Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

O MONSTRO DA ALBA.


Foram achados crânios, roupas de criança e pele humana na  casa  do pintor, no Jabaquara, zona sul da capital,  Jorge Luiz Morais de Oliveira, de 41 anos, apontado como “serial killer” pela polícia, é suspeito de ter assassinado pelo menos seis pessoas dentro de uma casa em um beco da Favela Alba, no Jabaquara, zona sul de São Paulo. Nesta segunda-feira, 28, peritos e investigadores encontraram dois corpos de mulheres em decomposição, dois crânios, dezenas de ossos, roupas de criança e pele humana. O Corpo de Bombeiros foi chamado para quebrar o sobre piso da residência onde ele morava e do cortiço para onde ele levava as vítimas.

O monstro confessou 6 crimes 
ate agora e sua versão sobre 
os crimes é muito confusa.

Para cada enxadada, aparecia um

 esqueleto, é grave assim mesmo.

 De acordo com a polícia, as pessoas que podem ter sido assassinadas pelo pintor eram usuárias de drogas atraídas pelo suspeito. A única vítima que foge do perfil é uma vendedora de livros, desaparecida desde o início de junho. Ela teria batido na porta para vender os produtos,  foi levada para dentro e teria sido assassinada. O pintor já tinha antecedentes criminais e chegou a ficar preso durante 20 anos por duas condenações por homicídio. Segundo moradores da região, Oliveira aparentava ser uma pessoa “normal e tranquila” (tipico do psicopata assassino)Segundo uma doméstica de 52 anos, o irmão de Oliveira vendia produtos de limpeza de porta em porta nas ruas do Jabaquara. Quando ele não fazia as entregas, a população ia até a casa dele para comprar os produtos e sempre via o pintor.

Os bombeiros ate agora conseguiram
 encontrar 7 corpos enterrados no local.
O terreno todo revirado escondia 
varios corpos das vitimas desse monstro!

 “Ele cumprimentava a gente. dava bom dia, boa tarde.”  Uma desempregada de 19 anos disse que entrou na casa para fotografar o cenário. “Quando você entra na casa, vê um monte de buracos, que era onde ele jogava as vítimas. Era um cheiro forte de fossa, esgoto. Mas era cheiro de morte.” Para os vizinhos, Oliveira é o “Monstro da Alba”. “Ele é um monstro”, repetia a aposentada Ednéia Gonçalves, de 64 anos, às crianças que rodeavam ontem a casa do acusado. A família do acusado teve de fugir do local por ameaça de represália dos moradores. Vizinhos do pintor acreditam que os parentes dele encobriam os crimes. “Não é possível que eles não soubessem de nada. Eles têm participação, sim”, disse um adolescente de 16 anos, que afirmou querer matar o pintor. 

Um corpo apos o outro, vai deixando
 a mostra, um cenário macabro!
A policia desconfia que ele 
tenha feito muitas vitimas, muito 
mais do que as 7 ja encontradas.

A família do pintor esteve no 35.º DP à tarde, mas não deu entrevista. Conhecidos e parentes de desaparecidos também foram à delegacia em busca de informações sobre a identificação dos mortos. Às 19 horas, bombeiros e policiais ainda faziam buscas na casa. Em nota, a polícia informou que o acusado teve a prisão temporária decretada por dez dias e, depois, pedirá sua prisão preventiva. Mas uma terrível historia de terror urbano e mais uma vez fica a interrogação, sobre um elemento assassino confesso de duas pessoas no passado, e que cumpriu 19 anos de prisão e que foi colocado nas ruas pela justiça brasileira, dando-lhe salvo conduto para matar mais 1,2,3,4,5,6,7,  pessoas, ou muito mais do isso, ao qual so o tempo podera confirmar.
Mas uma vez um elemento de altíssima
 periculosidade que deveria estar 
preso ou em tratamento psiquiátrico longe
 da sociedade, mas que devido a bondosa
 e inoperante lei brasileira estava nas
 ruas pronto para agir.
Enquanto as leis não mudam e o 
codigo penal não fica mais rigoroso
 com criminosos, essas situações
 continuarão a se repetirem no pais.
Um elemento frio calculista, cruel, pervertido e tudo mais o que não presta, e que ja havia cometido dois crimes no passado como ja disse, mas que devido a inoperância de nossas leis de um código penal da época do zagaia, permitiram que ele continuasse com sua saga monstruosa de crimes, agora o que a justiça brasileira vai dizer para as familias dessas novas vitimas? Sera que terão coragem de olharem nos olhos dessas pessoas agora? E quem sabe ate dizerem que o elemento cometeu mesmo dois crimes, mas cumpriu sua sentença e ja estava totalmente recuperado, e deixa-lo preso seria uma crueldade, e contra os direitos humanos! Pois é isso que alguns defensores ferrenhos dos direitos humanos pregam, e ate alegaram isso quando da soltura no passado do bandido da luza vermelha (Jose Acacio Pereira da Costa).
Como ocorreu no passado quando
 também soltaram um marginal 
de altíssima periculosidade, outra 
vez a justiça solta outro demônio nas ruas!
O elemento psicopata é considerado 
clinicamente incurável, ao qual fatalmente
 ira repetir seus crimes, e coloca-lo nas ruas
 é uma imensa crueldade com as demais pessoas! 
Sim alegaram ser desumano deixar uma pessoa presa por mais de 30 anos, mas quando ele tentou estuprar uma senhora de 77 anos e foi morto pelo filho dela, dai esses mesmos "ferrenhos defensores publicos" desapareceram do mapa. Ora eu conheci pessoalmente esse elemento vulgo luz vermelha, e ele era chapadinho de galocha, não precisava nem ser psiquiatra ou medico para se saber disso, não falava coisa com coisa, ria e de repente chorava ao mesmo tempo, babava igual cachorro louco, grunhia igual bicho, brigava com um inimigo invisível, não tinha nenhuma condição de sair novamente para as ruas e sua conduta posterior comprovou isso. É preferível ser desumano com um monstro desses, do que ser desumano com as pessoas inocentes! E agora o que o poder publico ira dizer as famílias das vitimas desse outro monstro? Que nunca deveria ter saído da cadeia! Agora quem é mais cruel, esse monstro que cometeu todos esses crimes continuados, ou o poder publico que teve todas as ferramentas legais e jurídicas para evitar isso, e assim não o fez? O psiquiatra que assinou o laudo permitindo a soltura desse monstro, deveria ser responsabilizado e processado por sua conduta anti social.
Fonte Uol Noticias.
Postar um comentário