Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

AS MENTIRAS CONTINUAM.

Ao que tudo indica, Dilma continua com sua “mania” de não falar a verdade. Depois de participar de solenidade no Palácio do Planalto de lançamento do programa Bem Mais Simples, a presidente Dilma Rousseff disse nesta quinta-feira, 26, que não é necessário a União socorrer a Petrobras. De acordo com reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, o governo já acenou com uma ajuda para a empresa de até R$ 6 bilhões, segundo fonte da cúpula da companhia. A ajuda serviria para reforçar o caixa da Petrobras em um período de turbulência, com a sucessão de denúncias de corrupção envolvendo a estatal.
Dilma pegou 8,6 bilhões de dólares de 
bancos chineses, em completo segredo.
Dilma não pode continuar a fazer dividas
 e deixar a conta para  a população pagar!
Uma outra questão precisa ser esclarecida com urgência pelo governo. Notícias divulgadas no exterior hoje dão conta de que Bancos estatais da China emprestaram US$ 8,6 bilhões ao Brasil, sem que nenhuma informação sobre tais empréstimos tenham sido divulgadas à população. Link da matéria aqui Levantados por Kevin Gallagher, professor da Universidade de Boston, os dados mostram o crescente envolvimento financeiro da China na América Latina, O interesse dos chineses é garantir o acesso ao petróleo barato, com objetivo de acumular reservas estratégicas, aproveitando-se da fragilidade de economias como o Brasil no momento atual.
Parece que os acordos tenebrosos, 
realizados na calada da noite 
continuam e nada mudou.
A população não aguenta mais tanto descaso 
com o dinheiro publico desse governo!
Dilma teria recorrido aos empréstimos chineses em virtude da dificuldade que a Petrobras encontra para captar recursos no exterior após as constantes denúncias de corrupção na empresa, de onde já foram desviados pelo menos  R$ 88,6 bilhões, segundo a ex-presidente da estatal, Graça Foster.Questionada pelo Broadcast Político, serviço em tempo real da Agência Estado, sobre o eventual socorro da União à Petrobras, Dilma levantou as mãos, fez um aceno negativo e limitou-se a responder: “Não é necessário”. O rebaixamento da nota de crédito da Petrobras pela agência Moody’s caiu como um balde de água fria na equipe econômica do governo. 
Conseguiram quebrar com suas
 incompetências, a maior empresa 
brasileira e uma das maiores do mundo.
Idêntica a historia do navio Titanic,
 onde o capitão desprezou todos 
os avisos de perigo e naufragou.
A preocupação do Palácio do Planalto é que o rebaixamento da estatal contamine a nota de crédito dos títulos brasileiros, justamente numa hora em que o governo luta pelo ajuste fiscal e a equipe econômica tenta recuperar a credibilidade junto ao mercado financeiro. Dilma precisa ainda prestar maiores esclarecimento à população sobre os US$ 8,6 bilhões, ou cerca de R$ 24 bilhões de reais, que tomou emprestado junto aos Bancos estatais da China. Quais foram as condições, os prazos, os juros, as garantias dadas aos chineses e o mais importante: onde Dilma enfiou todo este dinheiro?
Fonte Business Insider.
Postar um comentário