Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

domingo, 17 de maio de 2015

UMA HISTORIA COMOVENTE.


Preso em flagrante após tentar furtar uma peça de dois quilos de carne na tarde de quarta-feira, 13, o eletricista Mário Ferreira Lima, de 47 anos, foi encaminhado à 20ª Delegacia de Polícia do Distrito Federal. Lá, ele comoveu os agentes da Polícia Civil com sua história. Desempregado há mais de dois meses, sem condições de ajudar a mulher convalescente e de sustentar o filho de 12 anos, Lima estava sem comer havia dois dias quando foi detido. Saiu da delegacia com a fiança paga pelos próprios policiais, que o levaram a um supermercado e o presentearam com alimentos e produtos de higiene.
Um cidadão de bem que se viu
 obrigado a pegar um produto 
para alimentar sua familia.
Claramente se percebe que o elemento
 é inofensivo a sociedade, e em seu 
crime famelico, o fez por necessidade.


Roubar é errado, mas em um pais
 onde políticos roubam bilhões e 
nada acontece, como se colocar na
 cadeia uma pessoa que rouba 
para alimentar a sua familia?
"Ele escondeu a carne em um momento de fraqueza", disse o agente Francisco Sena, que atendeu o caso. Em um supermercado, ele foi comprar pães, mortadela, presunto e queijo, além da peça de carne, mas percebeu que tinha apenas R$ 14 em sua conta bancária. Ele relatou aos policiais que tentou pagar pelos outros itens e colocou a carne em sua bolsa, mas o movimento foi surpreendido pelo segurança do lugar. Lima disse aos policiais que recebe mensalmente R$ 70 do programa Bolsa Família, atualmente sua única fonte de renda. Um acidente com sua mulher, há cerca de um ano, teria obrigado Lima a largar o emprego. "Por um período que ela ficou em coma no hospital, ele teve que sair do trabalho para cuidar dela", contou Sena.
É horrível demais ver os alimentos
 se acabando e não ter como
 alimentar a sua familia.


Muito comovente ter que dar 
ordem de prisão a uma pessoa 
dessa, e verificar a sua situação.
Uma situação comovente que mexeu
 ate mesmo com os policiais que
 se sentiram na obrigação de ajudar
 esse homem legitima vitima de
 um sistema falido de governo.
Ao chegar à delegacia, Lima passou mal. Uma equipe médica constatou que ele não comia há pelo menos dois dias. O delegado decidiu que a fiança seria de R$ 270. Por volta das 19h, uma agente policial pagou o valor e o eletricista foi levado para casa por quatro policiais. Ao confirmar a história de Lima, os agentes o levaram a um supermercado.O caso ainda não está resolvido. Um processo será encaminhado à Justiça em Santa Maria (DF), onde será decidido como Lima pagará pelo furto da carne. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. Essa situação demostra que policia não esta contra o cidadão de bem muito pelo contrario a policia esta correndo junto com o esse cidadão, e policia é contra os maus elementos que infestam a nossa sociedade, e esses maus elementos sim,  estão  contra os cidadãos de bem.
Fonte Yahoo Noticias.

Postar um comentário