Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

quarta-feira, 30 de junho de 2010

NÃO ATA E NEM DESATA !

END-LINKWS-LWT--



Copa da mundo da Africa do  Sul


Zakumi


A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, defendeu o cumprimento da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o ex-ativista Cesare Battisti, condenado à prisão perpétua na Itália por envolvimento em quatro homicídios na década de 70.O ex-ministro da Justiça Tarso Genro concedeu refúgio político ao italiano, mas o STF autorizou a extradição, por cinco votos a quatro, em novembro de 2009. No entanto, na mesma decisão, o STF disse que cabe ao presidente da República a palavra final, por se tratar de um caso de política internacional. O presidente Lula não anunciou sua decisão.
O presidente Lula acaba por jogar no lixo todo o seu prestigio em prol de 
um assassino sanguinário, é a maldita mania de querer agradar a todos
Cesare Battisti
— Houve uma posição do STF. Acho que o presidente Lula, até o final do governo, decidirá sobre o caso Battisti. Caso não se decida, acho que tem que se cumprir a decisão do Supremo. E a decisão do Supremo é clara — disse Dilma ontem, em entrevista a uma rádio, sobre qual seria sua decisão.
O que leva o presidente Lula interceder tanto em favor desse
 reconhecido marginal italiano?
Ao lado do primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva silenciou ontem sobre a extradição do ex-ativista italiano Cesare Battisti, preso no País desde 2007.O caso se arrasta há sete meses, desde que o Supremo Tribunal Federal (STF) delegou a Lula a palavra final sobre o ex-ativista: extraditá-lo para a Itália ou mantê-lo preso no Brasil. Segundo Lula, não há prazo para uma definição."Eu tenho dito desde o primeiro dia que só me pronunciarei sobre o caso quando os autos do processo estiverem no meu gabinete com o parecer da Advocacia-Geral da União (AGU), que é quem vai me orientar", esquivou-se o presidente, após participar do seminário Brasil ? Itália, na Federação das Indústrias de São Paulo, na capital paulista.
Lula ressaltou, no entanto, que sua posição se dará "independentemente do processo eleitoral". "A AGU está estudando a decisão da Suprema Corte, e tem o tempo que for necessário para me dar um parecer adequado", afirmou.Lula observou ainda que as relações entre Brasil e Itália não seriam afetadas caso o ex-ativista permaneça no País. Para ele, a decisão tem cunho estritamente jurídico, e não político."Conheço gente que é a favor e contra, mas não me preocupo com isso. Tenho que me preocupar com a decisão brasileira, que será soberana", disse. Berlusconi não se pronunciou,

Provocação. O primeiro-ministro italiano provocou Lula, apostando em seu retorno à Presidência em 2014. "Lula tem 62 anos. Ele agora vai descansar necessariamente quatro anos e depois vai poder trabalhar mais oito pelo Brasil."Lula rechaçou, com elogios à sua candidata, Dilma Rousseff. "Estou elegendo uma pessoa que eu considero o que eu tenho de melhor: mais competente, mais preparada, mais ousada", disse. "E eu me contentarei em ser cabo eleitoral pela segunda vez", acrescentou. 
Á pré disposição do governo Lula em anistiar esse marginal criminoso, e de interceder em prol de foras da lei e desordeiros

As opções de Lula no caso Battisti. O presidente Lula vai tentar achar novos argumentos jurídicos para evitar a extradição do militante italiano Cesare Battisti, autorizada em 21/11/2009, pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Além de considerar ilegal a concessão do refúgio político a Battisti, dada em janeiro pelo ministro da Justiça, Tarso Genro, o STF entendeu como comuns, e não políticos, os quatro assassinatos pelos quais o ex-terrorista foi condenado à prisão perpétua na Itália em 1988 (sua militância foi nos anos 1970, no movimento de extrema esquerda, chamado Proletários Armados pelo Comunismo). 
Lula arrumou essa grande dor de cabeça, simplesmente por querer realizar os maquiavélicos desejos de um ex ministro irresponsavel que não teve nenhuma ética ao conceder esse beneficio absurdo a um criminosos cruel, passando por cima da decisão soberana do C.O.N.A.R.E., que é o órgão publico responsável
 na 
avaliação e 
concessão dos asilos políticos a todos os cidadãos estrangeiros em situações de perseguições políticas, caso esse que não se enquadra a Battisti, que foi julgado e considerado por decisão da Anistia Internacional um criminoso comum


Apesar de o placar entre os ministros ter ficado em cinco votos a quatro a favor da extradição, o STF também decidiu que cabe a Lula a última palavra. Segundo a Folha, o presidente já teria acionado a Advocacia Geral da União para estudar uma saída jurídica para manter o ex-terrorista no Brasil. Uma delas seria alegar, segundo O Globo,questões humanitárias(pra quem?). Mas se não conseguir, deve mandar Battisti de volta para a Itália para não comprar briga com o STF. Até a decisão de Lula, o italiano fica preso.
O presidente Lula(Ou virus da paz) leva o politiquismo aos extremos parece se sentir bem ao lado dos descumpridores das leis e dos anarquistas, adora fazer media para essa gente, e utilizar o argumento técnico jurídico da Soberania Nacional em prol de um bandido, fere em demasia todo conceito de ética e de patriotismo.

Corrupção - Ruim, mas o melhor entre os do BRIC. A posição do Brasil no ranking da corrupção, feito pela ONG Transparência Internacional, melhorou em relação ao ano passado, passou de 80º para 75º lugar. Apesar de ainda estar na mesma faixa dos anos anteriores – o país continua com a mesma lição de casa, como o fortalecimento das instituições de controle e o combate à morosidade da Justiça –, a classificação deste ano coloca o Brasil como o melhor colocado entre os países do Bric (Brasil, Índia, Rússia e China). Entre os vizinhos latino-americanos, ainda dá para melhorar. Ficamos atrás de Uruguai, Chile e Costa Rica, junto com Colômbia e Peru. Com informações da Folha (para assinantes) e do Estadão.

terça-feira, 29 de junho de 2010

WALL STREET II

END-LINKWS-LWT--


Copa da mundo da Africa do  Sul


Zakumi



Faltava meia hora para a sessão de imprensa de Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme, e o Grand Théâtre Lumière, a maior sala do 63o Festival de Cannes, estava quase completamente cheio. O longa-metragem de Oliver Stone, apresentado fora de competição na manhã desta sexta-feira (25), teve algumas palmas  durante a exibição – como numa cena em que a câmera passa de brinco a brinco nas orelhas das mulheres num baile de gala –, mas não no final. Todo mundo saiu correndo para tentar entrar na sala de coletiva.
O primeiro filme com participação de Charlie Sheen e Daryl Hannah
A produção retoma o personagem Gordon Gekko (Michael Douglas), do Wall Street original, de 1987. Ele acaba de sair da prisão, depois de oito anos cumpridos por crimes do colarinho branco. Ninguém o espera no portão. Enquanto isso, conhecemos Jacob (Shia LaBeouf), um jovem operador do mercado financeiro, por acaso, namorado da filha de Gekko (Carey Mulligan), que não quer saber do pai. O rapaz trabalha na empresa de Lou (Frank Langella), que vê seu negócio ruir graças a boatos espalhados por Bretton James (Josh Brolin), um sujeito bem ambicioso. Por conta disso, Jacob vai querer se vingar do mal feito a sua figura paterna, ao mesmo tempo em que tenta reunir pai e filha.
Michael Douglas e uma cena do filme em sua seqüencia
wall-street-gekko.jpg
Em Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme, Oliver Stone recupera a fluência perdida em alguns de seus últimos longas-metragens, sem carregar demais na pieguice que é quase sua marca. Como sempre, ele está de olho no que acontece no mundo, e o filme está sendo lançado quando se discute a liberdade desfrutada pelos operadores do mercado financeiro. Mas a produção o foca no drama familiar na  entre o amor e o dinheiro.
Javier Bardem, Oliver Stone e Michael Douglas se unem nesse elenco de super astros
wallstreet2cast
 Com personagens bem construídos, sem abrir mão da esperança, e um elenco talentoso, o diretor faz seu melhor trabalho em um bom tempo.Douglas disse que sempre ficou chocado de como Gekko tinha virado ícone para os operadores do mercado financeiro. “Ele era um vilão muito bem escrito, ficamos atordoados de saber quantos estudantes de MBAs e jovens operadores queriam ser como ele”, afirmou o ator. “Ficamos pensando: aqueles estudantes hoje devem estar dirigindo esses bancos de investimento. A ganância virou legal. Era uma oportunidade de ir ao fundo das coisas. Gekko mudou? Você não sabe, até o final do filme.”
Susan Sarandon esta deslumbrante nesse filme
Na faixa dos vinte aninhos de idade
abxwu5nvofvuovvu
E agora com um pouco mais de idade, 
mas em grande forma e beleza, sendo 
ainda um grande destaque 
susan-sarandon-picture-1

susan-sarandon-041508













Shia LaBeouf disse que chegou a estagiar em bancos de investimento para aprender sobre o negócio. “Fui até onde me deixaram, mas eles deixaram muito porque eram fãs do primeiro Wall Street”, contou o ator. Já Josh Brolin teve na vida real uma empresa que lidava com o mercado financeiro. “Nunca trabalhei em altas finanças, eles falam de bilhões de dólares, eu lidava com centenas ou milhares. Minha carreira andava lenta, eu vendi uma propriedade e comecei um negócio. Mas foi por necessidade, não por diversão.”Oliver Stone negou que vá fazer a origem de Gordon Gekko. “Não, porque Michael Douglas teria de ficar mais jovem para isso”, disse, brincando. Ele também desistiu do documentário sobre o presidente do Irã, Mahmoud Amahdinejah. Mas acabou de rodar uma nova entrevista com Fidel Castro e lança em breve South of the Border, sobre Hugo Chávez, além de estar preparando Secret History of America, com dez horas de duração, que considera seu trabalho mais ambicioso.
Michael Douglas e o diretor cinematografico Oliver Stone na segunda parte de Wall Street, que promete ser á continuação do grande sucesso do primeiro filme

Wall Street 2: Michael Douglas and Oliver Stone reunite for sequel

O muito discutido Wall Street sequela está ficando mais perto do lançamento , EW aprendeu. Michael Douglas vai voltar como empresa raider Gordon Gekko , o papel pelo qual ganhou o Oscar Melhor Ator 1987 , e Oliver Stone estará de volta como o diretor da continuação do filme que colocou a frase "A ganância é boa "para o léxico popular .Shia LaBeouf está em negociações para desempenhar um jovem comerciante de Wall Street 2 , que é definido 20 anos após a primeira parcela. A trama do filme vai girar em torno da vida Gekko , depois que ele sair da prisão durante o actual clima económico.
A tão cobiçada estatueta do premio Oscar

Festiva de Cannes, uma premiação também 
muito consideravel no mundo cinematografico
"Acho que é hora de ter um outro olhar duro no comércio e na economia e o que deu errado nos últimos anos, poucos se lembram ", disse Douglas segunda-feira durante a estreia de Ghosts of Girlfriends Past. " Todo mundo está falando sobre a economia e as pessoas estão examinando isso. Sempre que eu menciono Wall Street 2 , todo mundo vai, " Yeah . Interessante. eu ver isso, e também sera lançado para o festival do cinema de Cannes, e provavelmente levara alguns premios pelo brilhante conjunto de astros e também pela ótima direção do exmo sr O.S. "

domingo, 27 de junho de 2010

ESTA TUDO DOMINADO

END-LINKWS-LWT--










Copa da mundo da Africa do  Sul


Zakumi




Está tudo dominado pelo Governo Ideológico do Crime Organizado. Um relatório  da Justiça do Mato Grosso do Sul atesta que o traficante Luiz Fernando da Costa “continua a comandar sua organização criminosa de dentro dos presídios federais, desejando transformá-los em escritório do crime”. A Procuradoria Geral da Colômbia confirmou a existência de um "acordo terrorista" entre as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc, velha parceira de Beira-Mar) e o grupo separatista basco ETA para cometer atentados e seqüestros.
Soldado do pcc, demostra o alto potencial de fogo 
que possuem essas organizações criminosas
Atualmente na penitenciária federal de segurança máxima de Campo Grande (MS), o próximo plano de Fernandinho Beira-Mar é mandar assassinar a promotora Márcia Velasco, que atua no processo contra a quadrilha de Beira-Mar desde 1999, no Rio de Janeiro, e eliminar o juiz criminal da 3ª Tribunal Regional Federal do Mato Grosso do Sul e corregedor do presídio federal de Campo Grande, Odilon de Oliveira. Os parceiros de terrorismo podem ser “terceirizados” para cumprir tal missão.
O movimento dos sem terra, que não possue nenhum santo, 
é uma quadrilha de bandidos, que cresce á cada dia as vistas e 
aos recursos publicos sem nenhum controle
No Rio de Janeiro, o delegado Allan Turnowski, diretor das delegacias especializadas da Polícia Civil, tornou pública uma relação criminosa (já sabida pelos órgãos de inteligência) entre o Movimento dos Sem Terra e o comércio ilegal de drogas na favela da Rocinha – a maior da América Latina. O chefe do tráfico local, Antônio Bonfim Lopes, conhecido como Nem, formou uma parceria com o famoso José Rainha Júnior – um dos líderes do MST (que agora afirma não tê-lo mais como dirigente).
Metralhadora Browning de triplé calibre 30.6, com pente carregado e também duas granadas de bocal de alto potencial destrutivo 
O "intercâmbio cultural" promovido por Rainha levou quadros da "liderança" da Rocinha para conhecer o trabalho “revolucionário” de campo que é feito no Pontal de Paranapanema. Segundo a Polícia, com o know-how adquirido, Rainha e Nem articularam a candidatura a vereador do presidente licenciado da associação de moradores, Claudinho da Academia (PSDC, que faz parte da coligação que apóiou o candidato Marcelo Crivella a Prefeitura do Rio).

Ele age como se estivesse em liberdade
Na estratégia bem ao estilo autoritário-ideológica, Claudinho se apresentou como “candidato único” na favela. Agora, corre o risco de ter a candidatura cassada, porque se tornou, para a Polícia, o principal suspeito de desfrutar do curral eleitoral mantido pelo tráfico na Rocinha. A atividade criminosa é gerenciada por lá pelo Comando Vermelho (o CV) de Beira-Mar, que tem uma parceria operacional com as Farc colombianas. Em troca de peças de carros roubados no Rio de Janeiro, os guerrilheiros colombianos fornecem cocaína aos brasileiros.
Comando vermelho, p.c.c.,  diversos movimentos tidos 
como sociais e as farcs, estão cada vez
mais unidas e agindo pelo pais á la vonte
Tal parceria só é atrapalhada por uma guerra em curso. As duas principais organizações criminosas do País, Comando Vermelho (Rio) e Primeiro Comando da Capital (São Paulo), que até fevereiro deste ano conviveram pacificamente, resolveram se enfrentar na fronteira de Ponta Porã (MS) com Pedro Juan Caballero, Paraguai. Já teria rendido 30 mortos para ambos os lados a disputa pelo domínio da fronteira por onde passam drogas e armas.
A batalha é de Fernandinho Beira-Mar, líder do CV, juntamente com   Marcos Willian Herbas Camacho, o Marcola chefão do PCC. A facção criminosa Primeiro Comando da Capital – que já terceirizou membros do ETA e das FARC no famoso atentado que parou São Paulo - já possui ramificações em diversos presídios do País e que hoje comanda a grande onda de seqüestros no sul de Minas Gerais. 
De dentro das cadeias, agora também um verdadeiro 
exercito de soldados do lado de fora, e em conjunto 
solido com outras facções criminosas, inclusive as farcs.
 Duas operações, uma no Morro do Turano, no Rio Comprido e outra na Vila Aliança, em Bangu, do outro lado da cidade. Nada de tiros, nada de presos, mas os armamentos pesados mais uma vez se fizeram presentes, assim como a praga chamada crack, mas desta vez em tablete.
Drogas e um fuzil Sig Sauer apreendidos na operação policial
No Turano, agentes da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais) apreenderam um fuzil de fabricação suíça, modelo Sig Sauer, de calibre 7.62 (foto acima). Igual ao utilizado pelo titular da Core, Rodrigo Oliveira, o armamento é usado pelo Exército da Bolívia e está avaliado em R$ 50 mil. O criminoso que estava com o fuzil foi morto e, com ele, ainda foi apreendido um quilo de crack em tablete. Segundo os policiais, a droga ainda não havia sido repartida em pequenas pedras, como é consumida.
Uma granada de bocal usada em fuzis, pela sua cor,não é de 
festim, é um artefato de alto potencial destrutivo
Já na Zona Oeste, um artefato chamou atenção até dos PMs do 14º BPM (Bangu): uma granada de bocal (foto acima), de uso exclusivo das Forças Armadas. Considerada munição antitanque e geralmente utilizada em guerras, tinha por objetivo a destruição do Caveirão, o maior inimigo do tráfico. O explosivo é acoplado ao bico do fuzil de calibre 7.62 e é disparo por uma munição especial, e de manuseio relativamente fácil. A polícia acredita que o artefato tenha sido desviado de alguma unidade militar.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

O QUE SE PLANTA... É O QUE SE COLHE

END-LINKWS-LWT--





Copa da mundo da Africa do  Sul


Zakumi


As concessionárias dos serviços de distribuição de energia elétrica no país registram perdas de mais de R$ 5 bilhões por ano com as ligações clandestinas, feitas principalmente em áreas onde se concentram populações de baixa renda. É o que revela pesquisa realizada pelo Instituto Acende Brasil.O estudo destaca que essa conta é paga, na verdade, pelos consumidores que têm um relógio medidor instalado em sua residência, uma vez que a perda comercial decorrente dos furtos de energia elétrica – conhecidos como "gatos", na maior parte do Brasil, ou como "macacos", na Região Nordeste – é rateada no consumo geral. O crescimento desordenado e a cultura populacional são fatores que contribuem ativamente para o acréscimo dessa irregularidade.
Internet via rede eletrica PLC
Segundo o presidente do Acende Brasil, Cláudio Sales, o valor dos furtos equivale à metade do que o governo gasta com o programa Bolsa Família. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) só reconhece a perda de 0,5% do potencial fornecido nas redes de distribuição, enquanto o total registrado é de 1,23%.
Á concessionária da rede elétrica retira os fios (gatos) e logo
 eles aparecem novamente


Para combater o furto de energia na capital do Estado e em alguns municípios mato-grossenses onde esse indício também surge, porém em pequena escala, a Centrais Elétricas Mato-grossenses (Cemat) começou a investir desde 2005 na reforma de rede, substituindo a convencional pela multiplexada, um conjunto de fios isolados entre si, compondo um cabo único. 


A ação já mostrou resultados positivos em bairros como Jardim Florianópolis e Pedra 90, cujos moradores ganharam mais estabilidade e segurança no fornecimento de energia.

De acordo com o gerente do Departamento de Recuperação de Energia (DRE) da Cemat, Wagner Gentil, até o momento 38% dos consumidores de Cuiabá e 59% de Várzea Grande foram beneficiados com a reforma da rede.

Alem de ser muito feio, também podem causar diversos acidentes 

como incêndios em grandes areas urbanas
Gatos trazem prejuízos de R$ 5 bilhões

Segundo ele, o número de inspeções realizadas em 2008 passou de 200 mil entre os dois municípios vizinhos. Para 2009, Gentil acredita que esse número deverá subir para 240 mil. “Isso porque é necessário visitas constantes para inibir as reincidência“, afirma.
Além de oferecer riscos à segurança das pessoas, gambiarras representam perdas para a concessionária de energia. O crime de furto está previsto no Código Penal, uma vez que a energia recebida de forma irregular não é faturada. Lembrando que alterar o medidor de energia elétrica também é furto. Se o lacre estiver rompido, o consumidor poderá ser multado.
GRANDES INCÊNDIOS CAUSADOS PELAS GAMBIARRAS ELÉTRICAS 

Incêndio atinge a Favela do Jardim Edite, na esquina da Avenida Jornalista Roberto Marinho com a Avenida Luís Carlos Berrini, no Brooklin, na zona sul de São Paulo.

Incêndio/Favela


São Paulo - Os bombeiros trabalham na finalização do confinamento do fogo e no início do rescaldo de um incêndio de grandes proporções que atingiu a favela Diogo Pires, no Jaguaré, zona Oeste de São Paulo, neste domingo. Segundo informações da corporação, apenas 5% da área de dois mil metros quadrados da favela escapou de ser atingida pelas chamas, que destruíram mais de 100 barracos.Três pessoas foram levadas para o pronto-socorro da Lapa: uma criança, nervosa com o fogo, um homem que teve uma convulsão e um morador que sofreu uma queda quando ajudava no combate às chamas com uma mangueira. Pouco antes, os bombeiros haviam informado que eram dois os socorridos, ambos por intoxicação provocada pela fumaça.
Fogo queima os barracos de uma favela do Brooklin, em São Paulo pela manhã, muitas pessoas mesmo sabendo dessa ilegalidade, realizam esses gatos e  gambiarras,e o resultado final não poderia ser outro senão os grandes prejuizos materiais, muitos feridos e mortos pelos grandes incêndios ocasionados
EM CHAMAS abaixo á Favela Zaki Narchi, na zona norte de São Paulo, é consumida por incêndio provocado por curto-circuito: mais de 200 barracos destruídos a uma semana de ser montada uma brigada antiincêndio em convênio entre Corpo de Bombeiros e moradores da comunidade. Quatorze pessoas ficaram feridas
Ainda não há informações sobre possíveis feridos no incêndio. Os bombeiros receberam o chamado sobre a ocorrência às 17h50. Vinte e cinco viaturas foram enviadas ao local, os bombeiros desconfiam das causas do incendio ter sido causada por ligações de luz clandestinas, devido á grande quantidade de fios nos postes de entrada da favela.A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) bloqueou, na esquina com a Marginal do Pinheiros, duas vias que dão acesso à favela: as avenidas Alexandre Mackenzie e Dracena. O desvio deve ser feito pela Avenida Jaguaré.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

ESQUENTA Á DISPUTA

END-LINKWS-LWT--






Copa da mundo da Africa do  Sul


Zakumi

PESQUISA REVELA CRESCIMENTO DE 5 PONTOS DE DILMA

IBOPE REVELA DILMA PASSOU Á FRENTE DE SERRA 

Pesquisa Ibope encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) e divulgada na tarde desta quarta-feira aponta Dilma Rousseff (PT) pela primeira vez liderando a disputa à Presidência, com 40% das intenções de voto. José Serra (PSDB) tem 35% e Marina Silva (PV), 9%.A margem de erro é de dois pontos percentuais, para cima ou para baixo. Em um eventual segundo turno, Dilma também bate Serra por 45% a 38%, de acordo com a pesquisa.
Segundo a pesquisa, caiu de 12% para 6% os pesquisados que votam nulo ou em branco. O número dos que não responderam ou não souberam responder subiu de 8% para 10%.Na última CNI/Ibope, em março, Serra liderava com 38% das intenções de voto, contra 33% da petista. Marina tinha 8%.Já a última pesquisa Datafolha, de 20 e 21 de maio, apontou empate entre o tucano e a petista, com 37% das intenções de voto cada um.

Mais ou menos na mesma época, os institutos Sensus e Vox Populi divulgaram pesquisas em que Dilma aparecia ligeiramente à frente, mas dentro da margem de erro, ou seja, em empate técnico. No início de junho, o Ibope também apontou empate numérico entre Dilma e Serra (37% das intenções de voto).Serra teve nos últimos dias grande exposição na TV, com participação majoritária no programa do seu partido, no dia 17, e nos programas nacionais do DEM (27 de maio) e do PPS (10 de junho), além das propagandas veiculadas nos intervalos comerciais das emissoras, as chamadas "inserções partidárias". Seu nome foi oficializado em convenção nacional do PSDB, em Salvador, no dia 12.Dilma também teve aparições na TV, em inserções regionais do PT. Na semana passada, ela manteve encontro no exterior com quatro lideranças europeias, eventos que tiveram cobertura da imprensa nacional. Antes, o PT a confirmou candidata em convenção realizada em Brasília, no dia 13.Na entrevista espontânea, quando não é apresentada lista de candidatos aos entrevistados, os votos declarados a Dilma (22%) e a Lula (9%), que não é candidato, somam 31%, praticamente o dobro do declarado a Serra, que tem 16%. Marina tem 3%.



Do chargista Aroeira

Os dados da pesquisa apontam dados favoráveis à petista também em relação à rejeição. A de Dilma caiu de 27% para 23%. A de Serra cresceu de 25% para 30%. A de Marina permaneceu estável, oscilando de 31% para 29%.De acordo com o Ibope, foram entrevistadas 2.002 pessoas entre 19 e 21 deste mês, em 140 municípios. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número 16.292/2010.
Corrida presidencial começa á esquentar á partir de agora


[coririda+serra+dilma.jpg]
APROVAÇÃO DO GOVERNO 
LULA SEGUE EM ALTA 75%



Pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta quarta-feira mostra que a aprovação do governo Luiz Inácio Lula da Silva segue em nível recorde, com 75%. No início de junho, o instituto já apontava esse percentual de aprovação.A avaliação negativa do governo é a menor da série histórica da pesquisa. Apenas 3% dos entrevistados dizem considerar a gestão Lula como "ruim ou péssima". Consideram o governo regular 20% dos entrevistados.
LULA SORRI DE ORELHA Á ORELHA COM OS 
RESULTADOS DAS  PESQUISAS
A pesquisa ouviu 2.002 pessoas entre 19 e 21 deste mês, em 140 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para cima ou para baixo. Ela está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número 16.292/2010.O mesmo levantamento mostra a petista Dilma Rousseff (PT) pela primeira vez liderando a disputa à Presidência, com 40% das intenções de voto. José Serra (PSDB) tem 35% e Marina Silva (PV), 9%.
Marina Silva, se mantem na faixa dos 7 e  9% das intenções de votos
Julia Chequer/04.05.2010/R7




Em um eventual segundo turno, Dilma também bate Serra por 45% a 38%, de acordo com a pesquisa.Na entrevista espontânea, quando não é apresentada lista de candidatos aos entrevistados, os votos declarados a Dilma (22%) e a Lula (9%), que não é candidato, somam 31%, praticamente o dobro do declarado a Serra, que tem 16%. Marina tem 3%.Os dados da pesquisa apontam dados favoráveis à petista também em relação à rejeição. A de Dilma caiu de 27% para 23%. A de Serra cresceu de 25% para 30%. A de Marina permaneceu estável, oscilando de 31% para 29%.
Marina Silva ainda acredita em uma grande reviravolta

Marina Silva, candidata do PV à Presidência da República, disse neste sábado (19), durante encontro estadual do PV em Cuiabá, que não se preocupa com as pesquisas até então divulgadas, que apontem seu nome com apenas 9% das intenções de votos e 31% de rejeição. "Quem sabe não se repita o mesmo que aconteceu no Acre quando sai candidata ao Senado?", questionou a senadora, se referindo à eleição em que ela aparecia em último lugar e acabou sendo a mais bem votada do Brasil. "Existe o voto do eleitor. Não quero fazer embate com Dilma ou com Serra. Não queremos transformar o processo numa mixórdia", disse Marina, acompanhada do empresário Guilherme Leal, da Natura, seu vice na chapa do PV.