Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

segunda-feira, 25 de abril de 2016

A BATALHA DE LOS ANGELES.

 Em Los Angeles durante a 2ª Guerra Mundial e que teve seis mortos  três por estilhaços e três por ataque cardíaco. A razão para tal classificação é sua estranheza; afinal, nenhum dos inimigos foi visto pessoal ou fisicamente e nem foi atingido. Hoje, passados exatos 74 anos, emerge a face cômica ou paranoica. O episódio: a Batalha de Los Angeles foi um incidente ocorrido na noite de 24 para 25 de fevereiro de 1942 quando forças militares dos Estados Unidos abriram fogo contra objetos voadores. Não se sabia o que eram. Os EUA estavam em guerra, temerosos de um ataque japonês à costa oeste e a paranoia grassava. E era compreensível. O ataque de surpresa à base naval de Pearl Harbor, no Havaí, ocorrera há menos de três meses, em 7 de dezembro de 1941, e os norte-americanos estavam em alerta, aguardando um novo ataque.
Os poderosos faroletes iluminaram o objeto desconhecido destacando-o para os
 atiradores que não desperdiçaram tempo.
Ve-se claramente ao centro o formato
 discoide do objeto e aos lados os 
reflexos das bombas explodindo.
Mas não havia somente o receio de um ataque japonês pela costa do Pacífico. A população tinha também extremo temor de extra-terrestres. Fazia menos de quatro anos que o cineasta e ator Orson Welles transmitira na rádio da CBS  em outubro de 1938  uma adaptação de A Guerra dos Mundos, obra de ficção científica de H.G. Wells, escrita em 1898. Welles colocou ruídos estranhos seguidos de sua voz, empostada e calculadamente amedrontada, narrando uma invasão de Marte ao nosso planeta. Eles, os marcianos, estariam em batalha com a polícia em Grovers Hill, local próximo a Nova Iorque. Welles anunciou um número incerto de mortes. Em Nova York, quartéis dos bombeiros, postos policiais, hospitais e redações de jornais foram invadidos por multidões. As pessoas estavam apavoradas. O rádio exercia grande influência na população e todos acreditaram na invasão por visitantes hostis, talvez verdes. 
Depois do ataque surpresa dos japoneses 
a Pearl Harbour, havia uma atmosfera
 de apreensão, e atirava-se primeiro 
e perguntava-se depois.
Diversos relatos de pilotos citavam
 do avistamento de bolas de fogo 
que foram chamados de foo fighters.
Várias pessoas se jogaram de janelas, mas também foram explorados outros gêneros de suicídios. Outras, simplesmente saíram histéricas pelas ruas. Para piorar, Welles pôs no ar uma declaração fictícia do secretário do Interior sugerindo que as pessoas deveriam sacrificar suas próprias existências a fim de fazer prevalecer a vida humana na Terra. Passados alguns minutos, Welles retornou anunciando que os monstros estavam próximos de Nova York. Menos de quatro anos depois, em Los Angeles, o rádio nem precisou divulgar o fato. Bastaram algumas luzes no céu e 100.000 pessoas foram às ruas e 1400 mísseis antiaéreos do exército americano foram disparados. Nada foi atingido.
Orson Welles com sua imensa genialidade
 e criatividade quase matou um
 pais inteiro de medo.
Uma atmosfera sobre a invasão 
extraterrestre unida ao combate 
mundial das nações, gerou uma 
imensidade de expectativas na
 população indefesa e confusa.
Diante de tal fato atemorizante e com vitimas fatais, o governo americano como não tinha explicações solidas sobre o ocorrido, (e como sempre faz para tentar abafar todos os casos em que não consegue explicar), logo se apressou em divulgar a noticia de que o tal objeto desconhecido, na verdade era um balão atmosférico, mas não explicou como um simples balão atmosférico pode suportar uma carga monstruosa de artilharia pesada que seria capaz de derrubar qualquer tipo de aeronave conhecida. Mas aquele tipo de aeronave não era conhecida, pois diante de tremendo bombardeio a mesma continuou firme, como se tivesse algum tipo de campo de força que neutralizava qualquer ataque inimigo.
Um balão atmosférico como citado
 pela NASA, nunca suportaria um
 bombardeio de tamanha proporção.
Bombas atomicas modernas 
possuem milhares de vez a
 potencia da bomba de Hiroshima
 e com um tamanho bem reduzido.
Uma tecnologia imensamente superior
 a nossa ao qual seus percusores
 aparecem para impedir que
 o homem se destrua .
Agora segundo as teorias dos astronautas do passado, se tratava de um OVNI (objeto voador não identificado) que manobrava naquela região para avaliar o conflito mundial, pois é sábio e notório que varios desses objetos foram avistados pelos pilotos de todos os paises envolvidos na guerra, ao qual surgiram diversas duvidas sobre as procedências dos mesmos, e surgiu uma grande confusão pois cada um que os avistava, imaginava serem aqueles objetos uma arma de ultima geração do inimigo, e assim não deram conta que se tratava de  objetos extraterrestres. Ha de-se citar tambem que em todas as tragedias e conflitos internacionais, esses objetos surgem do nada e batem records de avistamentos, dando a entender que eles aparecem exclusivamente para intermediarem os conflitos e finaliza-los, pois haja vista do jeito que os paises mais evoluídos do mundo, possuem armas poderosíssimas capazes de destruir o nosso planeta milhares de vezes, e não é interessante a ninguém que isso ocorra. 
Fonte Wikipedia.
Postar um comentário