Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

sexta-feira, 24 de abril de 2015

ASSALTO CINEMATOGRAFICO.

Criminosos roubaram cerca de R$ 6,7 milhões de uma transportadora de valores em São Mateus, na Zona Leste de São Paulo, pouco antes de 20h de quarta-feira (22). Os criminosos usaram carros clonados para entrar na empresa e incendiaram um caminhão para facilitar a fuga, como mostrou o Bom Dia São Paulo. Ninguém foi preso até o momento. Pelo menos 15 ladrões chegaram à empresa, na Rua Forte Cananeia, em uma perua e em dois carros idênticos aos utilizados pelo departamento administrativo. Um deles tinha até adesivos semelhantes. Os criminosos que dirigiam esses carros também se comunicaram com os vigias da mesma maneira empregada pelos funcionários no momento em que se aproximam da empresa. 
Eles se utilizaram de um caminhão
 para bloquear a passagem e 
dificultar o acesso para os policiais.
Houve um violento tiroteio, mas
 mesmo assim os elementos 
conseguiram fugir com o dinheiro.
A estratégia usada levanta a suspeita de envolvimento de algum funcionário ou ex-funcionário no crime. No momento do roubo, um carro-forte abastecia a empresa, que é responsável por distribuir o dinheiro em caixas eletrônicos da capital paulista. Após o roubo, houve um intenso tiroteio com vigias. De acordo com a polícia, os criminosos chegaram a utilizar uma metralhadora .50, que é capaz de derrubar até helicópteros. Um carro que estava na frente da empresa ficou todo marcado por tiros. Depois da ação, os ladrões atravessaram e queimaram um caminhão na Rua Forte Cananeia para dificultar a ação da polícia. Um dos carros também foi incendiado dentro da empresa.
As armas dos vigilantes nem se comparam
 ao vasto armamento utilizado pelos 
criminosos que não pestanejam
 nem um pouco para abrirem fogo.

Segurança de carro forte sem duvida
 é uma das profissões mais 
arriscadas em nosso pais.
De acordo com a polícia, nos cofres da empresa havia R$ 13 milhões. Os criminosos fugiram levando cerca da metade disso R$ 6,7 milhões.Seguranças da empresa passaram a madrugada prestando depoimento na sede do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), na Zona Norte de São Paulo. As imagens das câmeras de segurança podem contribuir para esclarecer o caso. A polícia investiga se algum dos criminosos ficou ferido na troca de tiros com os vigias. Os investigadores sabem que uma pessoa com ferimento provocado por arma de fogo deu entrada em um hospital da região. Sempre que ocorre um assalto pequeno ou grande, com certeza que alguem de dentro forneceu as informações aos meliantes.
Apenas uma pequena parcela do
 armamento utilizado pelos marginais
A poderosa Browning calibre 50 de tripé, 
que derruba um avião Boeing, nem a policia
 consegue enfrentar uma arma dessas.
Pois é sabido que eles não possuem bola de cristal para saberem de informações codificadas e sigilosas, e ladrão não é assim como muita gente pensa, que vai chegando e roubando, os caras não são loucos de embocarem em algum lugar e levarem chumbo no lombo, quando eles fazem isso é porque teem absoluta certeza de todas as informações necessárias para embocarem, agora é so apertar o cerco em cima dos funcionários que logo  se descobre quem foi o pilantra que fez isso. So um exemplo certa vez saíram de uma empresa de transporte de valores 3 carros fortes, sendo que dois deles estavam vazios e eram apenas chamarizes, ao qual no meio do caminho eles se separariam, e houve uma ação criminosa, e os ladrões tomaram de assalto o carro forte com o dinheiro, e desprezaram os outros dois. É assim que funciona, enquanto houverem trairas que se vendem, por mais que se faça uma segurança 1000 graus, nunca existira garantia de 100%.
Fonte G1 Noticias.
Postar um comentário