Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

ATAQUES DE TUBARÕES.

Um americano de 32 anos foi morto por um tubarão-branco na Austrália, segundo autoridades locais. O homem, que vivia e trabalhava no país e não teve o nome divulgado, estava mergulhando sozinho na ilha Rottnest, perto de Perth, na Costa Oeste australiana. Testemunhas em seu barco viram uma grande quantidade de espuma vindo à tona, seguida do corpo do mergulhador, que tinha ferimentos fatais óbvios, segundo a polícia. Duas pessoas no barco disseram que o ataque foi realizado por um tubarão-branco de cerca de três metros de comprimento.
Uma imagem chocante, mas que
 ja esta fazendo parte da rotina 
de varios paises pelo mundo.
Mergulhadores se aproximam demasiadamente
 da fera subestimando o seu perigo.
A morte do mergulhador acontece apenas dias depois do desaparecimento de Bryn Martin, um empresário de 64 anos, visto pela última vez no dia 10 de outubro a 350 metros da areia na praia de Cottesloe, em Perth. Sua sunga foi encontrada no fundo do mar, com danos que seriam consistentes com um ataque de tubarão.
No mês passado, um bodyboarder de 21 anos, Kyle Burden, foi morto perto da Baía de Bunker, a 260 quilômetros de Perth, enquanto em agosto do ano passado, o surfista Nicholas Edwards, de 31 anos, foi atacado e morto por um tubarão próximo dali, em Gracetown. 
Muita coragem estar bem próximo
 de uma mandíbula repleta
 de dentes afiados.
Um mordida dessa boca gigantesca 
é o suficiente para matar a sua presa.
Tubarões são comuns nas águas australianas, mas de acordo com especialistas do país ataques são raros, com 53 mortes registradas nos últimos 50 anos.
Um aparente aumento dos ataques de tubarão pode ser consequência da ação humana, com suas viagens de baixo custo, a sobrepesca e talvez o aquecimento global como possíveis causas deste crescimento, segundo os especialistas. Esta semana foi decidido o fechamento das praias nas ilhas Seychelles depois que um tubarão atacou barbaramente um britânico em lua-de-mel diante de sua esposa, aterrorizada, no segundo ataque fatal registrado no local em 15 dias. Na região de Primorie, na costa russa banhada pelo Pacífico, um tubarão atacou um adolescente de 16 anos depois que um homem perdeu os antebraços ao defender sua esposa. No Caribe, uma mulher que passava férias em Porto Rico levou uma mordida de 30 centímetros enquanto nadava em um disputado ponto turístico, a baía de Vieques.
Bem proximo da praia, um ataque é 
iminente, e suas consequências
 avassaladoras e muito traumáticas.
Muitos ataques são abafados como
 no filme, para não afastarem os
 turistas das praias perigosas.
 E no Brasil tambem ocorreu um aumento desses ataques,  os especialistas consideram que talvez o principal deles tenha sido a construção do porto de Suape, ao sul de Recife. Ele foi inaugurado em meados da década de 80, mas passou a funcionar a pleno vapor a partir dos anos 90. E foi exatamente nessa última década que começaram a explodir os ataques de tubarões nas praias metropolitanas de Recife - foram cerca de 40 incidentes, causando a morte de 13 pessoas. Antes desse período, quase nenhum caso havia sido registrado na região. "Parece haver uma correlação significativa entre o número de navios do porto e a ocorrência de ataques. Os tubarões reconhecidamente costumam seguir grandes embarcações", afirma o biólogo Fábio Hazin, da Universidade Federal de Pernambuco 
Fonte G1 noticias.
Postar um comentário