Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

127 HORAS.

Em 25 de abril de 2003, Aron estava caminhando pelo Blue John Canyon, no Condado de Wayne, no Utah, a sul do Horseshoe Canyon, próximo do Parque Nacional Canyonlands. Enquanto Ralston descia o Blue John Canyon, uma rocha suspensa que ele escalava se soltou, esmagando seu braço direito e prendendo-o contra a parede do cânion. Ralston não avisou ninguém sobre sua viagem, assim ninguém procuraria por ele. Assumindo que morreria, ele passou cinco dias bebendo o restante de sua água, aproximadamente 350ml e seus últimos pedaços de comida, dois burritos, enquanto tentava amputar seu braço. Seus esforços foram inúteis ao tentar remover seu braço debaixo da rocha de 500 quilos, após três dias tentando levantar e quebrar a pedra, o delirado e desidratado 
O exato lugar onde o alpinista Lee
 Raston ficou preso, e quase morreu.
Uma historia de sobrevivência
 fantástica onde a vontade de
 viver falou mais alto.
Aron se preparou para amputar seu braço preso em uma parte em cima de seu cotovelo, para escapar. Ele experimentou seus torniquetes e fez alguns exploráveis cortes em seu braço, nos primeiros dias. No quarto dia, Ralston notou que para se libertar, ele teria que cortar os ossos dentro de seu antebraço, mas as ferramentas que ele tinha não foram suficientes. Quando Ralston ficou sem água e comida no quinto dia, foi forçado a beber sua própria urina. Ele escreveu seu nome, data de nascimento e data de "morte" na parede do cânion, e grava seu último adeus para sua família. Aron não achou que ia sobreviver a essa noite. Após acordar no pôr-do-sol no dia seguinte, ele novamente ganha coragem para quebrar os ossos, ele então, executou a amputação, do qual levou uma hora com seu canivete multi-uso,
Essa historia virou filme brilhantemente
 interpretado pelo ator James Franco.
"Ou corta o braço ou então morre" 
"simples assim", uma situação dramatica.
 do qual incluía uma faca dupla. Após se libertar, ele ainda teve que voltar para seu carro, ele escalou para fora do cânion onde ficou preso, desceu uma altura de 20 metros do chão com uma só mão, e depois caminhou no sol fervente. Ele estava a 8 km de seu veículo, e não tinha celular.Mesmo assim, enquanto caminhava, encontrou uma família dos Paises Baixos em um dia de caminhada, Eric e Monique Meijer e o filho deles, Andy, que lhe deram comida e água e avisaram as autoridades. Ralston teve medo de sangrar até morrer, e perdeu 18 quilos, incluindo 25% de seu sangue. Felizmente, as autoridades alertadas pela família de Ralston que ele estava desaparecido, procuravam por ele de helicóptero. Ralston foi resgatado seis horas depois de amputar seu braço.
Lee Ralston hoje realiza palestras
 pelo mundo inteiro e conta a sua 
fantastica historia de siobrevivencia.
Existem momentos na vida onde
 se deve tomar as decisões difíceis
 e somente você pode fazer isso.
O alpinista Lee Ralston, ao lado 
do ator que interpretou a sua 
historia James Franco.
 Ralston disse que se ele tivesse amputado seu braço antes, ele teria sangrado até a morte e se ele não tivesse feito isso ele teria sido encontrado morto no cânion dias depois. Mais tarde, seu antebraço amputado foi recolhido por autoridades do parque. De acordo com o apresentador de TV Tom Brokaw, treze homens, um guincho e uma furadeira foram necessários para remover o braço de Aron. Seu braço então foi cremado e as cinzas foram-lhe dadas. Aron Lee Ralston (27 de Outubro de 1975) é um alpinista, palestrante, e engenheiro norte americano. Ganhou fama em abril de 2003 quando, enquanto escalava um canion em Wayne County, Utah Ralston foi obrigado a amputar o braço direito com um canivete, para conseguir libertar-se depois de o seu braço ter ficado preso por uma pedra. O incidente está documentado na autobiografia Between a Rock and a Hard Place, de 2004, e é o tema do filme chamado 127 HoursFoi também referenciado no episódio 2 da primeira temporada da série Man vs Wild do Discovery Channel, e também apareceu num episódio de Sozinhos na Selva do Discovery Channel.
Fonte Wikipedia.

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

NADA FICA ESCONDIDO... POR MUITO TEMPO.

A Policia tranquilizou a corte de Portugal dizendo que não existe nenhuma possibilidade o ex-presidente LULA deixar o país, ou se ausentar de onde quer se seja sem conhecimento da Policia Brasileira. Uma vez, estando sob judicie, a Policia faz plantão 24 horas em todos os lugares em que o ex-presidente possa estar. (Lula não anda um quarteirão sem conhecimento da Policia). Por isso não existe motivos para retirar ou apreender seu passaporte. A Justiça brasileira também disse que acompanha as investigações de possíveis envolvimentos do ex-presidente com a Portugal Telecom. Há possibilidade da Justiça portuguesa decretar prisão preventiva do Luiz Inácio Lula da Silva antes mesmo da Justiça brasileira. Luiz Eduardo de Oliveira e Silva foi solto por não apresentar indício de participação efetiva no esquema do Lava Jato, segundo imprensa.
Portugal ja tem indícios suficientes
 para pedir a prisão preventiva de Lula.
Os rastros e as denunciações premiadas
 estão cada vez ficando mais estreitas 
e nomes "poderosos" aparecerão logo.
 O Ministério Público português, acha o contrário, pois o Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, irmão do José Dirceu, teve reunido com o nada menos do que o poderoso presidente do Banco Espírito Santos, antes de intervenção do Banco Central. Luiz Eduardo finge ser uma pessoa humilde de pouca articulação, mas as aparências enganam. Em Portugal, conforme notícia do jornal Público o Luiz Eduardo Oliveira e Silva juntamente com o irmão José Dirceu e Lula da Silva estão sendo objeto de investigações. Para quem não se lembra, o mesmo jornal Público, publicou reportagem sobre doações ilegais do Portugal Telecom com a campanha do Lula e Silva, na reeleição, com recursos da Portugal Telecom em cerca de $ 200 milhões de euros ou equivalente a cerca de R$ 700 milhões.  O destino desta doação ilegal, está sendo investigado pelo Ministério Público português. 
Lula desponta entre os varios 
investigados em doações ilegais 
envolvendo a empresa Brasil Telecom.
Seu fiel amigo e "parceiro de negocios" 
Jose Socrates, ja conseguiu uma 
cela de cadeia para refrescar a memoria.
A tratativa da doação da Portugal Telecom ocorreu, segundo o jornal com interferência direta do primeiro ministro português, José Sócrates e do presidente Lula da Silva. O primeiro ministro português encontra-se em prisão domiciliar por este e outros episódios de ladroagem. A investigação pelo Ministério Público português corre em segredo de justiça. Há possibilidade da Justiça portuguesa decretar prisão preventiva do Luiz Inácio Lula da Silva antes mesmo da Justiça brasileira. O ex primeiro ministro José Sócrates já está em prisão domiciliar. A Justiça portuguesa não é tão seletivo e tolerante como a Justiça brasileira. Pela notícia do jornal português, Luiz Eduardo é elemento de ligação do Lula da Silva com o crime praticado em Lisboa. O texto abaixo faz parte da reportagem do jornal português Público, edição de 13 de agosto de 2015.
Lula se demostrou ser um gênio 
dos negócios ilícitos, tudo o que 
ele coloca a mão vira "doação legal".
Operação Lava Jato no Brasil tem 
se mostrado muito competente e 
desmontando os vários esquemas 
de corrupção existentes e 
conhecidos no pais.
Em Novembro de 2011, o consultor Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, irmão de José Dirceu Oliveira Silva, sócios daJD Assessoria e Consultoria, esteve em Lisboa a fazer contatos, um deles foi com Ricardo Salgado. A empresa foi agora apanhada na operação Pixuleco, uma derivação do Lava Jato, por suspeita de ser usada como “biombo” para circulação e repasse de fundos ilícitos em grandes transações. Há quatro anos, quando Luiz Eduardo Oliveira Silva esteve em Lisboa, entre 3 e 15 de Novembro de 2011, as relações de negócio luso-brasileiras estavam ao rubro. No mercado estavam em curso duas operações mediáticas: a venda, pela PT, de 50% da Vivo à Telefonica e o cruzamento de participações entre a PT e a Oi; e o governo de Passos Coelho já tinha aberto o dossier da venda da TAP que na altura envolveu German Efromovitch.
A sede ao pote impossibilitou o crime 
perfeito e os imensos rastros, somados 
as delações premiadas estão aos 
poucos trazendo a tona a verdade. 
Lula esta com seus dias de liberdade 
contados, pois o cerco esta se 
fechando em cima dele, e as provas
 são contundentes e maciças.
Um dos contatos estabelecidos por Luiz Eduardo de Oliveira e Silva ocorreu na sede do BES, em Lisboa, e teve como interlocutor o ex-presidente do BES Ricardo Salgado. Não se sabe sobre que tema falaram, apenas que o encontro foi articulado pelo escritório de advocacia português Lima, Serra, Fernandes & Associados (LSF), ligado a João Abrantes Serra, parceiro das sociedades dos irmãos Oliveira Silva. Todas “prestadoras de serviços” dos dois lados do Atlântico e com boas ligações ao mundo da política e aos grandes negócios, em particular, os que envolvem decisões estatais. “O inquérito encontra-se em segredo de justiça.” Esta foi a resposta da Procuradoria-Geral da República quando questionada pelo PÚBLICO sobre se tinha conhecimento do encontro ocorrido em 2011 entre o ex-presidente do BES Ricardo Salgado e o consultor Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, sócio da JD Assessoria e Consultoria, bem como das matérias abordadas na reunião. O Ministério Público acrescentou não ter “neste momento, nada a adiantar” ao que já tem sido referido.
Fonte Pensa Brasil.

CARROS ISCAS.

O uso de carros-iscas é a nova arma das autoridades de segurança e do poder público de Jundiaí para tentar conter o aumento dos índices de criminalidade no município, em especial os casos de furto de veículos. Vinte carros populares que pertencem a moradores de áreas com alto índice de furtos e roubos de veículos passaram a ser monitorados por satélite em uma parceria feita entre três seguradoras de Jundiaí, as polícias Civil e Militar e a Guarda Municipal.

Os ladrões levam frações de

 segundos para abrir, ligar e 

sair com os carros.

O monitoramento começou a ser feito há duas semanas. Até agora, nenhum dos carros-iscas foi roubado. Quando o veículo for levado pelos assaltantes, a seguradora acionará a polícia, que poderá chegar aos criminosos por meio dos rastreadores."Identificamos os carros e os locais mais visados pelos criminosos. A intenção é chegar a desmanches e identificar as quadrilhas", disse o delegado seccional de Jundiaí, Paulo Afonso Bicudo.
Uma das modalidades criminosas, é o violento 
assalto a mão armada, geralmente em 
cruzamentos, e quando o veiculo
 reduz a velocidade.
Os bairros monitorados são o centro, o Anhangabaú e a Ponte São João, locais onde esse tipo de ocorrência é mais freqüente. Estatísticas Entre janeiro e março deste ano, o número de carros furtados em Jundiaí cresceu 64% (subiu de 308 para 505). Os roubos de veículos também registaram aumento, que foi da ordem de 42% (de 116 para 165), em comparação ao mesmo período do ano passado.
Na propaganda bem humorada 
do cantor Biafra, o ladrão desiste do 
roubo,depois de ouvi-lo cantando, mas 
na vida real não é tão engraçado assim.
Os dados da Secretaria de Estado da Segurança Pública também apontam um crescimento dos furtos (12%) e dos roubos (26%).  Já o número de homicídios dolosos (com intenção de matar) não apresentou alteração significativa (dez, no primeiro trimestre do ano passado, contra nove, no mesmo período deste ano).
Se levado em conta os dados do último trimestre do ano passado, os furtos e roubos de veículos e os roubos em geral também aumentaram, 53%, 6% e 17%, respectivamente. A violência em Jundiaí vai contra uma tendência estadual. Segundo a secretaria, houve uma redução nos índices de criminalidade em São Paulo no período.
Os veículos roubados são desmontados em pouquíssimo
 tempo, e vendidos por partes, 
em desmanches clandestinos.
Desentendimentos o aumento da criminalidade de Jundiaí aconteceu após uma crise institucional entre as autoridades policiais da cidade.Desentendimentos entre a Polícia Militar, a Guarda Municipal e o Conseg (Conselho de Segurança) resultaram na troca do comando da GM, no fechamento do conselho e até em confrontos entre membros das corporações nas ruas da cidade. A situação levou o Ministério Público a ingressar com uma ação civil pública exigindo a integração das corporações. O processo tramita na Justiça.
Os ladrões roubam uma carreta, e 
desaparecem com ela com carga e tudo 
em tempo record, agora um veiculo de 
passeio é feito em fraçoes de hora.
Eu vi esse procedimento em um documentário do History Channel, sobre essa modalidade de combate ao crime, realizado pela policia americana, com grande sucesso, pois realmente existem os lugares e locais mais viciados em furtos e roubos dos veículos, com alta incidência, e basta apenas a policia realizar um mapeamento adequado sobre essas áreas, utilizar-se de G.P.S. e batata,  realiza o flagrante e coloca o ladrão na cadeia, alem do fato de -se impedir que muitas pessoas percam seu patrimônio e fiquem no prejuízo, agora também o que tem que se fazer, é uma mudança radical nesse código penal, para que esses meliantes fiquem um bom tempo na cadeia, e paguem pelos seus crimes.
Os carros iscas também teriam um fator 
psicológico, pois o ladrão sempre iria
 ficar com um pé atras sobre o veiculo
 que escolhido para roubar. 

Mas aqui no Brasil, parece que ninguém quer acabar ou reduzir com a criminalidade, e vivem apenas de estatísticas, todo mundo sabe e conhece os lugares de alta incidência de criminalidade mas, fica-se apenas na conversa fiada e os ladrões deitando e rolando, e dando enormes prejuízos ao cidadão contribuinte.
Fonte BBC.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

AGORA PARECE QUE VAI...

O presidente da Câmara dos deputados federais, Eduardo Cunha, evitou comentar os desdobramentos da Operação Zelotes, que teve como foco o filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Luís Cláudio Lula da Silva. O peemedebista, que tem reclamado de ser alvo primordial das ações do Ministério Público Federal, desconversou. “Não quero julgar o que está acontecendo com os outros, não sei o que aconteceu com a família do ex-presidente, não posso comentar”, respondeu. Hoje, a Polícia Federal, a Receita Federal e o Ministério Público Federal deram início à terceira fase da Operação Zelotes.
O mais recente documento de impeachment 
da presidente Dilma Rousself, completo
 e perfeito alega Eduardo Cunha.
A oposição comemora a chegada
 do mais completo pedido de 
impeachment ate agora.
 Que investiga um esquema de compra de medidas provisórias para favorecer montadoras de veículos. Os policiais cumpriram mandado de busca e apreensão no escritório de Luís Cláudio.Cunha foi relator da MP 627, que alterou regras de tributação de empresas brasileiras multinacionais com controladas ou coligadas no exterior. Ele lembrou que as MPs são originárias de um interesse, de uma demanda, e que no momento da votação o texto passa por votação de destaque, sendo que cabe ao relator ficar com o ônus de conciliar interesses para votar. “Sei que foi colocada uma emenda, destacada e meu relatório foi aprovado.
O Ministro do TCU Augusto Nardes
 reprovou as contas do governo Dilma.
A estrategia do governo de tentar 
desmoralizar o Ministro Augusto
 Nardes saiu pela culatra e agora
 o TCU quer o pagamento dos bilhões
 atrasados de uma vez só.
 Não tinha nenhuma denúncia, não tinha nada, foi discutido com o governo e o governo aceitou, tanto que sancionou”, disse.Sobre a suspeita dos investigadores de que houve corrupção de parlamentares, Cunha defendeu que haja investigação, principalmente no caso da MP 471, que beneficiou montadora de veículos. “Tem de investigar quem é o responsável por isso, tem que ver quem é o autor da emenda”, declarou.Sobre o pedido de abertura de processo por quebra de decoro parlamentar apresentado por PSOL e Rede Sustentabilidade no Conselho de Ética, Cunha disse que fará sessão ordinária amanhã. 
Dilma Rousself esta a um passo
 de ser cassada pelo Congresso
 Nacional brasileiro.
Os documentos avaliados pelo TCU, ja foram
 entregues ao Congresso Nacional que 
agora agendara um dia para a votação 
sobre as "pedaladas fiscais".
Terceira do prazo regimental para que a Mesa Diretora devolva o pedido ao colegiado. “Isso sequer chegou às minhas mãos e nem quero que chegue. Não vou praticar ato que seja referente a mim mesmo.” Ele negou manobra para adiar o início do processo no Conselho de Ética.Cunha ironizou a representação do vice-líder do governo, Silvio Costa (PSC-PE), encaminhada à Procuradoria Geral da República (PGR) pedindo seu afastamento do comando da Casa. Na avaliação do presidente da Câmara, Costa sempre “protagoniza espetáculo” no plenário. “Se é um gesto do governo, pode estar sendo travestido. Se não for, Silvio Costa não tem a menor credibilidade para fazer representação a quem quer que seja”, rebateu.
Fonte Via Agencia.

domingo, 25 de outubro de 2015

O HOMEM ERRADO.

O Homem Errado é o que mais representa o seu medo da polícia. Esse pavor começou quando o diretor tinha apenas cinco anos: depois de ter feito alguma travessura, o seu pai o mandou para o delegado com um bilhete, pedindo que o homem prendesse seu filho por cinco minutos. A experiência durou pouco, mas foi o bastante para traumatizar o menino por toda a vida. O resultado pode ser visto em quase todos os seus filmes: a polícia, além de ser ineficiente, está sempre do lado errado, perseguindo o protagonista inocente. O que difere essas outras obras de O Homem Errado é a ênfase que Hitchcock dá aos danos que essa força pode causar ao homem comum. 
Um homem normal, que de uma hora
 para outra tem sua vida revirada.
No resto de sua filmografia, os policiais quase nunca são levados a sério, ganhando até mesmo ares cômicos de vez em quando, já que nunca conseguem se apoderar do personagem principal (pelo menos por um longo período de tempo). Nesta produção, não há espaço para humor: a polícia não só prende Manny como arruína sua vida. Percebe-se que até o modo como Hitch filma a polícia é diferente: são filmados de maneira muito próximas, mas não como pessoas, e sim como meros instrumentos (ora ele só mostra seus pés e mãos, ora seus rostos de perfil, impassíveis como estátuas) ou seres insensíveis ao sofrimento do protagonista e da plateia, que toma as dores do músico. 
Estar em uma situação dessas, faz
 a cabeça viajar em pensamentos.
Assim, a antipatia de Hitchcock pela polícia vai aos poucos contagiando os espectadores. O típico humor hitchcockiano não está presente aqui porque o Mestre se esforçou para se manter fiel à história o máximo possível. Ele próprio admitiu que morreu de medo de se afastar da narrativa original, o que deve tê-lo impedido de inserir seus toques mais costumeiros, como as sequências cômicas. Se levarmos em conta o caráter verídico de O Homem Errado, percebemos que ficariam muito deslocadas cenas de humor: quem é que acharia graça de qualquer coisa sabendo que, em algum lugar e alguma hora, um homem realmente passou pelos sofrimentados apresentados na tela?
Um musico que se ve em uma situação
 muito constrangedora e cruel.
Dito isso, podemos passar para a construção primorosa do suspense deste filme. O filme começa leve e banal, com Fonda se apresentando no clube, lendo o jornal na volta para a casa, conversando com sua mulher e filhos… Essas cenas aparentemente inúteis, na verdade, tem dupla importância: elas contrastam com os fatos ainda por vir (é a volta da história do cidadão simples que é obrigado a sair da rotina e viver algum tipo de jornada, temática cara à obra de Hitchcoch) e, principalmente, permitem que nos identifiquemos com Manny. Ele é um homem direito, vive uma vida sem qualquer agitação, totalmente preenchida pelo trabalho e amor à família. Sabemos, de antemão, que ele nunca poderia ter feito nada fora da lei. É por causa dessa boa apresentação na calmaria, que torcemos tanto para Manny provar a sua inocência na tempestade.
Uma historia que pode muito bem se
 encaixar na vida de qualquer pessoa normal.
Como pode ser desconfortável passar por
 uma situação dessas, mesmo atraves da ficção.
A grande tematica dessa historia urbana, é o fato da grande comoção causada aos telespectadores, que praticamente se colocam no lugar do personagem Manny Balestero (Henry Fonda), devido a sua grande peculariedade com a maioria das pessoas, fazendo com que fiquem do lado do acusado, e contra a policia, em uma relação absolutamente possivel a qualquer cidadão. E devido a isso causa uma estrema sensação de frustração a todos quando a policia então, resolve coloca-lo atras das grades pura e simplesmente. Logicamente em qualquer caso de crime, alguem deve ser responsabilizado, mas quando tudo leva a crer que esta havendo um grande engano, e uma injustiça esta sendo feita, para a policia essa possibilidade é muito pequena ao ponto de pura e simplesmente, não acreditar nele, e deixa-lo em uma situação incomoda, pois tambem a policia tem a obrigação moral de descobrir e prender o culpado, mesmo que em certas ocasiões não se tenha 100% de certeza sobre a sua culpa, mas é preciso dar uma resposta a sociedade... E essa resposta pode ser o homem errado.
Fonte Fan Apart.

sábado, 24 de outubro de 2015

PANCADÕES.

Vizinhos de pancadões na Zona Sul de São Paulo reclamam do barulho e sujeira provocados pelos participantes das festas. Moradores chegaram até a colocar fogo em pneus para tentar impedir uma festa. Neste sábado, um jovem de 25 anos foi morto a tiros durante um pancadão no Campo Limpo. Um vídeo enviado a imprensa,  mostra um pancadão com centenas de pessoas nas ruas e uma menina fazendo strip-tease. Um morador vizinho a essa festa afirma que nunca sai de casa durante o baile funk. “A gente via droga, o pessoal usando droga, sexo, fazendo na rua”, disse o morador que não quis se identificar. Os vizinhos afirmaram que os pancadões eram marcados pela internet, para todos os fins de semana. A festa começa durante o dia, com uma roda de samba e depois, à meia-noite, o ritmo muda para o funk e a rua fica ainda mais cheia.
Os carros de som são verdadeiras
 maquinas de fazer barulho que
 viram a madrugada.
No finalzinho da tarde ainda 
claro as pessoas começam a se 
reunirem e viram a madrugada.
 Em um dos sábados, os moradores colocaram fogo em pneus para impedir que as pessoas fizessem a festa na rua.“O medo sempre tem, mas a gente estava assim de um jeito que era tudo ou nada. Então, nós fomos pra cima. Nós moradores criamos muita coragem, todo mundo ficou unido. E assim, a gente unido, a gente vence”, disse. A PM informou que recebe, em média, 400 ligações de sexta a domingo relacionadas à pertubação de sossego por causa dos bailes funk na capital. O motoboy Vitor Santos Figueiredo, de 25 anos, foi morto após ser baleado durante um pancadão na Zona Sul de São Paulo na madrugada de sábado passado. O corpo de Vitor foi enterrado na manhã desta segunda-feira  no Memorial Parque Paulista, em Embu das Artes.Um adolescente de 16 anos e dois jovens de 20 e 22 anos também foram baleados no baile funk na Rua João Dias de Vergara. 
Um barulho ensurdecedor a noite inteira 
e com a omissão das autoridades 
publicas que alegam serem isso 
"manifestações culturais".
Essas "manifestações culturais" deveriam 
serem realizadas na frente da casa do
 prefeito de São Paulo Fernando Haddad!
Segundo o Bom Dia São Paulo, dois jovens estão estáveis, mas ainda não foram ouvidos pela polícia. Segundo testemunhas, dois homens armados saíram de um carro e atiraram contra os quatro jovens por volta das 2h. Moradores ouviram os disparos."Sobre o que aconteceu gente não viu direito, só ouviu os tiros. Muita correria, quebradeira", disse testemunha que não quis se identificar. O caso foi registrado como tentativa de homicídio e homicídio no 89º Distrito Policial e foi aberto inquérito para apurar o caso. Os atiradores não foram identificados. A Polícia Militar disse que recebeu dois chamados após o tiroteio, os policiais foram ao local e prestaram atendimento. Primeiramente ninguem é contrario a nenhum tipo de evento popular, desde que esteja de acordo com as leis e regras sociais, agora realizar um evento dessas proporções indo madrugada a dentro sem nenhum tipo de regra ou respeito a vizinhança não se pode aceitar, o prefeito de São Paulo Fernando Haddad.
Roda de tudo bebidas a menores, sexo
 também com menores, drogas e tudo 
mais que não presta, pois não 
existe nenhum controle!
E tudo isso realizado com as vistas grossas
 principalmente da prefeitura de São Paulo
 que não quer bater de frente com o pcc!
Ao ser indagado sobre esses pancadões, alegou serem isso "legitimas manifestações populares" ora manifestações culturais as 3 horas da manhã não deixando ninguém dormir? Mas tenha a santa paciência mesmo! Ele diz isso porque o seu partido P.T (Partido dos Trabalhadores) tem uma tendencia universal em apoiar tudo o que não presta, e ele como ligado ao partido, segue essa tendencia, e tambem porque ele sabe que quem organiza e comanda esses bailes gambiarras, são elementos do crime organizado do pcc, e o prefeito sabe muito bem disso e ele então é louco de bater de frente com o pcc? E com isso cruza os braços e deixa os caras a vontade, e quando a coisa aperta mesmo joga tudo no eito da policia, administrar uma cidade como São Paulo dessa forma, é uma afronta a inteligencia do cidadão.
Fonte G1 Noticias.

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

PORQUE AS PESSOAS TRABALHAM?

Segunda-Feira, é considerado o 
dia internacional da preguiça.
 Certa vez, perguntaram a Sigmund Freud o que ele achava que uma pessoa normal deveria ser capaz de fazer bem. Ele teria dito: “Lieben und arbeiten” (“amar e trabalhar”). Freud acreditava que é por intermédio da família que as necessidades relacionadas ao amor são gratificadas e que o trabalho tem um efeito mais poderoso que qualquer outro aspecto da vida humana de vincular uma pessoa à realidade. 
Se o trabalho é laborterapia, 
descansar seria o que então?

O posicionamento de Freud, sobre uma pessoa normal “amar e trabalhar”, pode ser interpretado como uma ênfase no trabalho e na família para um funcionamento psicológico sadio. O tópico trabalho e o papel que ele desempenha em nossas vidas tem sido assunto de interesse e controvérsia através dos tempos da história. O status profissional desempenha um papel importante no senso de identidade, auto-estima e bem-estar psicológico de uma pessoa. O trabalho é a característica central e definidora da vida da maioria dos indivíduos.

É muito bom ter um auxiliar de 

alta confiança para trabalhar.

 O trabalho pode ter valor intrínseco e instrumental, ou ambos. O valor intrínseco do trabalho é o que um indivíduo dá à realização do trabalho, em si e por si. Já o valor instrumental do trabalho está em prover as necessidades da vida e servir de canal para os talentos, as habilidades e os conhecimentos dos indivíduos.  Por quê as pessoas trabalham? Durante séculos, essa pergunta aparentemente simples tem sido debatida sob várias perspectivas, inclusive religiosa, econômica, psicológica e filosoficamente. Alguma doutrina religiosa ensinou que o trabalho era uma forma de punição por nosso pecado original. O trabalho era uma obrigação ou dever de construir o reino de Deus.

As engrenagens da vida dependem 

dos apertos do homem trabalhador.

 Portanto, o trabalho era bom, e o trabalho árduo ainda melhor. O trabalho era nobre por causa da sua natureza opressiva e por ser uma provação, o que fortalece nosso caráter. Ensinamentos religiosos também enfatizam o trabalho como um meio de controlar e reprimir nossas paixões. A falta de trabalho, ou o ócio, promove impulsos doentios, que nos desviam dos propósitos mais admiráveis. Assim, o trabalho é considerado um processo árduo, deliberadamente carregado de dificuldades, um meio de facilitar nosso desenvolvimento pessoal. 

Num futuro não tão distante o trabalho

 do homem sera minimizado pelo 

uso de complexas maquinas.

A visão da perspectiva econômica é que o trabalho nos proporciona os recursos financeiros para sustentarmos a vida e a aspiração para melhorarmos a qualidade de nossa vida material. A definição de trabalho mais comumente aceita, a troca de trabalho por pagamento, reflete claramente um ponto de vista econômico. O trabalho também tem significado psicológico, dando-nos uma fonte de identidade e a união com outros indivíduos, além de ser uma fonte de realização pessoal. 

O trabalho dignifica o homem,
 e o descanso mais ainda.

Ele também tem o efeito de conferir um ritmo temporal às nossas vidas. Nosso trabalho nos dá uma estrutura de tempo  quando precisamos ir para o trabalho e quando não estamos trabalhando para nos dedicarmos a outras atividades. Finalmente, o trabalho até mesmo oferece uma explicação filosófica sobre nossa missão na vida  extrair significado de criar e dar trabalho aos outros. 

Um dia que parece estar 
tão distante dos outros.

Mas como demora para passar a semana de trabalho, e como os finais de semana são tão rápidos, isso quando não chove, mas mesmo assim com certeza a sexta-feira ainda é considerada o melhor dia da semana, véspera do final de semana, um amigo me disse uma vez, se você não conseguir ganhar dinheiro durante a semana, no final de semana você nunca conseguira ganhar nada, pois o final de semana é sagrado, é para se ficar com a família e descansar, eu assimilei isso até hoje, e sou fiel praticante dessa filosofia urbana.

Fonte Psicodinâmica do trabalho