Visualizações de páginas da semana passada

TODAS AS POSTAGENS DO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA, SEJA BEM VINDO, ESPERO QUE GOSTE, VOLTE SEMPRE.
Loading...

Pesquisar este blog

segunda-feira, 31 de maio de 2010

O PUXA-SACO

END-LINKWS-LWT--

Copa da Africa do Sul 2010
Zakumi



Em primeiro lugar, definamos o que é um puxa-saco. Segundo o "Pai dos Burros", puxa-saco é aquele que adula outrem em demasia. Do ponto de vista organizacional, pode-se afirmar que é aquela pessoa que vive elogiando o seu superior sob qualquer circunstância, ainda que esse o humilhe ou o trate mal. O que importa para o puxa-saco não é "esculhambação" sofrida pelo chefe, mas a certeza que a bajulação excessiva fará com que tire algum proveito pra si, seja uma gorjetinha ou mesmo a garantia no "empreguinho".
O que seria do sapato do chefe, senão 
existissem os puxa-sacos da vida
Dessa forma, o puxa-saco organizacional, por assim dizer, seria uma pessoa medíocre e provavelmente incompetente para subir na empresa através dos seus próprios méritos, necessitando, então, de usar certos artifícios como: "olha, chefe, vou dá uma saidinha, e se o senhor espirrar enquanto eu estiver fora, desde já lhe desejo saúde!".
O puxa-saco, não tem á minima vergonha de 
se expor ao ridiculo para agradar o chefe
Um outro traço característico de um autêntico puxa-saco é falta de vergonha em ser reconhecido como tal. Ou seja, não importa o que os outros falem, o importante é o que o "chefinho" esteja satisfeito com as babações diárias.
Acontece, porém, que é perfeitamente possível construir-se uma relação de confiança e saudável com um superior hierárquico, e até mesmo como o presidente de uma organização, se for o caso, sem, necessariamente, passar pelo constrangimento de ser identificado como um "babão".
Ele gosta de ser humilhado e esculaxado, 
mas não quer perder á preciosa boquinha
Sabemos que as relações interpessoais se dão de várias formas. Uma delas é aquela onde uma determinada pessoa investe na sua capacidade de se relacionar com os colegas de trabalho, de tal forma, que essa relação se torna num importante diferencial que a ajudará subir de cargo na organização.
Ora, se eu consigo me relacionar de forma amigável, ética e profissional com os demais colaboradores da empresa, com certeza não demorará muito para que essa minha habilidade seja notada pelos gerentes ou diretores.
Todavia, somente uma boa relação interpessoal não é suficiente para crescermos profissionalmente e chegarmos a um cargo de nível gerencial na organização. É fundamental que, à capacidade de se relacionar com as pessoas, esteja presente a competência técnica do colaborador. Uma outra questão importante é aproveitar com sabedoria as oportunidades que, embora raras, costumam aparecer. Quer dizer, se houver uma chance onde você possa mostrar os seus serviços ao seu chefe ou aos diretores da empresa, não deixe de fazer bonito, além de se aproximar dos mesmos com o objetivo de ganhar a confiança e simpatia dos mesmos.
Saber aproveitar as oportunidades que aparecem, não tem nada a ver com oportunismo ou "puxa-saquismo". Tem a ver, sim, com demonstração de habilidade profissional, com boa formação, boa comunicação e liderança. Tem a ver, enfim, com o entendimento sábio de que não conseguimos nada na vida de forma isolada e que, vez e outra, precisamos de uma mãozinha de alguém aqui na terra.
Esse é um mal universal, um parasita social 
que aumenta de produção á cada dia
Contudo, cabe à área de RH criar mecanismos que possam inibir um determinado colaborador usar da bajulação um meio de garantir um bom cargo na estrutura da organização. Implantação de Planos de Cargos e Carreiras que reforcem o princípio da "meritocracia", onde cada colaborador consegue ascender na hierarquia organizacional segundo os seus próprios méritos é uma excelente forma de evitar que alguém seja premiado por pura habilidade em puxar-saco.

domingo, 30 de maio de 2010

SEM DESTINO


Copa da Africa do Sul 2010
Zakumi

O filme, e á musica tema que marcou época e virou hino para todos os motoqueiros do mundo.

Dirigido por Dennis Hopper e estrelado pelo próprio Hopper e por Peter Fonda, com a participação mais que especial de Jack Nicholson, Easy Rider retrata um dos maiores clássicos do cinema sobre a contracultura americana.
harley davidson bird image 2.0 Myspace Layout
O filme em si, com um final deprimente e com um enredo as vezes entediante, consegue passar o sonho de liberdade através de dois motoqueiros que largam tudo da vida comum para andar de moto apenas com um objetivo: chegar em New Orleans para participar do Mardi Gras.
Dennis Hopper e Peter Fonda em cena
 épica do filme na estrada
Em um dos diálogos mais marcantes do filme, Nicholson no papel do advogado alcolatra, George Hanson, fala a respeito da discriminação e do perigo que os dois motoqueiros (Billy e Wyatt, nomes inspirados nos fora-da-lei mais conhecidos do velho-oeste americano: Wyatt Earp e Billy The Kid) pareciam representar para as pessoas:
Easy Rider demostra toda á revolta da juventude contra á hipocrisia social, e á uma forma tranquila de manifestação, sair pelo mundo sem destino, sem regras sem nada, mas com muita responsabilidade.
“Eles não têm medo de vocês, mas do que vocês representam. Para eles vocês representam a liberdade. Mas falar dela e vivê-la são duas coisas diferentes. É difícil ser livre quando se é comprado e vendido no mercado. Mas nunca diga a alguém que ele não é livre…porque ele vai tratar de matar e aleijar para provar que é. Você é que corre perigo.”
Sair numa moto pela estrada sem ter destino nem hora pra chegar é o sonho de todo aventureiro
Peter Fonda, Dennis Hopper e Karen Black em 
uma das cenas do filme.
Os dois atores serão eternamente lembrados pelas suas participações em Easy Rider.

Além disso o filme conta com um trilha sonora memorável, contando com grandes nomes, como Jimi Hendrix com a música “If Six Was Nine”, Fraternity Of Man, The Byrds com “Wasn’t Born To Follow”, e contribuições de Roger McGuinn, uma delas é a importante “Ballad Of Easy Rider”, e a mais que clássica, eu diria o hino dos motoqueiros, ”Born To Be Wild” do Steppenwolf, justamente consagrada pelo filme, e outra canção também da banda, que aparece no álbum na ótima faixa de abertura “The Pusher” 
Fugindo do Vietnã, da sociedade hipocrita, das desigualdades, enfim rodar o mundo sem ter destino
Enfim um filme obrigatório para tentar entender o que é essa sensação de vento na cara, do isolamento das idéias dentro dos capacetes, e o que é essa sensação que somente quem tem moto entende, a sensação de liberdade. E para traduzir tudo isso, nada melhor que essa fantástica trilha sonora, que tem como curiosidade o fato de Hopper defini-la ouvindo a rádio local nos momentos dos intervalos das filmagens.
Motoqueiros destemidos, são os donos da estrada.
Nada é obstáculo para esses ases de duas rodas
Isso é que é  maquina poderosa 
harley davidson
Peter Fonda continua ainda na ativa, e até teve uma pequena aparição no filme motoqueiros selvagens com John Travolta e Ray Lyota.
Peter Fonda, filho do grande ator hollywoodiano Henry Fonda, irmão da atriz Jane Fonda e pai da outra atriz, Bridget Fonda, e do ator Justin Fonda, nasceu em New York, em 23 de Fevereiro de 1940, recebeu diversos prêmios em toda sua carreira, sem duvida nenhuma sua ejeção na carreira cinematográfica deu-se pela sua notavel participação no épico filme Easy Rider, junto com Dennis Hopper, Fonda sempre é lembrado em outros filmes e eventos que utilizam á motocicleta, isso tudo devido ao seu eterno sucesso nesse filme, hoje com 71 anos de idade, vive com sua atual esposa em Portia Crockett, em New York.
Peter Fonda em sua participação em Motoqueiros Selvagens.
Peter Fonda em Motoqueiros Fantasmas
Faleceu ontem (29), o ator e diretor 
Dennis Hopper, um dos motoqueiros do 
inesquecível filme, Easy Rider, (Sem Destino).

O ator e diretor Dennis Hopper, mais conhecido por dirigir e estrelar o clássico Cult "Sem Destino" em 1969, morreu neste sábado, 29 em sua casa em Venice, Califórnia, por complicações de um câncer na próstata, disse um amigo do ator à Reuters. Ele estava com 74 anos.
Dennis Hopper sempre sera lembrado por todos nós como o jovem rebelde que saiu pelo mundo, em cima de duas rodas.
Morreu às 12h15 (horário de Brasília), cercado por familiares e amigos. O ator anunciou no final de 2009 que travava uma batalha contra a doença. Desde então, fazia um tratamento especial para combater o câncer na Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles.
Reivindicações podem não mudar o mundo, mas ajudam á melhora-lo, é oque dizia sempre Dennis Hopper.
O ator também passava por um conturbado processo de divórcio de sua quinta esposa, Victoria Duffy, com quem teve uma filha, em março de 2003. De acordo com a revista US Magazine, a separação após 14 anos de união teria sido motivada pelo testamento do ator.

sábado, 29 de maio de 2010

DIREÇÃO DEFENSIVA.


Copa da Africa do Sul 2010
Zakumi

Direção Defensiva

Existe um tópico de trânsito que trata dos cuidados antecipados, que se pode prever, para evitar acidentes. Como foi dito, por mais que você siga as regras de trânsito e bom senso, está sujeito a encontrar alguém que não seja tão responsável pelo caminho. O ato de prever atitudes de outros motoristas e as condições do ambiente é chamado de Direção Defensiva. Um motorista defensivo cuida de si e se previne de possíveis imprudências de outras pessoas. Dessa forma se podem evitar acidentes.
Com todas essas modernidades eletrônicas
e parafernálias mecânicas, não serão 
suficientes se o motorista não 
respeitar as leis de transito
interior kia cadenza 2011

Como me prevenir?

Dirija sempre na velocidade que as condições da pista e do ambiente permitir. Lembre-se que o limite de velocidade nas vias do seu bairro é 30km/h. Nas ruas um pouco mais movimentadas é 60km/h e nas rodovias 110km/h. Mas se está chovendo forte, por exemplo, reduza a velocidade nas rodovias para 80km/h para evitar acidentes. Essa redução é necessária porque na chuva o carro demora muito mais para frear. Outra atitude essencial para a direção defensiva é manter uma distância segura do veículo à sua frente. Talvez uma das maiores causas de acidentes venha deste fator. Se você grudar na traseira do carro da frente provavelmente não sobrará tempo para frenagem quando o outro frear.
Os painéis dos carros modernos parecem controles de aviões.
interior kia cadenza 2011
Seu carro também atende às leis da física. NUNCA entre demasiadamente rápido em uma curva. Nas curvas o peso do seu carro é jogado para as rodas de fora da curva. Muitos acidentes acontecem porque os motoristas acham que o carro não vai escapar na curva. Mas contra as leis da física não se pode lutar. O correto em uma curva é reduzir a velocidade antes, e quando entrar na curva, vá acelerando aos poucos para manter a aderência dos pneus no solo.

O que fazer em caso de acidentes?

Sempre que você se deparar com uma situação de acidente na pista, pare para ajudar. Existe uma lei que obriga as pessoas a pararem para ajudar às outras. Mas atenção com a sua segurança: causar outro acidente só vai piorar a situação.

Sinalize o local

A sua primeira atitude deve ser a de sinalizar o local. Pare seu carro onde não haja perigo, e ANTES de checar se existem vítimas certifique-se de colocar triângulo de sinalização, ou na falta deste, galhos, pneus ou outros objetos numa distância em que os motoristas que estão vindo possam ver com antecedência que existe um acidente na pista.
Equipamentos obrigatórios 
de segurança 
fundamentais.
 No Japão, o uso do cinto de segurança no banco de trás não é obrigatório. E por conta disso, principalmente em colisões frontais, motorista e carona de lá têm cinco vezes mais chances de morrer em acidentes. Os doutores afirmam que 80% dos casos de morte dos ocupantes do banco da frente em automóveis em que havia passageiros "soltos" atrás teriam sido evitados se estes últimos estivessem "presos". Na hora do impacto, quem viaja no banco traseiro é arremessado contra o encosto do banco da frente, fazendo uma pressão que pode chegar a centenas de quilos e tornando a ação do cinto, airbag ou o que quer que seja insuficiente (ou até agravante).
Á alegria de uma familia pode se transformar em muita tristeza se não houver atenção com á segurança
cinto de segurança é importante
No Brasil, o uso do cinto de segurança no banco traseiro é obrigatório – embora pouco respeitado. No caso de crianças, é um direito delas que os adultos têm que respeitar  embora, nas vans escolares, por exemplo, seja comum ver os pequenos viajando sem afivelar o cinto. No caso dos maiores, é questão de respeito à própria vida e à de quem viaja no banco da frente. Acho que, em lugar de importar padrões educativos, está na hora de criarmos os nossos próprios exemplos.
Á diferença entre á vida e á morte esta em simplesmente se usar o equipamento 
de segurança, nesse caso o cinto. 
batida sem o uso do cinto de segurança
Acidentes são fatos muitas
 vezes  previsíveis 
e evitáveis.
Todo acidente tem uma causa e quase sempre poderia ser evitado. Em casa, no trabalho, no trânsito, no lazer, dois fatores determinam, isolada ou combinadamente, qualquer acidente: uma condição insegura e um ato inseguro. Por detrás de ambos estão os erros humanos que se sucedem em cadeia e são causadores de pequenos acidentes como de grandes catástrofes.
Os acidentes acontecem as vezes 
em locais tidos como improváveis.
A análise do acidente nos levará à conclusão que ele poderia ser evitado. Há causas psicológicas sempre presentes em qualquer acidente: a pressa, a desatenção, a falta de treinamento, o desinteresse pelo que se realiza. No caso das crianças, as suas mentes estão em formação e os adultos que delas cuidam têm que suprir as falhas mencionadas, muitas vezes existentes neles próprios. Neste sentido, o treinamento e o policiamento são sempre recomendáveis.

Como o motorista conseguiu deixar o 
carro assim, é um verdadeiro misterio.
A desatenção é um estado de torpor psicológico, de ausência, que nos faz estar em muitos outros lugares distantes daquele em que nos encontramos, desviando o foco de nossa inteligência daquilo que estamos realizando. Essa ausência mental é causadora de muitos acidentes. É necessário cultivar o hábito da atenção no que se faz para evitar pequenos e grandes transtornos que se chamam acidentes.Um instante de desatenção poderá nos tirar a própria vida ao atravessar uma via pública ou dirigir falando em um celular.
O veiculo auto-motor é 
uma maquina muito potente,
 e qualquer discuido...
E de onde provém a desatenção? Qual a sua causa?
São causas desta propensão a ociosidade mental, o hábito de perder-se em abstrações estéreis e a falta de uma idéia clara a respeito da responsabilidade que incumbe na condução da vida. (González Pecotche) Todos vivem muito apressados, pressionados por compromissos e horários, numa louca e absurda carreira que chega a comprometer a saúde física e psicológica. 

Uma maneira muito estranha 
de se estacionar um veiculo!
Ao fazer tudo apressadamente, desesperadamente, a qualidade do que se realiza fica muito comprometida; a correria leva ao automatismo, à desatenção, ao desprezo pelos detalhes que mereceriam um olhar mais detido, mais cuidadoso. É como se as pessoas corressem, constantemente, atrás de um futuro que não chega nunca; como se almejassem um final sobre o qual se precipitassem sem saber, ao certo, qual seria esse fim.
Uma nova e estranha especie de peixe...
A pressa é uma doença dos tempos modernos causadora de muitos erros, acidentes e desentendimentos; uma espécie de urticária psicológica que atormenta a todos, tornando as pessoas desatentas, esquecidas, ineficazes. Leva-nos a falar demais, correr demais e ser superficial demais.
Agora uma seqüencia de tres fotos, que seriam absolutamente normais se não fosse ...
A pressa é uma fuga, uma incomoda hóspede psicológica, uma incompreensão, uma falta de conhecimento. Por detrás dela há um defeito ou deficiência psicológica que se chama impaciência, uma doença moderna que danifica o sistema nervoso humano. O impaciente é um escravo do tempo; deste tempo fantasmagórico que nada tem a ver com o autêntico, que tão freqüentemente o homem dissipa em banalidades, justamente por desconhecer o seu real valor, escreveu o pensador González Pecotche.
Um choque entre um corcelzinho 
pra lá de velho e uma poderosa Ferrari. 
 E sugere que quem padeça dessa doença se exercite no cultivo da paciência inteligente e ativa, a que além de infundir serenidade torna o homem compreensivo, permitindo-lhe pensar com utilidade e proveito, e estar atento às suas necessidades e deveres durante todo o tempo, curto ou largo, que abarque a espera. Em síntese, saber esperar é o mesmo que saber viver, desde que a espera não seja a passiva que sempre nos faz sofrer.
O fato engraçado dessa história é 
que o motorista da Ferrari estava
 muito tranqüilo, enquanto que o 
motorista do corcel estava 
desesperado e gritava sem parar:
Agora cada um paga o seu!
Detalhe
Criado em agosto de 1959 pelo engenheiro sueco Nils Bohlin, da Volvo, o cinto de segurança de três pontos é considerado até hoje uma das inovações mais importantes em segurança veicular de todos os tempos. A invenção foi disponibilizada gratuitamente a outros fabricantes de carros pela Volvo, que enviou Bohlin para diversas partes do mundo para difundir a importância da adoção do cinto de segurança. 
Fonte Seleçõs Readers Diggest.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

EH LARANJEIRA !

END-LINKWS-LWT--



Copa da Africa do Sul 2010
Zakumi





Cheguei em casa de cabelo cortado tipo "máquina zero"... Não tem mais jeito... "peguei" Exército... Na verdade, ao contrário, o Exército me pegou... Minha mãe e meu irmão me olham consternados: "Voce vai aprender muita coisa..."
Corre o ano de 1982. O regime militar está no seu ocaso. O Generel Figueiredo é o presidente. Coisas estranhas estão acontecendo... Greves, passeatas, a imprensa está mais ousada...
Lança logo essa m...
Fui incorporado ao 2 Batalhão de Guardas, no Parque D. Pedro. Há entre os recrutas (no exército se chama "conscritos") gente de toda a cidade, de bairros que na verdade eu não conhecia. Desconhecidos que com o passar do tempo se tornam amigos e com quem vou dividindo aquele novo cotidiano de "madrugar" todo dia, formatura, educação física, uma ou outra "instrução" interessante, parcos exercícios de tiro, como era bom atirar com aquelas ponto 30 de tlipé, e que vontade de dar um tiro no sargento  e muita, mas muita maçada e perda de tempo sob as ordens de cabos e sargentos varrendo quartel, limpando armamento, comendo comida miserável e suja no rancho...
Nada melhor do que um bom banho em uma piscina com agua molhada
O pior é que a finalidade do 2 Batalhão de Guardas é justamente fazer a guarda de diversas instituições militares tais como o Quartel General do 2 Exército, as residências de alguns Generais, os Tribunais Militares, o DOI CODI... Isso faz de nós, soldados do 2 BG, uns "guariteiros" por excelência, ou seja, nossa vida se passa em turnos de duas horas dentro de guaritas, que são cilindros de concreto que fedem a xixi, em geral tendo por paisagem telhados e muros e por companhia pombos, um ou outro gato, raramente uns morcegos...
Cansei dessa guerra, vou para á casa
O pior de todos é o "segundo quarto", que os civis chamariam de "turno" de serviço. Esse "quarto" é o que sai da cama (ainda que dura, suja e fedida), às 2 horas da madrugada, ficando até as 4 na guarita... Quando faz frio (naquele 1982 fez frio como nunca...) é terrível deixar o alojamento e enfrentar aquelas duas horas que se arrastam como se não houvesse amanhã... O tempo não passa e o misto de sono, monotonia, silêncio, tédio e sombras, chega a fazer alguns delirarem. Eh tempinho bom de laranjeira, na época foi ruim, mas pensando bem agora eu acho que foi bom, aprendi muita coisa, boa e muita coisa que não presta mas deixa pra lá, também passamos muitas coisas engraçadas que me fazem voltar no tempo, e relembrar, mas vida de soldado do exercito não é só sofrimento como todo mundo pensa, também existem alguns macetes.
Esse simulador é de ultima geração mesmo
Passagem exclusiva  para carros bomba

Essa vai deixar o Cris Angel com muita inveja
Veiculo de guerra especialmente adaptado para ações de guerra em solo 

Só faltou á flecha nesse arco!
Esquilo voador gigante
Atenção iraquianos fotografias grátis, é so olhar, sorrir e ver o flash da maquina!
Camaleão com muito sono
Veiculo de guerra especialmente adaptado para ações de combate ao inimigo oculto
Na vida sempre existe um bom manual para tudo que se quer aprender!


Isca infalível para pegar grandes ratões 
Voce olha eu atiro!

O que seria da mulher sem sua inseparável bolsa

Nova geração de mísseis intercontinentais

Cara de bunda!