Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

sexta-feira, 15 de maio de 2015

OSTENTAÇÃO CRIMINOSA.

O que esta ocorrendo hoje no Brasil é uma situação muito grave, onde elementos realizam ações erradas e ate criminosas, e depois ainda publicam tudo na internet, como um trofeu "merecido" pelos seus maus comportamentos sociais. Ora quem seria absolutamente louco para cometer uma inflação anti social e ainda colocar as provas disso em uma rede social? Para  o mundo inteiro ver. É bem simples esse raciocinio, quem faz isso, acredita que nunca sera responsabilizado pelo seu ato. E mesmo se for responsabilizado, a sentença lhe imposta sera muito serena.
Ao qual não amedronta ninguém! Desde muito cedo nos seres humanos normais, aprendemos que uma repreensão vinda dos pais, por mais dura e constrangedora que possa parecer,  é a forma de correção necessaria.
Criminosos publicam na internet 
o produto de seus roubos na
 maior cara de pau!
Eles se acham "os poderosos e
 intocaveis", e demotram seus 
crimes para o mundo inteiro ver!
 E psicologicamente essa correção tera seu efeito durante a evolução desse cidadão, e tudo em nossas vidas funciona dessa forma, se voce não cumprir certas regras, voce é advertido e punido por isso, e não tem graça nenhuma. Agora quando elementos fazem coisas muito erradas, e ainda publicam isso em redes sociais, é porque eles não foram disciplinados a altura em suas infâncias, e se acham donos da razão, e tambem não acreditam nas leis e em alguma possível punição, e agora para que esses mesmos aprendam a lei da sobrevivência humana, e comecem a fazer tudo certo, se faz necessário uma disciplinarização pelos seus atos, ao qual seria necessário a reformulação do nosso código penal arcaico, pois quando uma certa pessoa sabe que sera responsabilizada (e dependendo da situação duramente) havera um grande recuo nas ações inflacionais e criminais.
A ostentação criminosa tem levado
 um monte de criminosos para a cadeia.
Alguem acredita que um elemento desses 
se arrepende de ter cometido um crime?

Isso funciona com o efeito psicológico, que faz a mente funcionar e avaliar os efeitos de um mau ato, e sobre suas futuras responsabilizações, ninguém é absolutamente louco para infringir uma lei sabendo que por esse ato estupido sera preso em uma cadeia. Mas preso de verdade, nada desse negocio de responder em liberdade,(apenas logicamente em raríssimas exceções que preservam o cidadão de bem), mas quem infringe a lei, comete um crime. Um tempo atras um desses "dimenores" matou a namorada friamente, filmou tudo e ainda publicou na internet para demostrar como ele é mau, ele fez tudo isso sabendo de sua impunidade, e aproveitou disso para saciar a sua sede por sangue humano, e iguais a ele existem uma infinidade de outros menores fazendo a mesma coisa.
A todo momento se ve essas situações
 nas paginas das redes sociais!
Dois otarios pegaram a viatura policial da 
oficina para passear e se deram muito mal.
Porque psicologicamente ele cre em sua liberdade, e isso o faz se sentir acima de tudo e de todos, mas a partir que em um caso desses esse menor sofra uma intervenção seria e necessária, imputando-lhe a liberdade e isolando-o da sociedade ativa por um tempo verdadeiramente necessário, isso vai acabar, porque dai a verdadeira justiça sera feita, e novos monstros sociais não serão alimentados pela impunidade. Dois exemplos bem recentes, os dois brasileiros que foram executados na Indonésia, eles sabiam muito bem onde estavam entrando e o que estavam fazendo, sendo que ate nas passagens aereas existe o aviso, mas mesmo assim eles passaram por cima de tudo e acabaram por serem executados, tem uma resposta para esse comportamento criminoso, eles eram marginais cronicos e sem recuperação, e quando se atinge esse nivel de marginalidade.
Os caras são tão burros que
 cometem crimes e demostram as
 provas de seus crimes na internet.
Se achando os espetões, e com
 isso facilitam o trabalho da policia.
 O elemento não respeita e nem teme a mais nada, e so a conversa não é mais suficiente, tem que haver algo muito mais contundente e intimidador para que eles pensem, tanto disso foi agora nessa semana o julgamento do Fernandinho Beira Mar, que ja esta cheio de cadeia para cumprir, e ao ser julgado no tribunal do juri, se sentiu como um icone do mal, debochando do juiz, dos promotores, e da justiça brasileira, pegou mais 120 anos de cadeia que juntados ás suas condenações chegou a 240 anos de pena. Quando que um condenado dentro do tribunal faz isso em países mais evoluídos? Nunca! Ele achou graça e fez graça, porque na verdade não esta sofrendo nem um pouco na cadeia, continua comandando o seu patrimônio do mal como nunca e ganhando rios de dinheiro as custas da tragedia das familias dos viciados, tanto verdade disso que ele tem nada mais e nada menos do que 19 advogados, quando que alguem sem dinheiro conseguiria pagar tantos advogados? Vai ver se nos Estados Unidos um preso faz isso! Sabe quando,  nunca! 
E os "dimenores" deitam e rolam a vontade, 
fazendo o inferno dentro das cidades.
Essa menina foi morta pelo seu
 namoradinho marginal, que filmou
 tudo e publicou na internet.
Tudo isso é psicologia, agora esse comportamento desse marginal, que foi filmado e repassado por todas as emissoras de tv do pais e do mundo, acabam por incentivar outros meliantes a tambem agirem dessa forma com os integrantes da justiça, pois ninguém o repreendeu duramente e deixaram ele fazer o que queria, e ele como bandido que é aproveitou a oportunidade. Deixaram essa gente crescer demais agora para se acabar com essa folga é quase impossível, seria como no caso da disciplinarização dos pais, quando um pai não sabe repreender um filho e o deixa fazer o que quer, ele sera o marginal do futuro, e um marginal de carreira não pode entrar na casa da justiça brasileira e zombar, desprezar, rir, e fazer gracinha, se permitem isso com as cameras filmando, então muita coisa tem que ser mudada em nosso pais.
Fonte Wikipedia.
Postar um comentário