Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

terça-feira, 5 de julho de 2016

O LADO OCULTO DA LUA.

Segundo o ex-gerente de dados do controle do departamento de fotografias, existe ruínas que foram construídas no lado oculto da lua. Ken Johnston, ex-gerente de dados do controle de fotografias do laboratório Receptor Luna da NASA, acabou abrindo a boca e contando para canais de TV norte-americanos a verdade por trás do lado oculto da lua. Verdade esta que a Agência Espacial Americana, esconde de todo mundo há mais de 40 anos.Segundo Johnston, no dia 20 de julho de 1969, quando a Apolo 11 fez seu primeiro pouso na Lua, sua tripulação tinha como missão explorar o solo lunar. Mas o que a tripulação teria encontrado foi algo muito mais surpreendente, teriam encontrado construções antigas com origem artificial. Segundo depoimentos dados a seus supervisores, os astronautas da época afirmam terem encontrado ruínas de edifícios em formato de torre com mais de 300m de altura.
Fotos reveladoras, indicam sobre
 a presença extraterrestre na lua.
Construções nitidamente artificiais, que
 espoem a tona o misterioso 
desconhecido lado negro da lua.
Além disso, havia na base extraterrestre uma grande operação de mineração e tecnologia de gravitação desconhecida. Além de terem encontrado objeto voadores em formato oval pousados sobre a superfície da lua, os astronautas haviam batido mais de 100 fotos de tudo que foi encontrado. Mas segundo relatos, a NASA teria dado a ordem para Johnston destruir as imagens, porém ele se recusou a seguir a determinação. Esta notícia já veio à tona em 2008, quando o ex-astronauta Neil Armstrong concedeu uma entrevista a um site de notícias. Na época, o ex-astronauta afirmou que no lado oculto da lua teria sido encontradas gigantescas construções. Uma espécie de base extraterrestre e eles estariam fazendo uma operação de mineração na superfície lunar. Além disso, a tripulação da Apollo 11 teria fotografado mais de 100 fotos fotografando naves-mães enormes pousadas sobre a superfície lunar.
Porque a NASA esconde essas
 informações das pessoas, 
sobre vida extraterrestre?
As imagens dizem muito mais do
 que 1000 palavras, e agora 
tudo esta vindo a tona.
Além das fotos, uma câmera a bordo da sonda também teria gravado em tempo real as provas sobre o fato. Porém, quando retornaram à Terra, os astronautas foram orientados a não comentar nada a respeito do assunto. E muitas fotos assim como as imagens gravadas teriam sido apagadas pela Agência. Estas relatos aparecem no livro lançado recentemente chamado ''Dark Mission the Secret History of NASA". O livro é de co-autoria do consultor da NASA e conselheiro da CBS, Richard C. Hoagland, em parceria com Mike Bara, consultor de engenharia de área espacial. No livro, consta que o homem teria sido expulso da Lua por uma civilização extraterrestre que explora o local. O que poderia explicar o fato de o homem nunca mais pisar novamente em solo lunar há mais de 40 anos.
Uma imensa torre em solo lunar,
 quem foram seus construtores? 
E porque a construíram?
Uma construção que lembra em
 muito uma usina nuclear, e 
protegida por um imenso canhão.
Piramides em solo lunar, da mesma
 formação das piramides de Gize
 no Egito, quem explica isso?
Em nota, Johnston afirma: ''Não tenho mais nada a perder, briguei com a Agência e fui demitido", resumiu. O fato é que em 2009, a NASA lançou de um satélite um míssil balístico, o qual teria atingido em cheio o lado oculto da lua. Como alegação para o fato, a Agência informou que fez isto na tentativa de descobrir a existência de água no interior da Lua.Em dezembro passado, a Agência informou que pretende construir uma base em um dos polos da Lua. E pretende terminar este projeto em 2024. Já a empresa ''Energia'', fabricante de foguetes de lançamento da Rússia, tem um plano mais ambicioso. Pretende dar início a construção de uma base permanente na lua ainda em 2015.
Fonte extraterrestre on line.
Postar um comentário