Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

MANIACO DE MOGI.


Depois de mais uma noite violenta, com três mortes por decapitação, a Polícia Militar de Mogi das Cruzes prendeu, hoje de manhã, um homem acusado de cometer os assassinatos. Segundo a Polícia Civil, ele teria confessado seis homicídios  os três da noite passada na Cidade, a morte de uma jovem em Poá ontem à noite, o morador de rua incendiado segunda no Mogilar, e uma dependente química morta a machadada em Braz Cubas, no último sábado. A justificativa dele para os crimes foi a de que “moradores de rua e drogados não pagam impostos”. 
Ele utilizava de um machadinho 
em seus crimes igual a esse da foto.
Elemento de altissima periculosidade
 que deve ficar isolado da 
sociedade por um longo tempo.
Jonathan Lopes de Santana, de 23 anos, ajudante geral, foi preso em flagrante pela PM graças a uma denúncia. Os militares foram avisados por um segurança que testemunhou um dos assassinatos no Jardim Rodeio. A identidade da testemunha será mantida em sigilo. Este vigia passou a placa do veículo conduzido pelo indiciado, um Chevrolet Astra verde (DCM6741), que foi localizado pelos policiais na casa de número 650, na Rua Palestina, no Botujuru. Quando os militares chegaram, Santana tentou esconder um machado e uma faca, que teriam sido usadas nos crimes. Os objetos foram recolhidos e levados para perícia. 
Ele diz que sentia forte desejo em
 matar alguem, e fazia isso com a maior naturalidade possível.
Ele matou um morador de rua e tentou matar outro,
 e alegou ter feito isso porque essas pessoas não
 produziam nada para a sociedade e por 
isso não mereciam viver!

O rapaz foi levado à Delegacia Seccional de Mogi das Cruzes, na Vila Rubens, onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante por cinco assassinatos. Ele confessou as três mortes de hoje  a de um morador de rua no Mogilar (Carlos César Araújo, de 34 anos), a de uma mulher, no Jardim Rodeio (cujo nome não foi informado pela Polícia Civil) e a de outra, em César de Souza. O nome desta última vítima é Maria Aparecida do Nascimento, de 46 anos, funcionária de uma metalúrgica do Distrito. O primeiro corpo localizado foi o do homem, por volta das 6 da manhã de hoje. Além disso, ele teria assumido o ataque a dois homens em situação de rua na segunda à noite, em frente ao Supermercado Maktub, no Mogilar, em que um deles morreu no local. O outro permanece internado em estado grave. 
Parece ate enredo de um filme 
de terror mais é a pura realidade 
das ruas crueis de São Paulo.
A policia prende um maniaco e logo
 surge outro, um dias desses mesmo
 era o maniaco do carro preto,
que foi preso pela policia.

De acordo com o delegado seccional, Marcos Batalha, a motivação das mortes seria uma mensagem demoníaca. “Ele apresentava uma tatuagem de machadinho e o numeral 31. Questionei a respeito do número e ele me disse que um diabo havia dito a ele que é o número de pessoas que deveria matar. A respeito da crueldade, ele justificou que estava assistindo muitos filmes com decapitação por parte do Estado Islâmico”, explicou o delegado. O rapaz foi preso na casa onde mora com os pais e um irmão.
Fonte Comando VP.
Postar um comentário