Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

INTELIGENCIA ARTIFICIAL.

Stephen Hawking, Bill Gates e Elon Musk têm algo em comum (além de riqueza e inteligência). Eles estão todos aterrorizados com uma possível “revolução das máquinas”. Também conhecido como apocalipse da inteligência artificial, este é um cenário hipotético onde as máquinas artificialmente inteligentes se tornam a forma de vida  ou não vida  dominante na Terra. Pode ser que os robôs se rebelem e tornem-se nossos senhores, ou, pior, eles podem exterminar a humanidade e reivindicar a Terra para si mesmos.
Cada vez mais as maquinas estão ocupando
 o espaço dos seres humanos e isso pode
  se tornar um imenso problema no futuro.
Milhares de postos de trabalhos humanos 
estão sendo trocados por maquinas muito
 mais rapidas, eficientes e baratas.
Mas este apocalipse das máquinas realmente pode acontecer no mundo real? O que levou pessoas respeitáveis e de renome mundial como Musk e Hawking a expressar sua preocupação sobre este cenário hipotético? Podem filmes de Hollywood, como O Exterminador do Futuro, estarem certos, afinal de contas? Vamos descobrir por que razão muitas pessoas importantes, mesmo os principais cientistas, estão preocupados com a evolução da inteligência artificial e por que isso poderia acontecer muito em breve.
Ate veículos que andam sozinhos
 ja existem, e dispensam os 
triviais motoristas.
Maquinas sofisticadas e cada vez mais 
auto suficientes, estão tomando 
conta do nosso mundo.
Mentir é um comportamento universal. Os humanos fazem isso o tempo todo, e até mesmo alguns animais, como esquilos e pássaros, usam a mentira como recurso para a sobrevivência. No entanto, mentir já não se limita aos seres humanos e animais. Pesquisadores do Georgia Institute of Technology desenvolveram robôs artificialmente inteligentes capazes de trapacear. A equipe de pesquisa, liderada pelo professor Ronald Arkin, espera que os seus robôs possam ser usados ​​pelos militares no futuro.
Aqueles robôs do passado com aparência
 de maquina ja são coisa do passado.
Ja existem robôs muito semelhantes
ao ser humano, movimentos, 
falas, e inclusive de aparência 
incrivelmente humanizada.
Uma vez aperfeiçoados, os militares podem implantar esses robôs inteligentes no campo de batalha. Eles podem servir como guardas, protegendo suprimentos e munição dos inimigos. Ao aprender a arte de mentir, estes robôs podem “ganhar tempo até que os reforços sejam capazes de chegar”, mudando suas estratégias de patrulhamento para enganar outros robôs inteligentes ou mesmo seres humanos. No entanto, o professor Arkin admite que existem “preocupações éticas significativas” a respeito de sua pesquisa. Se suas descobertas vazam para fora do ambiente militar e caem nas mãos erradas, isso poderia significar uma catástrofe.
No lugar do cérebro eles possuem um
 nano chip, capaz de memorizar trilhões
 de informações a mais do que
 o cérebro humano.
A historia fictícia criada por James Cameron, 
O Exterminador do Futuro, não esta longe
 de se tornar uma terrivel realidade.
O homem criou uma maquina incrivelmente
 inteligente, hábil e muito próxima da 
perfeição, porem se esqueceu de 
lhe dar um coração cheio de amor, 
e ai pode estar o grande perigo.
Muitos de nós têm medo daqueles robôs assassinos do cinema, mas os cientistas dizem que devemos estar mais preocupados com as menos terríveis, mas mesmo assim assustadoras, máquinas de eliminação de nossos trabalhos. Vários especialistas estão preocupados que os avanços na inteligência artificial e na automação poderiam resultar em muitas pessoas perdendo seus empregos para robôs. Nos Estados Unidos, 250.000 robôs já executam trabalhos que os humanos costumavam fazer. O que é mais alarmante é que este número está aumentando em dois dígitos a cada ano.
Fonte Hype Science.
Postar um comentário