Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

domingo, 21 de junho de 2015

SERGIO MORO O MITO.


A leitura de nossa conjuntura atual é bem simples e roceira. A vaca já está no brejo. Se o Boi vai também... Aí são outros R$ 350 bilhões de reais desviados e divididos pelos bandidos no esquema da Petrobras. Na avaliação mais tímida da comunidade de informações  que protege O juiz Sergio Moro e também vigia, cuidadosamente, todos os prováveis condenados na Ação Penal 470 -, o ex-presidente Lula da Silva teria pelo menos 35 milhões de motivos concretos para se preocupar  e muito  com as consequências de ter tantos companheiros e parceiros vendo o sol nascer quadrado...
Quem imagina que o Exercito brasileiro esta omisso
 em toda essa situação de patifaria generalizada
 em nosso pais, esta redondamente enganado, 
eles são taticos e disciplinados, e prontos para agirem no momento adequado e oportuno.
O meritissimo juiz Sergio Moro tem
 feito mais obras socias em bem do 
pais do que todos os politicos  
de todos os tempos juntos.
Enquanto o mito Lula pode se desmantelar entre os segmentos esclarecidos (ou entre os menos ignorantes), o mito de juiz Sergio Moro começa a ser construído e lapidado e pode se juntar ao já Mito Joaquim Barbosa que foi considerado o herói no julgamento do Mensalão. Resta aguardar para saber quem será beneficiado com a demolição de um e a edificação de outro. Enquanto isto, os militares ficam iguaizinhos àquele papagaio verde-oliva da piada do português. Nada falam... Mas prestam uma atenção...“E sabem de absolutamente tudo que acontece no Brasil” 
O pais esta de cabeça para baixo 
devido a ma condução de seus
 administradores diretos.
O serviço especial de inteligencia do
 exercito brasileiro esta fazendo a sua 
segurança, devido o seu trabalho 
digníssimo estar mexendo com
 gente "muito importante" e influente. 
Como fez questão de ressaltar um quatro estrelas numa certa noite estrelada de um jantar fechadíssimo na caserna, com todo mundo vestindo a pós-moderna farda de civil sem gravata - exceto o coronel da inteligência e das Forças Especiais, trajado feito um Rambo, para garantir a proteção na porta do salão...O perigo é que aqueles que fingem não saber de nada continuam agindo no submundo do Governo do Crime Organizado... Até quando? Nem Deus deve saber mais... Ou será o juiz Sergio Moro (um dos Deuses e agora um togado blindado pelas fardas da inteligência) sabe?



Se souber, conta que a gente divulga por aqui... Até porque, neste mundo ponto com, nem a identidade do pobre do Batman é mais secreta... O verdadeiro endereço da Bat
caverna, talvez..
.O empresario Marcelo Oderbrech pode ser 
a carta na manga do juiz Sergio Moro, pois 
o mesmo afirmou ao ser preso que não 
ira preso sozinho, e "pessoas 
conhecidas e influentes" irão junto com 
ele, dando a entender claramente 
que não poupara ninguém nem mesmo Lula.
O ex presidente Lula ofuscado pela
 imensa insatisfação popular, teme
 ser mais um investigado pelo juiz, 
Sergio Moro e ir para uma cadeia. 
 O Exército escalou seus mais confiáveis e melhores oficiais de inteligência, lotados na Abin, para dar proteção ao juiz Sergio Moro  responsável pela operação Lava-Jato. Ao montar esquema especial para dar segurança a Sergio Moro  que sempre foi avesso a isto , empregando seus homens lotados na Agência Brasileira de Inteligência, o EB atropelou o Palácio do Planalto e a cúpula da Polícia Federal ligada aos esquemas petralhas de poder. Só que de agentes da Polícia Federal e não da turma verde-oliva lotada na Abin. A proteção a Sergio Moro não é só física. Tudo que se fala dele e sobre ele, nos ambientes de poder, também é monitorado. Além disso, todo o sistema telefônico da residência e de seu gabinete foi alterado e passa por uma constante ação de pente fino. Sua segurança é tão solida que nem mesmo a presidente Dilma Rousself  comandante em chefe das forças armadas sequer foi consultada sobre essa medida de blindagem a ele.
 
Fonte Revista Veja.
Postar um comentário