isso já é feito. Isso é pouco pela nossa necessidade. Se fosse para o Exército, as Forças Armadas, administrar um presídio durante todo o tempo, isso sim é algo de expressão". E diante da carência de recursos financeiros e pessoal no Rio Grande do Sul, seria muito bem-vindo. Eu não estou dizendo 'não', estou dizendo que é pouco. Se for necessário, certamente vamos apelar para o Exército, que, aliás, tem nos ajudado muito, ponderou Schirmer.
O Exercito e as demais forças armadas
 so deveriam serem utilizadas em ultimo caso.
Os governadores dos estados a vida
 inteira empurraram com a barriga essa
 situação, fazendo acordos e deixando
 o monstro crescer e agora chegou nisso.
A maioria das nossas fronteiras 
estão largadas, por onde entra e 
sai de tudo a qualquer momento.
“Nós precisamos de todos no enfrentamento dessa guerra, que infelizmente hoje estamos perdendo. O Exército e as Forças Armadas são muito bem-vindos, mas eles podem fazer muito mais do que isso que foi anunciado pelo presidente da República”, acrescentou o secretário. Nós precisamos de todos no enfrentamento dessa guerra, que infelizmente hoje estamos perdendo. O Exército e as Forças Armadas são muito bem-vindos, mas eles podem fazer muito mais do que isso que foi anunciado pelo presidente da República Cezar Schirmer, secretário da Segurança Pública do Rio Grande do Sul O decreto com a medida foi publicado nesta quarta (18) no Diário Oficial da União e vale por 12 meses. De acordo com o texto do decreto, as ações vão visar a "detecção de armas, aparelhos de telefonia móvel, drogas e outros materiais ilícitos ou proibidos".
As Forças Armadas não podem 
agora assumirem as omissões 
descasos  e incompetencias 
dos governos estaduais!
É sabido que grandes quantidades
 de produtos ilegais atravessam 
as nossas fronteiras dia e noite.
Faz-se necessário um maior monitoramento
 sobre as fronteiras imediatamente, 
e com leis mais rígidas contra 
o crime organizado.
Além disso, também nesta quarta (18), o Ministério da Justiça informou que a implementação do Plano Nacional de Segurança devera começar por tres estados no dia 15 de Fevereiro.  De acordo com a pasta, o plano terá início em Porto Alegre (RS), Natal (RN) e Aracaju (SE). Entre as medidas, está a ampliação no no numero de hiomens da Força Nacional atuando na capital gaucha e o pagamento de horas extras a servidores da Brigada Militar, com recursos da União, aumentando assim o policiamento ostensivo. "São operações de diferentes naturezas. Desde a prevenção, que é muito relevante, até o policiamento ostensivo. A Força Nacional será ampliada para no mínimo 200 servidores e a Brigada Militar vai receber os recursos para pagar hora extra aos seus servidores, serão mais 400 brigadianos com hora extra", detalhou Schirmer.  O Secretario participa de uma série de reuniões em Brasília desde terça (17).
Os governos estaduais teem a obrigação de investirem no sistema penitenciario com maior seriedade, e valorizar mais os seus agentes prisionais.
Existem equipes do sistema penitenciário
 especializadas no controle de crises, de 
apoio logistico e transferências de presos.
O Grupamento de Intervenção Rapida
 o G.I.R. foi criado para agir em 
contenção e apoio nas rebeliões.
Com um pessoal muito bem treinado, 
assumiram o lugar utilizado pelo 
Batalhão de Choque da PM., e os caras 
são muito respeitados por suas ações.
E os A.E.V.P.s, são os agentes especializados
 na vigilância das muralhas e guaritas, 
e também realizam transferências 
e transporte de presos, detalhe em alguns
 presídios de São Paulo, depois que eles
 assumiram as fugas de presos
 caíram quase a zero.

 O governador gaúcho José Ivo Sartori iria a Brasília nesta quarta (19) para participar do ato de assinatura do Plano Nacional de Segurança, mas desistiu da agenda depois que o presidente Temer cancelou o encontro com governadores. Essa é uma questão bastante delicada, pois essa situação somente chegou a essas proporções devido a ausência do Proprio Estado de Direito nas questões de prevenção, com esse mesmo Exercito e demais Forças Armadas, atuando rigidamente em todas as nossas fronteiras terra, ar e mar, e fazendo um pente fino continuo nessas mesmas fronteiras, e minimizando o máximo o trafico de drogas e armas. Pois é sabido que a muito tempo essas nossas fronteiras são um verdadeiro paraíso para o crime organizado onde passa-se de tudo. Durante esses governos que passaram, praticamente nada foi feito para se ter um controle sobre esses pontos estratégicos. Gastaram-se tanto dinheiro com o tal desarmamento (que não surtiu resultado nenhum visível, pelo contrario. o que se ve são criminosos cada vez muito mais armados, ou seja desarmaram apenas a população, enquanto os criminosos continuaram muito bem armados). Uma pergunta que eu faço agora: Com as Forças Armadas assumindo os presidios quem vai cuidar das fronteiras arreganhadas? Seriam os agentes prisionais?
Fonte Diario do Rio Grande do Sul.

ESQUADRILHA DA FUMAÇA.

Esquadrilha da Fumaça é o nome popular do Esquadrão de Demonstração Aérea - EDA, um grupo de pilotos e mecânicos da Força Aérea Brasileira que fazem demonstrações de acrobacias aéreas pelo Brasil e pelo mundo. Sua finalidade de acordo com a EDA é aproximar os meios aeronáuticos civil e militar, contribuir para a maior integração entre a Aeronáutica e as demais Forças Armadas e marcar a presença da FAB em eventos no Brasil e no exterior.
Aeronaves realizando 
um looping em leque
A Esquadrilha originou-se pela iniciativa de instrutores de voo da antiga Escola de Aeronáutica, sediada na cidade do Rio de Janeiro. Em suas horas de folga, os pilotos treinavam acrobacias em grupo, com o intuito de incentivar os cadetes a confiarem em suas aptidões e na segurança das aeronaves utilizadas na instrução.
Em 14 de maio de 1952, uma comitiva estrangeira em visita à Escola pôde apreciar a primeira demonstração oficial do grupo. Após algumas apresentações, percebeu-se a necessidade de proporcionar ao público uma melhor visualização das manobras executadas. 
Um cruzamento duplo, manobra que exige 

muita destreza e conhecimento do piloto 

Com isso, em 1953, acrescentou-se na aeronave ultilizada a época, o NA T-6, um tanque de óleo exclusivo para a produção de fumaça.Com o tempo, as aeronaves e as acrobacias mudaram, mas a essência da Esquadrilha mantém preservado o espirito de arrojo e determinação do grupo.Atualmente, o EDA está sediado na Academia da Força Aerea , na cidade de Pirassununga, Estado de São Paulo.
No dia 2 de abril de 2010, o Capitão Anderson Amaro Fernandes, piloto do EDA, morreu ao chocar sua aeronave contra o solo, durante apresentação no município de Lages. 
Agora as aeronaves possuem á 
cor da bandeira nacional.
Aviões em manobra com muita fumaça e
 desenhos incriveis no céu.
Aeronaves utilizadas pela Esquadilha da Fumaça:North American T-6 Texan As aeronaves NA T-6fabricadas sob licença no Brasil durante a 2° Guerra Mundial, tinham uma velocidade de 240 Km/h em voo de cruzeiro, com uma autonomia de 750Km. Operaram na Esquadrilha da Fumaça de 1952 a 1976, realizando um total de 1225 demonstrações. Com sua destivação, em decorrência do alto custo de manutenção, interrompeu-se temporariamente o sonho daqueles dedicados instrutores de voo que, no início da década de 50, criaram a Esquadrilha da Fumaça.
North American T-6 Texan 
As aeronaves NA T-6.
T-24 Super Magister Em 1969, para acompanhar a evolução dos equipamentos ultilizados pelas outras esquadrilhas acrobáticas do mundo, que utilizavam aeronaves a reação, a Esquadrilha da Fumaça recebeu os jatos de fabricação francesa Super Foulga Magister, dominados T-24 na FAB. Devido às suas características de baixa autonomia e operação apenas em pistas pavimentadas, as demonstrações com o T-24 ficaram restritas aos grandes centros. Como os t-24 não satisfazeram os requisitos necessários ao tipo de missão da Esquadrilha da Fumaça foram utilizados até 1972, em paralelo com as NA T-6, realizando somente 46 demonstrações
T-24 Super Magister Em 1969.
Neiva T-25 Em 21 de outubro de 1982
    a Esquadrilha da Fumaça foi reativada com o nome oficial de Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA). Enquanto se aguardava o recebimento do T-27 Tucano, a aeronave T-25 Universal foi ultilizada por um pequeno período, até o final de 1983, realizando 55 demonstrações no total. com ele, reanima-se a velha chama, nunca apagada, da Esquadrilha da Fumaça. O T-25 ainda é ultilizado na formação básica dos futuros oficiais aviadores da FAB
  • Neiva T-25 Em 21 de outubro de 1982.
 Embraer EMB- 312 Tucano O t-27 tucano, aeronave fabricada pela Empresa Brasileira de Aeronáutica (EMBRAER), é altamente manobrável, qualidade essencial ao fim a que se destina. A primeira demonstração aérea realizada com t-27 ocorreu no dia 8 de dezembro de 1983, nas festividades de formatura dos aspirantes. Desde então, a Esquadrilha da Fumaça, com as aeronaves Tucano, tem empolgado multidões de todos os cantos do país e do exterior.A partir de 2002, as aeronaves passaram a exibir as cores da Bandeira Nacional. Já foram realizadas mais de 2000 demonstrações com essa aeronave.
 Embraer EMB- 312 Tucano O t-27 tucano.
Manobras.

Split.
Cruzamento duplo.
Looping em leque.
Coração.
Break.
Looping com desfolhado.
Looping coincidente com cruzamento lento.
Bomba.
Bolota.
Espelhão.
Barril com 6 aeronaves com meio looping.
D.N.A. com duas voltas.


A Esquadrilha começou a atuar em 1952. Hoje é mais do que um show aéreo. É marketing brasileiro para o Tucano, um produto nacional que ganha mercado no mundo como avião de treinamento militar. Imagine oito aviões, de uma tonelada e meia cada, com 400 litros de querosene nos tanques, voando a dois metros um do outro numa velocidade de 450 quilômetros por hora. Isso dá uma idéia da perícia exigida dos pilotos. Eles são os top guns brasileiros. Conseguir uma vaga de piloto na Esquadrilha não é fácil. Além de cerca de 14 anos de formação profissional, é preciso ter 800 horas de instrução e 1.500 de vôo,  para se ter uma idéia, é como se o piloto voasse 60 dias sem parar.
Fonte Wikipedia