Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

quarta-feira, 13 de julho de 2016

PSEUDO JUSTIÇA.

De acordo com o inquérito, Rodrigo, de 30 anos, rendeu com um revólver a apresentadora, sua cunhada, Giovana Oliveira, e o marido de Giovana, Gustavo Correa, que é irmão do marido de Ana Hickmann. Em uma luta corporal, Gustavo matou Rodrigo dentro de um dos quartos de hotel, após o " pseudo fã" balear Giovana. Segundo o delegado Flávio Grossi, responsável pelo caso, o tiro contra a cunhada era para a apresentadora. Nem Ana Hickamnn nem o cunhado se feriram. De acordo com a polícia, a investigação mostrou que a intenção de Rodrigo era possivelmente matar a apresentadora. Um pen drive encontrado no quarto de Rodrigo e um celular que estava no quarto do atentado foram periciados. Nos dois, a polícia encontrou mais de 10 mil fotos, a maioria de Ana Hickmann.
A familia Ana Hickmann, depois de ser
 atacada pelo criminoso agora é atacada pela ineficiente justiça brasileira!
Ana Hickmann ao lado de sua assessora
 Giovana que foi atingida por um disparo.
 "O pen drive e o celular demonstram o que já estava bem sedimentado, que é essa obsessão de Rodrigo por Ana Hickmann. Nós temos cerca de 10.480 fotos, a maioria referente à Ana Hickmann, montagens com declarações de amor e montagens de cunho sexual", disse o delegado. A perícia também revelou que o fã fez uma pesquisa no Google sobre o uso de detectores de metais no hotel. Ele também buscou na internet se uma munição calibre 22 era mortal ou não.  Rodrigo, escolheu a munição 38, chamada SLP+, que é especial, com maior força de entrada e teve o cuidado de escolher um projétil que é aquela parte de chumbo que fica. Ele escolheu uma bala que ter uma perfuração no meio, a qual é expansiva, ou seja, quando ela atinge o corpo, ela expande. Ela é mais "lesiva", descreveu o delegado.
Rodrigo o psicopata assassino
premeditou toda a sua ação criminosa 
e por muito pouco não cometeu um massacre!
É terrível ser torturado pelo agressor
 e depois também ser torturado
 pela "honrosa justiça brasileira" cruel!

De acordo com Grossi, somente uma arma foi encontrada no local do crime. Um exame residuográfico, que verifica a presença de pólvora, comprova que Rodrigo atirou. O revólver, de calibre 38, tinha numeração raspada e a Polícia Civil não conseguiu chegar ao número original. Um papel encontrado com anotações de Rodrigo comprovou que o crime foi planejado. Segundo o delegado, este papel detalhava que, se não houvesse "sucesso" no hotel, ele iria para o show room, onde Ana Hickmann participaria de um evento de moda. Se esta etapa também não desse certo, ele iria para o aeroporto atrás da apresentadora. Morador de Juiz de Fora, na Zona da Mata, Rodrigo tinha apenas passagem de ida a Belo Horizonte. Rodrigo fez disparos no quarto e um tiro atingiu Giovana, que ficou mais de dez dias internada. Inicialmente, a polícia acreditava que dois tiros teriam atingido a assessora.
Gustavo Correia deveria receber 
da justiça uma medalha de honra 
ao mérito pela sua imensa bravura!
Ja a algum tempo o agressor vinha
 monitorando criminosamente os
 movimentos de Ana Hickmann, 
e esse encontro seria iminente.
O delegado definiu a briga entre os dois homens como “luta de vida ou morte”. Em depoimento, Gustavo contou que mordeu o atirador com muita força para tentar contê-lo. A lesão foi comprovada na necropsia. Rodrigo foi atingido por três tiros em um intervalo de cerca três segundos. No primeiro disparo, os dois ainda estavam em luta. Segundo o delegado, foi possível comprovar isso pela posição das lesões. Na sequência, Gustavo fez os outros dois disparos. Grossi detalhou que a luta durou até "o último minuto" e que, em nenhum momento, houve qualquer "rendição" do fã. Toda a  materialidade do fato foi tecnicamente comprovada pelos peritos da policia cientifica, ao qual evidenciaram uma dinâmica criminosa prontamente premeditada do agressor, e  consequentemente uma luta desesperada da vitima, tentando com todas as forças possíveis e impossíveis, evitar a consumação do ataque.
O endeusamento de criminosos no Brasil não
 é nenhuma novidade, por isso somos
 um dos países mais violentos do mundo!
Depois que eu vi o terrivel bandido da luz 
vermelha dando autógrafos como
 se fosse uma celebridade, eu comecei
 a ver como são as coisas em nosso pais.
E com uma força sobrenatural e imensa vontade em manter-se vivo, e tambem salvar as demais pessoas que estavam no ambiente, foi que a real vitima desse caso, o Sr Gustavo, através de intensa luta corporal, conseguiu então lograr exito, e virar a arma para o lado do agressor, ao qual os disparos seguidos, então deram fim a todo esse suplicio. Não existe nenhuma duvida da policia sobre a real condição do Sr Gustavo de uma pronta ação de legitima defesa sua e das demais pessoas envolvidas, e não havia nenhuma outra solução racional que pudesse ser realizada naquele exato momento, pois de acordo com as provas colhidas, o elemento agressor, tinha a solida intenção em assassinar a apresentadora Ana Hickmann, seu cunhado Gustavo, sua cunhada e assessora Giovana Alves de Oliveira, e tambem qualquer outra pessoa que ficasse em sua frente. Na verdade existe um choque jurídico entre a policia e a justiça, e situações como essa acontecem a todo momento, ao qual favorecem apenas os criminosos que deitam e rolam a vontade.
O promotor publico Dr Francisco Santiago
 notadamente diante de uma montanha de 
provas favoráveis as vitimas, esta querendo
 aparecer com essa decisão polemica.
O delegado Dr Flavio Grossi, brilhantemente
 levantou uma infinidade de indícios 
contundentes, que certificam 
a tese de legitima defesa.
Em qualquer pais civilizado do mundo e que possua uma justiça operante e coerente, uma situação como essa seria rapidamente identificada como uma ação de legitima defesa da vitima,  e ainda com elevado gesto de bravura e coragem em enfrentar um elemento armado, ao qual certamente lhe seria concedida uma honrosa homenagem com direito a uma medalha de honra ao mérito, mas aqui no Brasil onde a inversão dos valores é uma constante e galopante,  visa-se apenas o lado dos criminosos e esquecendo-se totalmente das vitimas, fazendo-as sofrerem infinitas vezes, com o ataque sofrido e tambem com a bonificação e endeusamento dos criminosos, com a  esdruxula e cruel frase "vitimas da sociedade" ao qual alguns protetores de bandidos natos ostentam vergonhosamente. Enquanto os marginais se armam e desfilam naturalmente pelas ruas das cidades com vasto armamento de guerra e ate explosivos, (os tais vitimas da sociedade) a população fica indefesa e sem nenhuma ação, diante de ataques que surgem de todos os lados, e quando reage a um ataque ainda é criminalizada por isso. Agora que fique muito bem claro a minha visão real e definitiva sobre esse assunto, na minha opinião esse senhor promotor publico esta apenas querendo aparecer na mídia, e diante de tantas evidencias materiais da legitima defesa da vida realizada pela verdadeira vitima (Gustavo Correa) esse processo sera arquivado.
Fonte G1 noticias.
Postar um comentário